Ano Novo Astrológico – 2020, Mãos À Obra!

Beleza, o ano novo astrológico começando, 20 de março, equinócio de outono! Novo ano, sol entrando no signo de Áries… Algo está nascendo em meio a esta pandemia de coronavírus. A humanidade passando por um desafio terrível para se tornar mais humana. Afinal, estamos funcionando mais como máquinas do que como seres humanos. Nossa sociedade está doente, estimulando os seus indivíduos a competir, competir e competir. E agora, o vírus está aí, solto, em busca de carne humana. Continuaremos nessa competição feroz, de ser humano contra ser humano? Não, agora a vida de todos está em jogo, precisamos, pelo menos agora, ser mais cooperativos e solidários. Afinal, estamos no mesmo barco, não é mesmo?

Vamos a um cálculo numerológico do caramba! Primeiro dia do ano novo: 20/03/2020. 20+03+2020 = 2043 = 2+0+4+3 = 9. Aqui temos o número 9 soberano sobre todos os outros. Um ano regido pelo tantra arcano 9 O EREMITA. Ora, o 9, na Antiguidade, representava o círculo. É um universo completo. As coisas chegaram ao seu auge, a plantação está pronta para a colheita. Se você adiciona o 9 a qualquer outro número, o 9 irá fortalecer a energia do número. Tomemos como exemplo o número 5, já que o 5 é O HIEROFANTE, o tantra arcano correspondente ao signo de Áries, quando o ano novo começa. 9+5 = 14 = 1+4 = 5; voltou, portanto, ao 5, fortalecendo a energia do número 5.

Ano novo astrológico - 2020, mãos à obra!
Tantra arcano 5 O Hierofante (letra he) uma nova inspiração, signo de Áries, nascimento de uma nova era

O 5 (letra he do alfabeto hebraico) é uma nova respiração ou inspiração. É quando inspiramos de novo, é quando o mundo inspira de novo, é quando a Vida inspira de novo. O ar tóxico dos pulmões é jogado fora e uma nova vida carregada de prana é insuflada novamente nos pulmões e em todo o organismo através do sangue vitalizado. Temos aí um vírus que também ataca o aparelho respiratório para que a humanidade se livre do ar tóxico (velhos paradigmas) e deixe entrar o novo ar da nova vida, da nova era. O pentagrama mágico, o símbolo mais potente da magia, está ao nosso dispor. Podemos usá-lo com a cabeça pra cima ou com a cabeça pra baixo. Tudo depende do nosso grau de consciência.

O HIEROFANTE é o cara que domina sobre as mentes ou consciências através do poder político e religioso. Estamos sufocados, como humanidade, atrelados a líderes mesquinhos, egoístas, individualistas e retrógrados. Esquecemos o nosso próprio poder, não o poder do ego, mas o poder real que surge de uma consciência desperta. Quando despertamos não precisamos de nenhum líder, de nenhuma autoridade. Os especialistas continuam tendo o seu valor, mas para a nossa orientação e não para a nossa escravidão. Somente precisamos de autoridades (pais e mães) quando somos infantis, imaturos. Após o despertar nos tornamos seres maduros, emocial e espiritualmente falando; assim, quem precisa de autoridade para lhe dizer o que é certo e errado?

Ano novo astrológico - 2020, mãos à obra!
Elite financeira global mancomunada com as elites locais tirando o couro da população

No momento atual as autoridades políticas estão nos explorando ao máximo, engolindo o nosso fígado, destruindo a nossa dignidade humana. Estamos esfarrapados, vivemos para alimentar a ganância de uma uma elite econômica, uma minoria que se julga melhor do que os outros, que quer continuar mantendo os seus privilégios imorais e desumanos. Basta! Aqui surge o lado positivo do HIEROFANTE: a libertação de todo jugo, a consciência finalmente respirando livre. É hora de nascermos de novo como diz o mestre Jesus. Para que sejamos livres no sentido físico, econômico, psicológico e espiritual, é necessário, antes de mais nada, sermos uma consciência, uma alma, livre.

Desigualdade social

Para que o texto não se torne um textão, vamos logo ao 14, a soma do 9 e do 5! O tantra arcano 14 A TEMPERANÇA é a união de todos os contrários, de todos os opostos. Os opostos, as diferenças, não são inimigos, são apenas aspectos que se complementam. É hora de darmos as mãos, de nos unirmos como humanidade que somos, e não apenas como números ou máquinas como esse sistema desumano quer nos fazer crer. Além de corpos e mentes somos consciências divinas. A alquimia é possível, a transformação é possível, um novo mundo mais fraterno é possível.

Ano novo astrológico - 2020, mãos à obra!
Tantra arcano 14 A Temperança

Todos os saberes são necessários. Não somente o saber acadêmico, científico, que muitas vezes se arvora como a autoridade máxima acima de todas as outras, mas também os saberes mais empíricos, observacionais, dos povos originários, da ancestralidade, do povo, da natureza. Uma ciência que não está em profunda comunhão com a natureza não é ciência. Não há ciência maior do que a mãe natureza em todos os seus reinos. A ciência nada mais faz do que revelar os segredos da natureza às nossas mentes.

Os egos não querem a união porque o que torna o ego forte é a divisão, a desunião. Mas está mais do que na hora de substituirmos os egos pelas consciências. Não é fácil, mas é possível. Não precisamos ser “nenhuns iluminados” para isso. Basta observarmos mais, ficarmos mais atentos, fazendo-nos sempre a pergunta: este comportamento que estou tendo vem do meu ego (o eu impostor) ou vem da consciência cósmica (o meu verdadeiro eu)? Meditar é observar o ego à distância. A Vida nos colocou um grande aprendizado com o covid-19. Não importa quem detonou esta bomba, o que importa é o que faremos com as suas manifestações.

Ano novo astrológico - 2020, mãos à obra!
Despertemos para o que somos de verdade: uma consciência divina

Temos uma grande oportunidade de nos tornarmos mais despertos e mais felizes. Temos uma grande oportunidade de fazermos da Terra um paraíso, aquilo que ela verdadeiramente é. Em primeiro lugar, por mais doloroso que seja, aceitemos o desafio com gratidão. E mãos à obra, que cada um faça o que manda o seu coração, a sua intuição, e não a sua mente condicionada por velhos padrões que já estão ultrapassados. Cada um de nós é necessário, cada um de nós é importante na construção de uma nova era. Atenda ao chamado cósmico, divino, dentro de você, e não ao chamado da velha mente (ego) que já está mais do que na hora de morrer! Se você ficar em silêncio, se a sua mente ficar em silêncio, você saberá o que deve ser feito neste momento fantástico para a Terra e para todo o universo.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Massagem Lingam Prazer Saúde Amor E Consciência

Tarô tântrico massagem lingam. Massagear o lingam é massagear todo o corpo do homem incluindo o lingam, ou seja, os genitais: o pênis e o saco escrotal. A massagem na próstata pode acontecer externamente na região do períneo (entre o ânus e o saco escrotal) como também internamente. Para isso se introduz o dedo médio – protegido por uma luva de procedimento – no ânus. Se usa lubrificante à base de água. O dedo é introduzido voltado para a frente do corpo, para o pênis, onde tocará a próstata, estimulando-a de várias maneiras com toques sensíveis para sentir-lhe o coração. Sim, não é somente o coração que tem um coração; cada parte e órgão do nosso corpo possui um coração. Por isso o toque do (a) massagista tântrico (a) tem que ter coração para poder tocar o coração do cliente. Toque sem coração é toque frio, apenas técnico.

Tarô tântrico massagem lingam algumas finalidades terapêuticas

Tarô tântrico massagem lingam energia sexual profunda ampla conscienteMuita gente se pergunta: com qual finalidade o homem iria fazer massagem prostática, ou seja, deixar uma pessoa desconhecida mexer no seu ânus para estimular a sua próstata? A massagem anal e prostática tem várias finalidades terapêuticas. Dentre elas citarei algumas:

  • O mais básico é a descoberta de novos e diferentes níveis de prazer.
  • Desbloqueio de traumas ocorridos na fase anal. A fase anal ocorre em média dos 2 aos 4 anos de idade. É nessa fase que a criança aprende a controlar os esfíncteres. Sua satisfação e prazer, portanto, estão mais focados na região do ânus.
  • Alívio e auxiliar no tratamento de constipação intestinal, mais conhecida como prisão de ventre ou intestino preso.
  • Tratamento de dificuldades psicológicas e emocionais com o poder e com o dinheiro, já que a fase anal está muito relacionada a poder.
  • Prevenção de doenças da próstata.
  • Alívio e auxílio no tratamento de doenças da próstata, como a hiperplasia prostática benigna.
  • Elevação dos níveis de intensidade de prazer, tornando o orgasmo muito mais intenso.
  • Estímulo da produção hormonal, como a testosterona e outros hormônios masculinos.
  • Tratamento de ejaculação precoce e disfunção erétil.
  • Aumento da potência de ereção do pênis.

Tarô tântrico massagem lingam corpo do homem potencial prazeroso

Tarô tântrico massagem lingam energia sexual profunda ampla conscienteVivemos numa cultura de muitos tabus sexuais. Um deles é o de que homem que sente prazer no ânus é veado. Então somos todos veados porque todos nós – homens e mulheres – sentimos prazer no ânus. Todo o nosso corpo tem potencial prazeroso. Assim, quem não sente prazer no ânus ou em qualquer outra parte do corpo, já não faz mais parte do mundo dos vivos. O ânus é rico em terminações nervosas e a próstata é comparada à estimulação do ponto G nas mulheres. O homem pode chegar ao orgasmo com ejaculação somente com a massagem anal e prostática, sem a estimulação do pênis.

E a massagem no pênis, anunciada em serviços de massagem tântrica como massagem lingam? Pode ser feita sem a estimulação anal e prostática bem como pode ser feita junto com essas práticas. Todo o corpo do homem é um lingam (pênis e saco escrotal). É o que se chama em sânscrito de Shivalingam, ou o ser masculino. O lingam, portanto, é uma miniatura do homem. Essa é uma das razões do porque dos homens terem tanta fixação nos seus lingans. Quando massageamos essa região é como se estivéssemos massageando todo o corpo do homem. O períneo corresponde aos pés. O saco escrotal corresponde às pernas e coxas. A base do pênis corresponde ao ventre e à região da cintura. O meio do pênis corresponde ao peito. A região entre o pênis e a glande corresponde ao pescoço e à garganta. A glande ou cabeça do pênis corresponde à cabeça.

Tarô tântrico massagem lingam cura alegria prazer criatividade

Tarô tântrico massagem lingam energia sexual profunda ampla conscienteNo pênis também encontramos a correspondência com os 7 chakras principais. São várias técnicas que se usa para massagear o lingam (com óleo vegetal puro e orgânico), que vão desde a pressão que é usada, com toda a mão ou apenas alguns dedos, deslizamentos, diferentes tipos de toques, energizações, etc. Sempre junto com exercícios respiratórios para se potencializar a energia e a consciência. A energia vital e sexual normalmente é concentrada nos genitais, o que gera uma série de dificuldades, repressões e perversões da sexualidade. A massagem tântrica enquanto estimula essa energia a uma atividade mais profunda, ampla, elevada e consciente, vai redistribuindo todo o seu potencial de cura, alegria, prazer, criatividade e felicidade ao longo de todo o corpo do homem. Dessa forma o homem redescobre o Sagrado Masculino dentro de si.

Tarô tântrico massagem lingam liberta o pênis do estereótipo machista

Tarô tântrico massagem lingam energia sexual profunda ampla conscienteO símbolo máximo do Sagrado Masculino é o falo, o pênis, o lingam. A massagem tântrica liberta o pênis do seu estereótipo machista e patriarcal que fez dele o símbolo da violência humana. Somente aí ele se torna o lingam, que significa um bastão ou uma vara de luz. Assim como as mulheres carregam entre as suas pernas o espaço ou templo sagrado da natureza (yoni), nós, homens, carregamos entre as nossas pernas, não uma arma de conquista ou um objeto apenas para satisfação egoísta, e sim o bastão de luz da divindade que derrama as suas sementes por toda a natureza, fazendo brotar e crescer o prazer, a saúde, a alegria, a celebração, a gratidão, o amor e a consciência cósmica.

Tarô tântrico massagem lingam energia sexual profunda ampla consciente
No tarot do Crowley o Cavaleiro de Paus corresponde ao Rei de Paus

 

OBS.: Tarô tântrico massagem lingam é um texto escrito sob a inspiração do tantra arcano REI DE PAUS na casa 12 (energia de Peixes). Esse arcano representa o homem em toda a sua estatura divina. A casa 12, como sendo a última do zodíaco, trabalha todas as energias humanas sob o estímulo da refinada percepção do signo de Peixes.

No momento estou sem espaço, à procura de um… Estou atendendo, portanto, a domicílio.

Valor da sessão: $200,00.

Para maiores informações mande mensagem pelo contato ou através do celular whats app (Claro) 51 99836-5851.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

Tarô tântrico massagem lingam energia sexual profunda ampla consciente(Elóy)

O Corpo Humano Foi Na Atlântida A Base Para A Cultura

O artigo anterior foi o primeiro sobre o aspecto ÁS DE OUROS EM VIRGEM. Este, portanto, é o segundo. Há que se ler o primeiro para se compreender este. Ficou algo no ar sobre a Atlântida. Diz o Ás de Ouros que nasceu na Atlântida. Sim, neste continente perdido cuja última porção de terra submergiu sob forte cataclismo há aproximadamente 12.000 anos, existiu uma civilização super avançada, não só em termos materiais, tecnológicos, como também sob o ponto de vista espiritual. Minha intenção aqui não é provar que existiu essa civilização. Não vou, portanto, citar obras nem autores, apenas Platão, nos seus diálogos Timeu e Crítias onde descreve o continente da Atlântida situada, por ele, próxima às colunas de Hércules (estreito de Gibraltar). Para mim, a Atlântida realmente existiu. O tarô e o tantra surgiram pela primeira vez na Atlântida; criados ali ou trazidos de outro planeta. Os governantes de Atlântida e muitos dos seus habitantes eram extraterrestres. Havia, naquela época, muitos sábios iluminados (cientistas e místicos) que conheciam a fundo o universo exterior assim como o universo interior.

O tarô é um mapa do universo. O ser humano é um universo em miniatura. O tarô, portanto, é um mapa do macro universo e do micro universo (homem). Descreve em minúcias toda a sua multi diversidade de energias. Vivenciar o tarô é tantra. Os atlantes praticavam com muita proficiência a máxima hermética atribuída a Hermes Trismegistus: “assim como em cima é embaixo.” Em cima é o macro universo físico e metafísico. Embaixo é o micro universo (homem) físico e metafísico. O corpo humano, portanto, foi a base para qualquer cultura. Foi na Atlântida e posteriormente na civilização drávida de aproximadamente 5.000 anos atrás no vale do Indo no noroeste da Índia. Hoje em dia, a maioria das culturas existentes é contra o corpo. Dessa forma, o corpo sofre nas mãos da mente. O corpo está sempre a cabresto da mente. Ora, se o corpo físico do ser humano é um micro universo é claro que precisa ser respeitado nas suas necessidades básicas. Somos mais do que um corpo físico biológico? Sim, é claro que somos, mas o corpo é a nossa base animal sobre a qual nos apoiamos para levarmos a cabo a nossa missão terrena. Sem ele, nada seria possível. Sem ele não estaríamos encarnados ou reencarnados. Não estaria eu escrevendo aqui nem você lendo aí. Nenhum filósofo, cientista, artista ou místico seria possível se não tivesse um corpo físico.

A Atlântida realmente existiu Ás de Ouros momento de renascimento

A Atlântida realmente existiu o tarô e o tantra surgiram na Atlântida

Um Einstein precisou dum corpo. Um Jesus precisou dum corpo. Um Buda precisou dum corpo. Um Leonardo da Vinci precisou dum corpo. Uma Simone de Beuvoir precisou dum corpo. Todos nós precisamos dum corpo para levarmos a cabo a nossa missão terrena, para realizarmos os nossos sonhos, para realizarmos o nosso potencial. E, no entanto, a cultura sempre está contra o corpo; a sociedade sempre está contra o corpo. O corpo está sempre subordinado às regras morais e sociais. As religiões organizadas foram criadas para sufocarem o corpo. O corpo é natureza pura. É por isso que a natureza está sendo eliminada do planeta. Na base disso estão as religiões criadas pelo homem. O homem inventou um deus para dizer que foi ele quem inventou as religiões. Mas nenhum deus inventou religião alguma. Afora as religiões espontâneas ligadas aos ciclos da natureza, da Mãe Terra, todas as outras religiões organizadas são fruto da mente humana, justamente para dominar outras mentes humanas que, dominadas e subjugadas, acabam por subjugar os seus próprios corpos. ÁS DE OUROS é ouros, é terra, é físico, é corpo. Ah, e também é dinheiro. No signo de Virgem ele fica reforçado em todos esses aspectos.

Se possuímos uma limitação física por doença ou acidente a vida fica mais difícil. Se possuímos limitações financeiras a vida fica mais difícil. Porém, cada pessoa traz o seu karma e ele (o karma) marca o corpo a ferro e fogo. Isso não quer dizer que devamos ficar sujeitos ao karma e sim fazer dele um aliado para a nossa evolução espiritual. Temos vários exemplos de pessoas que são deficientes físicos de nascença ou que se tornaram devido a acidentes que, ao invés de agirem como derrotados em depressão, dão a volta por cima e fazem do limão uma limonada. É claro que devemos levar em conta o tempo particular de cada um para se vivenciar a dor, se elaborar a dor. Esse tempo de elaboração da dor é importantíssimo e cada um deve ser respeitado no seu ritmo particular. ÁS DE OUROS é Um, é nascimento, é recomeçar. Não importa o momento que você está vivendo, se mais penoso ou mais bem aventurado. O momento sempre é de recomeço, de nascimento e renascimento. Não importa a sua idade cronológica, o que importa é a sua consciência de que tudo é novo a cada inspiração. Expiremos a velha vida e inspiremos a nova vida. A cada inspiração visualizemos o ÁS DE OUROS entrando com o ar inspirado e indo até às profundezas do ventre. É aí no ventre que ele se tornará semente e poderá se transformar numa fonte inesgotável de criatividade. Falarei mais sobre o ventre e os intestinos no próximo post. Até lá!

Joel Munhoz Tarô Tântrico

Deixe Que A Deusa Kali Tome Conta Do Seu Passado

Os céus estão distantes para você? Entenda-se por céus o bem-estar, a liberdade, o prazer de viver.  Lembrando também que não estou falando aqui de céu físico, mas de céu interior. O céu, a terra, o inferno, a amplidão do espaço, o bem-estar, a dor, a alegria, a tristeza, todos esses espaços e dimensões infinitas estão dentro de você. Respire fundo. Está conseguindo? Sua inspiração está realmente indo fundo ou ainda está meia boca? Solte o ar antigo pra fora. Isso, solte pela boca. Sopre com força. Livre-se de tudo o que é velho. Livre-se do passado. Sopre com força para bem longe. Deixe que a Deusa Kali tome conta do seu passado. Já viu a deusa Kali? A suprema deusa do tantra? É essa mesma, com muitos braços e uma expressão furiosa no olhar. A sua fúria é plena de compaixão, pois ela é senhora do tempo. Ela destrói e transforma o seu passado para trazer a sua atenção para o presente, único momento em que a Vida acontece de verdade.

Vamos compreender um pouco mais esta coisa de passado. Todo mundo tem um passado, certo? Tem um aspecto do passado que é bom. O passado relacionado à memória factual ou física. Este é bom. Já imaginou se você não lembrasse o seu nome, o seu endereço, o conhecimento necessário para a prática do seu trabalho ou ofício, o nome do (a) seu (a) esposo (a), não lembrasse dos seus pais, dos seus filhos, dos políticos que só fizeram merda com os seus mandatos e não merecem mais o seu voto? Ou as ações que você tomou e não deram certo? A experiência nas mais diversas áreas da vida é que nos permite ir burilando a nossa habilidade e nos tornando mais maduros. Esse passado é bom, é útil. Uma pessoa que é acometida de amnésia fica em maus lençóis certamente. Precisará da ajuda de terceiros para poder se mover na sociedade.

Livre-se do passado relacionado à memória psicológica

Mas tem outro aspecto do passado que é uma droga. É o que está relacionado à memória psicológica. É a interpretação ou racionalização da sua mente em relação às mais diversas situações que você viveu. Um trauma, por exemplo: você passou por uma situação difícil, frustrante, decepcionante, desagradável, que causou muita dor. Você não consegue esquecer isso. Ou, às vezes, a situação é tão traumática que a pessoa esquece totalmente. Esse esquecimento é necessário para ela poder prosseguir na vida. Mas isso não significa que o trauma não esteja bem estabelecido a nível inconsciente. Trabalho com regressão terapêutica e isso é um fato muito comum. Submetida a um trabalho de regressão a pessoa lembra de fatos que não sabia – a nível consciente – terem acontecido com ela. E esse trauma inconsciente fica dominando a vida da pessoa, fica ditando o que ela deve fazer ou não. É o que denominamos de comportamento inconsciente ou automático. Você reage da mesma maneira a determinados tipos de situações.

Livre-se do passado receba o presente

Esse tipo de passado é muito nocivo e está sempre se imiscuindo no presente, aliás, não deixa você viver o presente onde tudo é novo e fresco como o orvalho da manhã. Você não precisa carregar esse passado. É um fardo muito grande que drena a sua energia vital. Podemos nos livrar do passado em qualquer momento. Não há necessidade de nos retirarmos para algum lugar isolado ou ficarmos numa posição específica. Isso também é bom, mas não podemos esperar por um momento ideal para exercitarmos o desapego. Se você puder, ok, faça alguma técnica de meditação que melhor se adapte ao seu jeito de ser. Mas, em outros momentos, você também pode exercitar o deixar ir.

Sempre que você tomar consciência de que algum fato passado o está perturbando, inspire e viva isso profundamente. Então expire e solte para a deusa Kali. Essa prática pode ser feita em segundos, no trânsito, numa fila, no ônibus, no avião, em casa, no trabalho, num ambiente social, etc. Inspire e vivencie a preocupação do passado profundamente. Expire e solte para a deusa Kali. Sinta que a deusa Kali está aí ao seu lado pegando o seu passado, o devorando e o transformando em presente. Receba o presente das muitas mãos da deusa Mãe e diga mentalmente: eu me perdoo. Só você pode se perdoar, ninguém mais pode fazer isso por você. Seja grato à deusa Mãe ao receber o presente das suas mãos. A Vida é um presente que ganhamos apenas estando no presente.

  • Texto escrito sob a inspiração do tantra arcano 13 A MORTE.

Livre-se do passado receba o presente

Joel Munhoz Tarô Tântrico