Relacionamentos Tântricos / O Ideal E O Real

Há relacionamentos e relacionamentos. Mas como serão ou ocorrerão os relacionamentos tântricos ou à luz do tantra? É sempre bom lembrar que tantra é tudo o que é espontâneo e natural. Assim, tudo o que é forçado ou condicionado a ser desse ou daquele jeito para agradar esse (a) ou aquele (a) não é tantra. Há muitos ideais e ideologias por aí… Geralmente os relacionamentos, e principalmente os casamentos, seguem uma linha de conduta ditada pela cultura de uma determinada sociedade. Para nos relacionarmos tantricamente é necessário, então, nos despirmos das personas psicológicas para que possamos nos entregarmos para o relacionamento de forma autêntica.

Relacionamentos tântricos / o ideal e o real

Porém, primeiro é necessário aprendermos a viver sozinhos. Você precisa se amar por inteiro. Não adianta você amar somente a sua parte boa e detestar a sua parte ruim. Se amar de verdade é amar tanto os seus anjos quanto os seus demônios. Assim você será uma pessoa inteira que se bastará a si mesma, não dependerá do outro para ser inteiro ou feliz. Uma pessoa que se sente uma metade sempre procurará outra metade para ser completa. Isso gera dependência e todos os jogos de poder para se ter segurança de que aquela pessoa (sua metade) será sua para sempre. Esse é o amor apego baseado na posse, muito conhecido como amor romântico.

Relacionamentos tântricos / o ideal e o real
Tantras arcanos 10 A RODA DA FORTUNA e 6 DE ESPADAS

Mas… se você está num relacionamento e ainda não aprendeu a se amar primeiro, fique onde está para começar de onde está. Lembremos a máxima tântrica e zen: tudo o que é, é. Tudo o que está acontecendo agora é exatamente o que deveria acontecer. Vejamos, então, como você pode fazer o seu relacionamento se tornar tântrico! O tantra arcano 10 A RODA DA FORTUNA pode nos auxiliar a compreendermos melhor. A roda, no seu aro externo, representa as mudanças inevitáveis da Vida. No seu eixo interno representa o seu centro, a sua essência divina imutável. Assim, precisamos nos adaptarmos às mudanças externas sem perdermos a nossa essência jamais. Isso tanto na nossa vida individual quanto nos nossos relacionamentos íntimos, sexuais, amorosos.

Relacionamentos tântricos / o ideal e o real

Você precisa refletir profundamente: até que ponto, no seu relacionamento, você está se adaptando ou você está se violentando somente para agradar o outro. Ou, até que ponto, você está forçando o outro a se comportar de uma maneira que está violentando a sua própria natureza? O tantra arcano 6 DE ESPADAS mostra os relacionamentos idealizados. O tantra, nesta carta, diz: abandone os ideais de relacionamento (fórmulas prontas) e caia na real, construa a sua própria fórmula de relacionamento. Invista na intimidade com o outro. Mas, às vezes, você tem intimidade afetiva e amorosa com o parceiro (a), mas o mesmo não acontece no plano sexual. Assim, é justo que você tenha outra pessoa para realizar as suas necessidades sexuais.

Relacionamentos tântricos / o ideal e o real

Nós somos seres poligâmicos por natureza. A monogamia é uma imposição social. Temos que dar um jeito para transgredirmos estas regras sociais, morais e religiosas, para podermos seguir o nosso coração. A fidelidade é importante? Mas é claro, mas, antes de mais nada, você deve ser fiel com você mesmo (a). Como ser fiel com o outro se não se é fiel consigo mesmo? O seu parceiro (a) de relacionamento estável deve saber do seu outro relacionamento? Sim, se ele (a) estiver aberto (a) a esta sinceridade. Se não estiver aberto, não deve saber… Não estou aqui ditando regras, estou apenas apresentando alguns exemplos. Tudo é muito relativo, há tantas variáveis quanto relacionamentos.

O mais importante é você crescer como pessoa em todos os sentidos. E isso representa evolução de consciência. A pessoa em crescimento está sempre mudando externamente para manter-se cada vez mais fiel à sua verdadeira essência ou natureza. Assim, os relacionamentos em crescimento também estão sempre mudando, se adaptando aos novos estímulos da Vida. O mais importante é perceber se as mudanças que estão acontecendo provêm do seu eixo mais interno ou provêm de estímulos e modismos superficiais da sociedade à sua volta. Você pode mudar para ser cada vez mais você mesmo (a) ou você pode mudar apenas para corresponder a uma expectativa externa. No relacionamento deve haver um consenso entre adaptação de um ao outro. Tudo deve ser consensual para que não haja opressor (a) nem oprimido (a). Haverá dor? Sim, mas há muita diferença entre a dor do crescimento e a dor do sofrimento.

Joel Munhoz (Elóy)

A Foda Deveria Correr Solta, O Mundo Seria Melhor

Meditação do tantra arcano Ás de Paus na casa 6 (Virgem)

Ás de Paus é foda, ou melhor, é fodão. É um pauzão pegando fogo. Símbolo fálico, claro. O lingam de Shiva procurando a yoni de Shakti. O sexo é a coisa mais bonita que existe; a sociedade hipócrita o transformou numa coisa feia. A foda deveria correr solta… o mundo seria bem melhor, as pessoas seriam mais felizes e amorosas. Alguém poderia dizer: mas a foda já corre solta. Não, perdão, não corre solta não… As pessoas se despiram mais fisicamente, mas psicologicamente ainda estão presas dos seus tabus e preconceitos. Os homens ainda têm mais liberdade do que as mulheres… As mulheres conquistaram mais espaço, é claro, mas ainda falta muito para se equipararem aos homens no seu direito ao prazer.

A foda deveria correr solta, o mundo seria melhorNo Brasil, com a ascensão da extrema direita ao poder, estamos vivenciando isso de perto. Nunca o moralismo esteve tão em alta como agora. Mentes cheias de preconceito e de moralismo de cueca estão botando as manguinhas de fora, só porque uma autoridade, um líder político está dando o aval. Na figura do líder carismático de ideias medievais eles projetam os seus tabus, os seus medos, as suas taras, os seus ódios, as suas retaliações aos diferentes… A velha mente/ego forjada no patriarcalismo está com os dias contados… Pressentindo a morte ela ressurge com toda a força, pois não quer morrer. Os representantes dessa velha mente estão em evidência, em todas as mídias. Saíram todos do armário. Vociferam aos quatro cantos as suas palavras de ordem: Fora os comunistas! Sim, porque na sua ótica simplista e reducionista todos os que não pensam como eles são comunistas.

A foda deveria correr solta, o mundo seria melhorSomos muito mais do que cabeças, do que mentes cheias de ideologias, de idiossincrasias, de preconceitos, de cercas e mais cercas… Saia da cerca, rompa com as cercas e você se verá livre na pradaria, nos campos sem fim, nos oceanos cósmicos. Dá medo, não é? É amedrontador ser livre? Você se sentirá muito inseguro? Em que se apoiar? Quem lhe dará segurança? É por isso que o caminho da felicidade é o caminho do coração. Se você trilhar o caminho da mente jamais será feliz. Viverá se cuidando e condenando a si mesmo e aos outros… Deixe que o coração seja os olhos da sua mente. A amorosidade, a afetividade, ficaram presas na repressão ao sexo, principalmente se o sexo praticado ou que quer se praticar não é aceito e visto como normal pela sociedade ou cultura vigente.

A foda deveria correr solta, o mundo seria melhorNo dia em que a foda correr solta a sociedade será realmente civilizada. Enquanto a foda for restrita e cheia de deves e não deves o mundo será isto que temos hoje em dia: cheio de tecnologia e vazio de amor, de afeto, de solidariedade, de paz… Quer um exemplo? A monogamia foi instituída como uma forma de melhor dominar e manipular as pessoas. É bom para o sistema, para os dirigentes da sociedade, para as elites econômicas, que as pessoas, os casais, sejam monogâmicos. Isso incentiva a posse de uns sobre os outros. Assim, um governo que possui um povo, passa a ser algo natural. As pessoas se deixam dominar e possuir com facilidade porque isso passa a ser um comportamento normal.

A foda deveria correr solta, o mundo seria melhorSomos, naturalmente, seres poligâmicos. A poligamia (para homens e mulheres) deveria retornar para salvar o mundo da auto destruição porque a cultura monogâmica adotada na maior parte do planeta não está dando certo. Existem pessoas poligâmicas? Sim, mas são minoria e geralmente são homens, homens ricos. Quando não são poligâmicos ao mesmo tempo, pelo menos se tornam poligâmicos sequenciais… Saem de um relacionamento para outro com a facilidade que o dinheiro pode proporcionar. O freio moral sobre a sexualidade humana tem produzido todas as taras e perversões. Os crimes sexuais são o resultado de uma sociedade reprimida e repressora. Quanto mais se reprime a energia básica da vida mais forte ela ressurge. Retorna como um vulcão destruindo tudo à sua volta.

A foda deveria correr solta, o mundo seria melhor
A força do lingam separado da yoni é a força da destruição, da separação, do ego… Quando o lingam está em harmonia com a yoni a sua força é construtiva, criativa, constrói mundos mais harmônicos e prósperos. Casa 6 é a saúde. É a construção no dia a dia de uma sociedade mais justa, mais igualitária, mais humana, onde o sexo não é doença e sim saúde.

Sobre as sociedades matriarcais e liberdade sexual vale a pena dar uma conferida neste ótimo artigo do site Protopia escrito por Fábio Veronesi. Ele fala sobre a retomada da humanização, o resgate da capacidade de amar do ser humano onde as trocas amorosas serão mais espontâneas em todos os relacionamentos. Uma revolução sexual é imprescindível para que a revolução do amor também aconteça. O amor está preso no sexo. Precisamos realizar a nobre tarefa de libertá-lo.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)