No Sexo Tântrico O Homem Precisa Aprender Com A Mulher A Ser Água

A mulher é a grande iniciadora no tantra. O seu elemento correspondente é a Água enquanto o homem corresponde ao elemento Fogo. É por isso que no sexo profano comum o homem é muito afoito, logo quer penetrar e ejacular. A mulher precisa de mais tempo para ter a sua vagina lubrificada e pronta pra penetração. Por isso as carícias preliminares são tão importantes. E aí, homem varão macho alfa, tu estás preparado para ser um homem mais inteiro e mais verdadeiro? Porque fomos educados nesta cultura patriarcal a sermos o fodão e acabamos por não sermos fodão porra nenhuma. Você acha que ser fodão é meter numa vagina fria e seca e ejacular após no máximo 5 minutos de penetração? A mulher nem ficou pronta pro sexo e você já gozou. Aí ninguém pode ser feliz, nem você nem ela.

No sexo tântrico o homem precisa aprender com a mulher a ser água
A mulher por cima durante a penetração pode facilitar o arrefecimento do ímpeto masculino. Ela pode controlar os movimentos e fazer com que a relação seja mais duradoura e prazerosa, evitando inclusive a ejaculação precoce. É uma boa posição para o homem aprender a ser água. O mesmo vale para as relações gays masculinas com o homem passivo por cima.

O mesmo ocorre nos relacionamentos homoafetivos, predominantemente, é claro, entre os homens, já que as mulheres gays ou bissexuais se compreendem mutuamente. No relacionamento gay masculino o homem que penetra é o masculino e o homem que é penetrado é o feminino. Assim, o homem ativo é fogo e o homem passivo é água. Da mesma forma, nos relacionamentos gays femininos, a mulher ativa é fogo e a mulher passiva é água. O fogo é um elemento masculino, ativo, volátil, sua orientação é para cima. A água é um elemento feminino, passivo, denso, sua orientação é para baixo. No sexo comum o fogo não se mistura com a água. No sexo tântrico há uma mistura, uma alquimia porreta.

No sexo tântrico o homem precisa aprender com a mulher a ser água
Tantra arcano 11 A Força: a dama e o leão. A sutileza da força feminina. Ela domina a fera – tesão sexual – não com violência, mas com sutileza e principalmente compreensão, consciência.

O fogo está sempre pronto. A água demora um certo tempo para ser aquecida. O seu ponto de ebulição é de 100º centígrados ao nível do mar. A água tem o poder de arrefecer o ímpeto do fogo. Em demasia pode apagar o fogo, mas na dose certa é uma delícia. O homem que se deixa tocar pelos mistérios da água pode aprender coisas incríveis, delícias e mais delícias… Assim, o seu fogo se tornará positivo, servirá para aquecer a água até chegar no seu ponto de fervura. Nada mais frustrante e brochante do que o fogo para um lado e a água para o outro. Nada mais extasiante e excitante do que o fogo e a água se misturando numa dança erótica sagrada. Esta alquimia é o sexo tântrico. Somente assim o homem pode se aprofundar nos mistérios femininos (Shakti/Ísis) e a mulher nos mistérios masculinos (Shiva/Osíris)

Joel Munhoz (Elóy)

Relacionamentos Na Regra Do Coração

Aqui quem fala é da Terra. Alô aí do espaço, estão me ouvindo? Seres de outras galáxias, de outros mundos sem fim!!! Como estão por aí? Por aqui nós vamos indo, assim… alguns conscientes, outros despertando, e uma massa maior de gente ainda dormindo o santo sono da ignorância. Mas, afinal, vocês estão carecas de saber disso, não é? Pela parte que me toca me incluo naqueles que estão despertando, isto é, ainda não estou totalmente desperto. É foda, não é fácil, mas uma vez que a gente vê um vislumbre da Luz não há volta. Olha, tenho cá as minhas técnicas que vou desenvolvendo ao longo do caminho. Cada lâmina do Tarô, para mim, é uma nave que pode me levar pelos universos interiores sem fim.

Relacionamentos na regra do coração

Surgiu aqui a lâmina 6 OS AMANTES, na 5ª casa (Leão). Viajaremos, portanto, com OS AMANTES para a constelação de Leão. Aí, galera do espaço, “os amantes” aqui na Terra é um rolo só. Ainda somos imaturos na arte de nos relacionarmos uns com os outros. É muito condicionamento, muita programação, de milênios de patriarcado, um nojo… O tal de amor romântico ainda vigora por aqui, aliás, é dominante em todas as culturas. Os que estão despertando estão se desvencilhando deste tipo de amor peguento, ciumento, nojento. Se não nos desapegarmos desse amor apego como poderemos vir a descobrir o verdadeiro amor?

O tantra arcano 6 OS AMANTES é o resumo de todo o Tarô. São 78 arcanos ao todo. Façamos a redução teosófica de 78! 7+8=15. 1+5=6. Todo o tarô, portanto, está contido no tantra arcano 6. Este é o jogo entre o homem e a mulher, o masculino e o feminino, o yang e o yin. O homem tem dentro de si uma mulher, e a mulher tem dentro de si um homem. Os princípios feminino e masculino estão sempre dançando dentro de cada um de nós. O jogo cósmico gira em torno do casal cósmico Shiva e Shakti. O casal terreno é um reflexo do casal cósmico, pois assim “como é em cima é embaixo”. O nosso maior aprendizado na senda do autoconhecimento é o relacionamento, tanto fora com o outro, como dentro com nós mesmos.

Relacionamentos na regra do coração
Quinta casa, constelação de Leão

Sigamos, então, na nossa nave espacial 6 rumo à 5ª casa no espaço sideral! E o que é a 5ª casa (Leão)? É a casa do coração. Mostra os filhos, os casos amorosos, os prazeres, as diversões, os jogos, os hobbies… É a atitude emocional e o amor que você dá. Aqui se encontra a originalidade, a criatividade, a capacidade dramática e artística. É na quinta casa que acontecem os relacionamentos por amor e, por conseguinte, todas as suas atividades que são motivadas pelo coração. Vamos, então, fazer o coração vibrar. Se o caminho não tem coração não é um caminho autêntico, não é o teu caminho, é somente um caminho emprestado de alguém.

Relacionamentos na regra do coração

Nossa nave pousa no alto de uma imponente montanha. Há aqui inúmeras casas, simples e bonitas, todas com uma arquitetura que combina com a natureza à sua volta. Pessoas felizes correm de um lado para o outro, trabalham, brincam, se divertem, se relacionam… Há fartura material, afetiva e espiritual. Ninguém é rotulado, todos podem ser tudo o que quiserem e podem se relacionar de todas as formas: hetero, bi, trans, homo… Há relacionamentos físicos, sexuais, e há relacionamentos espirituais. Não há nenhum tipo de preconceito. Há apenas uma regra que norteia a todos os habitantes. E essa regra vem de dentro de cada um: a regra do coração. Se tem coração é bom, se não tem não é bom para ninguém. A vida é simples quando vivida com o coração e a consciência. Complicamos demais a vida porque o que norteia a civilização é a mente.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

A Foda Deveria Correr Solta, O Mundo Seria Melhor

Meditação do tantra arcano Ás de Paus na casa 6 (Virgem)

Ás de Paus é foda, ou melhor, é fodão. É um pauzão pegando fogo. Símbolo fálico, claro. O lingam de Shiva procurando a yoni de Shakti. O sexo é a coisa mais bonita que existe; a sociedade hipócrita o transformou numa coisa feia. A foda deveria correr solta… o mundo seria bem melhor, as pessoas seriam mais felizes e amorosas. Alguém poderia dizer: mas a foda já corre solta. Não, perdão, não corre solta não… As pessoas se despiram mais fisicamente, mas psicologicamente ainda estão presas dos seus tabus e preconceitos. Os homens ainda têm mais liberdade do que as mulheres… As mulheres conquistaram mais espaço, é claro, mas ainda falta muito para se equipararem aos homens no seu direito ao prazer.

A foda deveria correr solta, o mundo seria melhorNo Brasil, com a ascensão da extrema direita ao poder, estamos vivenciando isso de perto. Nunca o moralismo esteve tão em alta como agora. Mentes cheias de preconceito e de moralismo de cueca estão botando as manguinhas de fora, só porque uma autoridade, um líder político está dando o aval. Na figura do líder carismático de ideias medievais eles projetam os seus tabus, os seus medos, as suas taras, os seus ódios, as suas retaliações aos diferentes… A velha mente/ego forjada no patriarcalismo está com os dias contados… Pressentindo a morte ela ressurge com toda a força, pois não quer morrer. Os representantes dessa velha mente estão em evidência, em todas as mídias. Saíram todos do armário. Vociferam aos quatro cantos as suas palavras de ordem: Fora os comunistas! Sim, porque na sua ótica simplista e reducionista todos os que não pensam como eles são comunistas.

A foda deveria correr solta, o mundo seria melhorSomos muito mais do que cabeças, do que mentes cheias de ideologias, de idiossincrasias, de preconceitos, de cercas e mais cercas… Saia da cerca, rompa com as cercas e você se verá livre na pradaria, nos campos sem fim, nos oceanos cósmicos. Dá medo, não é? É amedrontador ser livre? Você se sentirá muito inseguro? Em que se apoiar? Quem lhe dará segurança? É por isso que o caminho da felicidade é o caminho do coração. Se você trilhar o caminho da mente jamais será feliz. Viverá se cuidando e condenando a si mesmo e aos outros… Deixe que o coração seja os olhos da sua mente. A amorosidade, a afetividade, ficaram presas na repressão ao sexo, principalmente se o sexo praticado ou que quer se praticar não é aceito e visto como normal pela sociedade ou cultura vigente.

A foda deveria correr solta, o mundo seria melhorNo dia em que a foda correr solta a sociedade será realmente civilizada. Enquanto a foda for restrita e cheia de deves e não deves o mundo será isto que temos hoje em dia: cheio de tecnologia e vazio de amor, de afeto, de solidariedade, de paz… Quer um exemplo? A monogamia foi instituída como uma forma de melhor dominar e manipular as pessoas. É bom para o sistema, para os dirigentes da sociedade, para as elites econômicas, que as pessoas, os casais, sejam monogâmicos. Isso incentiva a posse de uns sobre os outros. Assim, um governo que possui um povo, passa a ser algo natural. As pessoas se deixam dominar e possuir com facilidade porque isso passa a ser um comportamento normal.

A foda deveria correr solta, o mundo seria melhorSomos, naturalmente, seres poligâmicos. A poligamia (para homens e mulheres) deveria retornar para salvar o mundo da auto destruição porque a cultura monogâmica adotada na maior parte do planeta não está dando certo. Existem pessoas poligâmicas? Sim, mas são minoria e geralmente são homens, homens ricos. Quando não são poligâmicos ao mesmo tempo, pelo menos se tornam poligâmicos sequenciais… Saem de um relacionamento para outro com a facilidade que o dinheiro pode proporcionar. O freio moral sobre a sexualidade humana tem produzido todas as taras e perversões. Os crimes sexuais são o resultado de uma sociedade reprimida e repressora. Quanto mais se reprime a energia básica da vida mais forte ela ressurge. Retorna como um vulcão destruindo tudo à sua volta.

A foda deveria correr solta, o mundo seria melhor
A força do lingam separado da yoni é a força da destruição, da separação, do ego… Quando o lingam está em harmonia com a yoni a sua força é construtiva, criativa, constrói mundos mais harmônicos e prósperos. Casa 6 é a saúde. É a construção no dia a dia de uma sociedade mais justa, mais igualitária, mais humana, onde o sexo não é doença e sim saúde.

Sobre as sociedades matriarcais e liberdade sexual vale a pena dar uma conferida neste ótimo artigo do site Protopia escrito por Fábio Veronesi. Ele fala sobre a retomada da humanização, o resgate da capacidade de amar do ser humano onde as trocas amorosas serão mais espontâneas em todos os relacionamentos. Uma revolução sexual é imprescindível para que a revolução do amor também aconteça. O amor está preso no sexo. Precisamos realizar a nobre tarefa de libertá-lo.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Sexo Tântrico, Você Sabe O Que É?

 

Sexo tântrico? Você sabe o que é? Já ouviu falar? Já leu a respeito? Existem muitos artigos sobre o tema na internet. Acho que também posso dar o meu pitaco baseado na minha experiência pessoal e nos meus atendimentos com massagem tarotântrica. Bueno, vamos começar pela ideia de sexo sagrado. Sim, o sexo é profano e sagrado e, no fundo, o profano também é sagrado. O problema surge com a noção que as pessoas têm do sagrado ou do que significa esta palavra. Para a Igreja o sagrado está separado do profano, o divino está separado do pecador. Assim, sem querer, já que o nosso inconsciente está repleto de dogmas religiosos, acabamos também por separar o sexo tântrico do sexo comum, ordinário.

Sexo tântrico, você sabe o que é?A exclusão é não tântrica, a inclusão é tântrica. A separação é o pecado. Podemos realizar grandes rituais seguindo orientações de gurus, praticando regras e mais regras, por exemplo: ter só um (a) parceiro (a) para o sexo, para o amor… O sexo tântrico somente pode acontecer entre um homem e uma mulher… homo e outras variações, orientações, identidades de gênero, estão fora…  sexo anal também não pode… ou tem que ser somente numa posição tal… e outras tantas regras que se vê por aí… Ora, a princípio, o tantra é contra as regras e a favor da espontaneidade. É claro que, por termos nos desviado tanto do natural, precisamos aprender novamente o que é natural. Daí, alguns exercícios, meditações, são necessários para recuperarmos a naturalidade do sexo. Porém, no momento em que o exercício cumpriu o seu papel, descarte-se dele. Ou… se uma técnica de meditação não surte efeito, que parta-se para outra…

Sexo tântrico, você sabe o que é?Assim, o tantra começa pelo começo, sempre. Você deve, então, começar de onde você está. As pessoas têm situações de vida diferentes, idades diferentes, orientações sexuais diferentes – mesmo os hetero são diferentes nas suas necessidades e desejos. Uns têm mais poder aquisitivo, outros têm menos. Estudos mostram que as relações monogâmicas acontecem mais entre as pessoas pobres. Os ricos têm mais condições de serem poligâmicos, ao menos poligâmicos sequenciais. Uns têm parceiros fixos, outros não… uns são casados… outros separados… outros solteiros… outros tico tico no fubá… E, independente disso tudo, cada qual carrega os seus traumas e karmas com relação ao outro, aos relacionamentos em geral.

Sexo tântrico, você sabe o que é?Não é mole, né… O sexo que praticamos é muito mais mental do que corporal, biológico ou espiritual. Há um montão de fantasias e fetiches na mente humana. Então, se começa por aí… Muitos não têm condições de colocar em prática as suas fantasias e fetiches… Vamos colocar isso pra fora… Num espaço terapêutico isso pode ser feito com segurança, com a orientação do (a) terapeuta. Ao mesmo tempo em que se coloca o lixo sexual pra fora, vamos trazendo a consciência para espaços mais saudáveis de sexualidade… O foco da energia sexual normalmente está localizado somente nos genitais. E na cabeça, pois a mente está cheia de fantasias e desejos…

Sexo tântrico, você sabe o que é?Vamos mergulhando no profano para resgatar o sagrado, para trazer mais consciência ao sexo. Sexo tântrico é para dissolver a repressão, não para reprimir mais ainda. E cada pessoa deve descobrir a sua própria forma, o seu próprio equilíbrio. Tantra não tem fórmulas prontas para todos.  O mais importante é a consciência. O estado de alerta se expandindo cada vez mais… As formas como você se relaciona não importam… se sozinho (a) com você mesmo (a), se com o (a) parceiro (a) ou parceiros (as), o que importa é o quanto de consciência você está colocando no ato sexual. É bom lembrar que não estou incentivando aqui nenhuma ação sexual que viole os direitos de outrem ou que seja crime. Faça tudo o que você deseja desde que seja de maneira consensual com o outro, entre pessoas adultas maiores de idade, dentro da lei.

Sexo tântrico, você sabe o que é?Tantra é autenticidade. Na real, na real mesmo, somente pessoas iluminadas podem praticar o sexo tântrico na sua inteireza. Nós, que ainda estamos no caminho, somos apenas aprendizes do sexo tântrico.  E isto já é uma grande coisa, quando despertamos para este sublime aprendizado. Assim, não force uma atitude iluminada que você ainda não alcançou. A emenda será pior do que o soneto porque você estará sendo falso consigo mesmo e com o (a) parceiro (a). É muito mais tântrico praticar uma fantasia ou um fetiche (profano) com autenticidade e consciência do que ter práticas “sagradas” que ainda não passam de teorias e ideais contidos na sua cabeça.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da Entrega

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos. Hoje quero falar com você sobre o que é tantra, o que não é tantra… enfim… Há muita confusão na área, o que é, de certa forma, natural. Não nos tornamos tântricos da noite para o dia, em cursos ou grupos de fim de semana, ou seja de que período for, de 1 mês, 2 meses… Não que eu seja contrário a grupos, isto também é importante no caminho tântrico. O que eu quero deixar bem claro é que você não se torna tântrico (a) porque ganhou um diploma de conclusão de curso. Tantra é a prática da vida a cada momento. É a teia da vida que acontece a cada momento, a cada minuto, a cada hora, a cada dia… ad infinitum… Não tem nada a ver com religião nem filosofia. É você se colocar em harmonia com essa sinfonia cósmica que só acontece agora, em qualquer lugar que você esteja.

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos a ciência da transformação da mente

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da EntregaE como se faz isso? Como eu disse antes, praticando… tantra é prática, é técnica, é ciência. É a ciência da transformação da mente que nos leva além dela. É ciência subjetiva que nos possibilita investigar e aprofundar cada vez mais o nosso universo interior. Saiu aqui como inspiração para este post o tantra arcano menor 8 de Ouros na casa 5 (Leão). Um arcano da carta 8 A Justiça no plano físico – Ouros. O caminho do meio de que tanto Buda falava… É o fio da navalha. Mas para você andar no fio da navalha, você precisa, umas vezes, enveredar para a esquerda e, outras vezes, para a direita. Somente vivendo os opostos – com intensidade – você chegará ao equilíbrio. Porém, esse equilíbrio, novamente será perdido e você será lançado de novo ao plano da dualidade. Terá que vivenciá-la novamente para que, em algum outro momento, você chegue ao equilíbrio novamente.

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos pequenas iluminações

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da EntregaE este processo se repetirá tantas vezes quantas forem necessárias até você encontrar o equilíbrio final, a realização, a iluminação total. Por isso, tantra é o caminho da iluminação, pois você vai vivenciando pequenas iluminações até atingir a iluminação total. Você deve começar de onde você está, sem nenhum ideal a ser atingido, nenhuma meta… Por isso, o naipe de Ouros. Ouros é o naipe mais baixo, mais inferior, mais denso… Corresponde ao plano físico, material, sensual, ao corpo físico. O 8 é sinuoso como o caminhar de uma serpente, ou de duas serpentes. Assim deve ser o seu caminhar. Um pouco para a esquerda, um pouco para a direita… No meio, onde os dois caminhos se encontram, está o equilíbrio. Você ainda não é um (a) iluminado (a), então não se comporte como se fosse um (a). Isso será falso e reforçará ainda mais o seu ego, lhe distanciando da iluminação.

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos viva o ego e o não ego

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da EntregaVocê tem um ego, não é mesmo? Ele ainda domina a sua vida fazendo-o (a) pensar que ele é a sua verdadeira identidade… Assim, reconheça isso, não tente fugir deste fato ou lutar contra o ego para dominá-lo. A fuga ou a luta somente reforça o ego. Em alguns momentos viva o ego totalmente, em outros momentos viva o “não ego” totalmente. Precisamos viver os dois lados da moeda para deixarmos de ser metade. O ser inteiro vive tudo o que a vida lhe traz, e o ego também faz parte dela, assim como também o “não ego”. O ego é o caminho da vontade, da luta, da briga, da conquista, da competição, do masculino, da autoimagem, da reputação, do status social, do poder, do sexo compulsivo, dos pecados, do profano, da pornografia, da putaria, da sacanagem… O “não ego” é o caminho da entrega, da aceitação, do amor, da meditação, do aconchego, da passividade, da cooperação, do feminino, da não preocupação com reputação, do sexo maduro e consciente, do sagrado, da confiança total na vida.

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos você é pecador você é sagrado

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da EntregaViva os dois – yin e yang, feminino e masculino, shiva e shakti – viva a dualidade, o mais intensamente que você puder. Em um momento você é pecador, profano… em outro momento você é santo, sagrado… Em um momento você é sério, em outro momento você é bem humorado. Em um momento você é triste, em outro momento você é alegre. Em um momento você é combativo, em outro momento você é afetuoso.  Em um momento você se interessa por assuntos profundos, em outro momento você curte coisas supérfluas. Em um momento você é tolo, em outro momento você é sábio. Vivendo tudo o que a vida traz, sem nada rejeitar, você vai, aos poucos, descobrindo o seu próprio equilíbrio. O equilíbrio é o resultado natural – a terceira ponta do sagrado triângulo – da vivência dos opostos.

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos o caminho do coração

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da EntregaSe você não vive os opostos, você não passa de um ser pela metade, de alguém meia-boca no linguajar popular. Ou você é triste ou você é alegre; ou você é sensual ou você é espiritual. Sempre a outra metade estará faltando, você nunca será completo (a). Aí você terá que forçar um equilíbrio que não existe, que não surgiu naturalmente do seu ser. Tantra é o caminho do coração. A mente é exclusiva, está sempre separando tudo. O coração é inclusivo, como se diz popularmente: no coração de mãe sempre há lugar pra mais um… A casa 5 (Leão) é a casa do coração, da brincadeira, dos jogos, da criança, dos filhos, da criança interior, dos relacionamentos por amor, da autenticidade. Viva totalmente e você viverá através do coração. O coração absorverá a sua mente e somente assim você poderá ter, de fato, uma mente brilhante. Do contrário, a sua mente será fria e só produzirá divisão, conflito e desarmonia.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Profundamente Enraizado Na Existência Casamento Abençoado

Tarô tântrico casar com a existência. Posição firme, pés bem plantados no chão. Opa, é como se a Terra estivesse engolindo os pés… Mas, não é ruim não; as raízes do ser estão se aprofundando no solo da casa 7 (Libra): a relação com o outro, ou os outros… e também, neste caso, o reinício (noutro nível) da vida social após um considerável período de recolhimento pelo hemisfério norte (parte de baixo) do mapa astral.

Tarô tântrico casar com a existência sexo maduro espiritualizado

Tarô tântrico casar com a existência união Shiva/Shakti confiança absolutaSeis de Paus! Seis paus entrelaçados. Naipe de Paus é FOGO. É pau pegando fogo. Energia de ação espiritual, do empreendedorismo, de abrir caminho, de “botá pra quebrá”, ou melhor, “botá pra queimá”. É criatividade em ação. É a criatividade muito além do conceito de criatividade. É sexo, paixão… Mas é sexo com os pés bem plantados no chão. Sexo maduro, espiritualizado… Lembremos que todos os tantras arcanos menores “6″ estão relacionados ao tantra arcano maior 6 Os Amantes.

Tarô tântrico casar com a existência casa 7 relacionamentos legais oficiais

Tarô tântrico casar com a existência união Shiva/Shakti confiança absolutaOs relacionamentos amorosos, portanto, estão em evidência. Seis de Paus é uma carta de “Os Amantes” no naipe de Paus. A casa 7 (Libra) é a casa dos relacionamentos amorosos legais, oficiais, formais… (onde nem sempre há amor); portanto, os casamentos, papel passado e tal…

Tarô tântrico casar com a existência não tente resolver com a mente

Tarô tântrico casar com a existência união Shiva/Shakti confiança absolutaIsso tudo te angustia? Você anda meio enrolado (a) com os casamentos, relacionamentos? É pressão de tudo que é lado? Mas não esquente a cabeça não. Não tente resolver com a mente, com o ego. Tudo o que é resolvido orientado pela mente/ego não vai além dela. Não há transformação nem transcendência. Deixe que a Vida se encarregue. Coloque nas mãos da Existência. A Mãe Existência, neste momento, te toma pela mão… Deixe-se levar. Deixe que aconteça, de uma vez por todas, o teu profundo casamento com a Existência.

Tarô tântrico casar com a existência significado profundo da união Shiva/Shakti

Tarô tântrico casar com a existência união Shiva/Shakti confiança absolutaCasar com a Existência é ter confiança absoluta nela. Este é o significado mais profundo e abrangente da união Shiva/Shakti e de todas as suas aventuras amorosas. Para quem está profundamente enraizado na Existência, para quem está fundido com o Todo, qualquer outro casamento humano, seja homem/mulher,  homem/homem, mulher/mulher, será totalmente abençoado. Porém, para quem está sempre lutando contra a Vida para que a sua vontade egoica prevaleça, qualquer relacionamento em que se envolver estará fadado ao fracasso.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)