Deixa Os Sentimentos E Emoções Transformarem A Tua Vida

Não sei não, mas a vontade de beber está ficando cada vez mais com sabor de vontade, entendeu? Porra, nem eu.. kkkk. Mas vamos fazer um esforço para entender essa coisa! Em primeiro lugar, beber o que? Sim, porque há vários líquidos disponíveis no mercado. Beber da água da vida, malandro… Sacou a parada? É por aí… vivendo a água, sendo a água, fluindo com a água, e bebendo a água, é claro. Lembrei agora da água que passarinho não bebe, mas o foco não é nessa água, entendeu? Ela pode até fazer parte, em alguns momentos especiais, mas está inserida no todo da água da vida. A água da vida compreende tudo, afinal é a água da vida, sem ela não há vida, nem aqui nem lá, nem no físico nem no extra físico. O nosso corpo é constituído de cerca de 70% de água, então é água pra caramba. A superfície da Terra também é constituída de cerca de 70% de água.

Deixa os sentimentos e emoções transformarem a tua vida

E vamos de água…! Beber é fundamental para a saúde física, emocional e espiritual. Afinal, as células do nosso corpo precisam estar sempre bem hidratadas. E não é qualquer água, tem que ser água filtrada. Eu uso o filtro de barro, e adiciono sal integral marinho. Uma colher de café de sal marinho (não o sal refinado que só tem cloreto de sódio e mais os detergentes para ele ficar branquinho) para cada litro de água. Por que adicionar o sal integral? Porque ele possui mais de 60 minerais que são importantes para o nosso organismo. A água da vida não é somente água física, é também água espiritual, ela flui em todas as dimensões. Afinal, a vida é matéria e também é muito mais… No tarô o naipe de Copas simboliza o elemento água. É um elemento denso feminino. Ocupa todos os espaços, tomando as suas formas. Se adapta a tudo sem perder a sua essência, jamais. A sua vocação é para baixo, pois a sua energia é profunda.

Deixa os sentimentos e emoções transformarem a tua vida

Mas quando aquecida pelo Sol (elemento fogo), se torna vapor, se eleva na atmosfera terrestre formando as nuvens e cai sobre a Terra em forma de uma revigorante chuva. O ciclo da água é vida, tanto no plano físico quanto no plano espiritual. A nossa inteligência emocional é movida a água. Emoções são água (naipe de Copas). Se nossas emoções estão estanques, nossa inteligência emocional se torna obtusa. Deixar fluir as emoções é deixar fluir a vida – a água da vida. Tem-se dito, por aí, que precisamos controlar nossas emoções… Será que é por aí mesmo? Vejamos! Quem é que controla as emoções? A mente, a mente/ego. A consciência não controla nada, ela apenas observa. Precisamos vivenciar as emoções, evitando os pensamentos que são associados – automaticamente – a elas.

Deixa os sentimentos e emoções transformarem a tua vida

O problema não é as emoções, o problema é os pensamentos que surgem – automaticamente – para julgar e analisar as emoções. É a tal da racionalização dos sentimentos. Exemplo: Eu estou com medo. Cagado de medo. Em vez de sentir o medo, curtir o medo, entrar fundo no medo, eu fico pensando: eu não deveria estar com medo, será que eu sou covarde? Esse pensamento traz outro: o pensamento de culpa. Começo a me culpar por me sentir covarde. Eu medito, eu oro a Deus, eu sou religioso, por que estou com medo? Onde está a minha fé? Eu deveria ter tomado essa ou aquela atitude para evitar a situação que está gerando medo, e não tomei… O que será de mim amanhã? O que será da minha família? O que será das pessoas que estão sob a minha responsabilidade? E assim o rosário de pensamentos não tem fim tornando a emoção do medo cada vez mais potencializada.

Deixa os sentimentos e emoções transformarem a tua vida

Agora vamos olhar a situação sob outro ângulo. Eu estou com medo. Cagado de medo. Tudo bem… estou com medo, e daí? Quem nunca sentiu medo que atire a primeira pedra. Os pensamentos associados ao medo começam a surgir. Mas eu estou alerta, vigilante. Eles querem me tirar da situação real, do medo real, do aqui e agora, para me levarem a uma situação imaginária, de um medo imaginário, e para longe do aqui e agora. Entendeste como acontece o negócio da racionalização? Eu estou atento, não dou atenção aos pensamentos, não dou energia para eles, e volto a atenção para o medo. O medo é um sentimento ruim, mas é energia. É a energia que a vida está trazendo para mim neste exato momento – aqui e agora. É como a vida está vindo para mim, é como o Divino está vindo para mim. Afinal, o Divino se veste com as mais variadas formas para brincar conosco (tantra arcano 0 O Louco).

Deixa os sentimentos e emoções transformarem a tua vida

Sentimento é para ser sentido, não explicado. É outro nível de inteligência, a inteligência do sentir. Emoção é mover. Quem sufoca a emoção não se move, fica sempre no mesmo lugar, na mesma vidinha, no mesmo círculo vicioso de hábitos intermináveis. Ficar com o sentimento, com a emoção, sem dar atenção aos pensamentos é viver com consciência. Pode doer, mas é uma dor que logo passa, e deixa um ensinamento incrível, produz uma transformação nas nossas vidas. Ao contrário da racionalização dos sentimentos que torna a dor crônica, a transforma em sofrimento, e não aprendemos nada simplesmente porque não permitimos que a lição da vida se realize para nós. Assim, deixa a água da vida fluir, deixa os sentimentos e emoções transformarem a tua vida.

  • Joel Munhoz (Olói)

O Mago Fazendo A Magia Da Morte

Que tal O Mago e A Morte?! Que dupla maravilhosa! Um não vive sem o outro… A própria magia da vida não pode excluir a morte, pois… a morte não é a serva da vida? Tu já imaginaste a vida sem a morte? Seria uma confusão dos diabos. A morte produz a transformação dos corpos em outros corpos, das formas em outras formas… Enquanto isso a Vida troca de roupa para se renovar sempre. Quanto maior for a nossa consciência da morte, ou seja, da nossa finitude terrena, maior será a nossa consciência da vida, e só então poderemos apreciar com mais intensidade e totalidade o milagre da vida, a magia da vida. O tantra arcano 1 O MAGO está presente no número 13 – o número do tantra arcano 13 A MORTE. Vejamos um pouco da sua numerologia:

O mago fazendo a magia da morte

1 O Mago, 3 A Imperatriz: 1, o início de todas as coisas, o nascimento, a magia da vida acontecendo aqui e agora; cada um de nós tem o potencial de realizar a magia com aquilo que temos à mão no momento. 3, a neutralização dos opostos, o equilíbrio, a perfeição, o caminho do meio, a concretização, a manifestação, o retorno à unidade, e também o nascimento, assim como o 1. O Mago fecundando a Imperatriz. Com o 1 e o 3 um ciclo de vida se completa – morte e renascimento. O Mago deve ter a consciência da Mãe universal. Isso quer dizer que, ao realizar a sua magia, ele não deve desejar a alegria, o prazer, a realização, o bem-estar, a felicidade… somente para ele. Ele deve desejar que todos, que toda a humanidade – não somente os seus familiares e amigos – também recebam as riquezas materiais e espirituais. Magia negra é desejar as coisas boas somente para si e para a sua bolha; alta magia é desejar que toda a humanidade seja saudável e feliz.

O mago fazendo a magia da morte

Essa atitude – 1 O Mago – está em harmonia com a Grande Mãe (tantra arcano 3 A Imperatriz), pois qual é a mãe, realmente digna desse nome, que faz distinção entre um filho e outro? Se alguma ou outra mãe humana faz, é certo que a Grande Mãe Existência (Sagrado Feminino) não faz, pois todos nós – santos ou pecadores, justos ou injustos – somos seus filhos. Ela se aperfeiçoa e se realiza através de nós. Cada um de nós é um mago, uma maga… Nossa missão é canalizar a energia divina, a luz divina, presente em tudo. Tu podes fazer isso em qualquer momento, em qualquer atividade que estejas realizando. Basta se conscientizar de que tu és um canal da energia da Grande Mãe e do Grande Pai. Deixa o teu ego de lado e foca na tua consciência! Permite que a Luz Maior passe através de ti e se espalhe por todo o globo terrestre, estimulando a luz de cada pessoa a acordar!

O mago fazendo a magia da morte

Procedendo dessa forma tu estarás morrendo para o passado. Essa é a morte a serviço da vida. Somente vivemos de verdade quando vivemos no presente. Assim, nos perdoamos por todas as nossas falhas passadas, e perdoamos também os outros. Tudo o que vem para nós, aqui e agora, é lucro, mesmo se for algo desagradável, pois temos a certeza de que passamos somente por aquilo que temos que passar, seja por carma, seja por aprendizado… Gratidão é a nossa melhor oração. E isso não tem nada a ver com acomodação. Na verdade é a maior rebelião. Acomodação é viver de maneira automática, sempre reagindo a tudo. Rebelião é viver com consciência de que tudo o que acontece é necessário. Assim, poderemos responder à altura do momento. Afinal, não será eu nem tu quem estará fazendo – o ego. Será o Divino tocando a sua eterna melodia através de nós.

Joel Munhoz (Olói)

Profundamente Enraizado Na Existência Casamento Abençoado

Tarô tântrico casar com a existência. Posição firme, pés bem plantados no chão. Opa, é como se a Terra estivesse engolindo os pés… Mas, não é ruim não; as raízes do ser estão se aprofundando no solo da casa 7 (Libra): a relação com o outro, ou os outros… e também, neste caso, o reinício (noutro nível) da vida social após um considerável período de recolhimento pelo hemisfério norte (parte de baixo) do mapa astral.

Tarô tântrico casar com a existência sexo maduro espiritualizado

Tarô tântrico casar com a existência união Shiva/Shakti confiança absolutaSeis de Paus! Seis paus entrelaçados. Naipe de Paus é FOGO. É pau pegando fogo. Energia de ação espiritual, do empreendedorismo, de abrir caminho, de “botá pra quebrá”, ou melhor, “botá pra queimá”. É criatividade em ação. É a criatividade muito além do conceito de criatividade. É sexo, paixão… Mas é sexo com os pés bem plantados no chão. Sexo maduro, espiritualizado… Lembremos que todos os tantras arcanos menores “6″ estão relacionados ao tantra arcano maior 6 Os Amantes.

Tarô tântrico casar com a existência casa 7 relacionamentos legais oficiais

Tarô tântrico casar com a existência união Shiva/Shakti confiança absolutaOs relacionamentos amorosos, portanto, estão em evidência. Seis de Paus é uma carta de “Os Amantes” no naipe de Paus. A casa 7 (Libra) é a casa dos relacionamentos amorosos legais, oficiais, formais… (onde nem sempre há amor); portanto, os casamentos, papel passado e tal…

Tarô tântrico casar com a existência não tente resolver com a mente

Tarô tântrico casar com a existência união Shiva/Shakti confiança absolutaIsso tudo te angustia? Você anda meio enrolado (a) com os casamentos, relacionamentos? É pressão de tudo que é lado? Mas não esquente a cabeça não. Não tente resolver com a mente, com o ego. Tudo o que é resolvido orientado pela mente/ego não vai além dela. Não há transformação nem transcendência. Deixe que a Vida se encarregue. Coloque nas mãos da Existência. A Mãe Existência, neste momento, te toma pela mão… Deixe-se levar. Deixe que aconteça, de uma vez por todas, o teu profundo casamento com a Existência.

Tarô tântrico casar com a existência significado profundo da união Shiva/Shakti

Tarô tântrico casar com a existência união Shiva/Shakti confiança absolutaCasar com a Existência é ter confiança absoluta nela. Este é o significado mais profundo e abrangente da união Shiva/Shakti e de todas as suas aventuras amorosas. Para quem está profundamente enraizado na Existência, para quem está fundido com o Todo, qualquer outro casamento humano, seja homem/mulher,  homem/homem, mulher/mulher, será totalmente abençoado. Porém, para quem está sempre lutando contra a Vida para que a sua vontade egoica prevaleça, qualquer relacionamento em que se envolver estará fadado ao fracasso.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)