Profano Sagrado Iluminação Relacionamentos Ás De Paus Casa 7

Acabou a farra… Como saber? Saber o que, afinal? Saber o momento de terminar a farra, ora! Que farra? Olha, farras existem muitas. Tem a farra do boi, a farra da propina, a farra da gandaia, a farra que vai à forra… Mas vamos falar aqui, bem de pertinho, no pé da orelha, da farra da foda, do sexo, da trepada…, ainda tão julgada e criticada. Tem gente que nem trepa só para evitar confusões e maledicências. Ou, pelo menos, faz de tudo para aparentar que não trepa. Estes, via de regra, são os que mais criticam ou sentam o pau nas trepadas dos outros. Claro, também pudera, não sentam no pau nem o pau recebe sentada, então precisam sentar o pau nos outros através da língua ferina… que também não é usada para motivos mais nobres como, por exemplo, lamber e chupar buceta ou lamber e chupar piroca.

Mas como? Um cara que se diz tântrico como pode usar um linguajar desses, tão chulo e beirando o pornográfico? Sexo tântrico não é sexo sagrado? Pois é, meu amigo e minha amiga que pensam assim… Acontece que eu não sou nem um pouco sagrado. Sou profano pra caralho. Sou totalmente profano. Ainda tenho desejos, fantasias e fetiches. Mas quem não os tem? Afinal, ainda não me iluminei totalmente. Algumas áreas do meu inconsciente já se tornaram conscientes, mas tem outras que ainda jazem na escuridão. Enquanto isso eu preciso viver; não vou me tornar padre ou me reprimir de outra forma só porque não me tornei totalmente iluminado. Lembremos que a iluminação é todo o caminho para a iluminação.

Profano sagrado iluminação relacionamentos ás de paus casa 7Vamos aprofundar no sentido desta frase: a iluminação é todo o caminho para a iluminação. Isso quer dizer que devemos ser iluminados mesmo ainda não sendo ou forçar uma iluminação que ainda não alcançamos ou que ainda não despertou em nós? Certamente que não, pois que raios de iluminação seria esta? Não passaria de uma enorme falsidade; antes de mais nada estaríamos mentindo para nós mesmos. De acordo com a minha compreensão é valorizarmos o tanto de iluminação que já aconteceu conosco. Pode ser uma iluminação pequenininha kkkkkkk, uma pequena luzinha… porém, deve ser valorizada. Por outro lado não devemos valorizar a escuridão que ainda não foi iluminada. Veja bem, não devemos valorizar nem negar.

Negar a escuridão faz com que a escuridão seja valorizada e, por conseguinte, se fortaleça. Aceite a escuridão, o profano, a pornografia, o erótico, as fantasias… não os negue, pelo amor da deusa hehehe… Não fuja da batalha, escolha viver os teus desejos, as tuas fantasias porque se você não escolher você será escolhido por eles. Escolha com todo o teu ser. Diga para você mesmo (a): escolho viver os meus desejos e fantasias sexuais intensa e totalmente, escolho ir fundo neles, com todos os sentidos bem abertos. Isso é estar consciente. Isso é vivenciar com consciência. O tantra arcano ÁS DE PAUS na casa 7 (Libra) irá nos auxiliar nesta compreensão.

Profano sagrado iluminação relacionamaentos ás de paus casa 7ÁS DE PAUS é força total. Toda a força que se tem dirigida para um só ponto. É força física, psicológica, emocional e espiritual. Lembremos que o naipe de PAUS reúne em si a energia de todos os naipes. A casa 7 é onde acontece o relacionamento com o outro, os outros… Antes de se preocupar com a opinião dos outros, ocupe-se com você mesmo (a). Quais são as tuas necessidades, quais são os teus desejos? Viu? Tem bastante, não tem? E quem não os tem? Sossegue, portanto. Você não é o (a) único (a). Todas as criaturas têm lá os seus desejos, as suas necessidades e as suas fantasias. E ninguém é alguém para atirar a primeira pedra. Diz o ditado que de perto ninguém é normal.

Nossa sexualidade é muito complexa porque a nossa sociedade ainda é muito castradora, repressora… Ainda somos estimulados e condicionados a termos um comportamento sexual dentro da média, do normal, dentro de padrões que datam de milênios, sempre nos cânones do patriarcado, do machismo… Externamente podemos ser muito civilizados, mas por dentro somos trogloditas. Tenho minhas dúvidas se os trogloditas não eram mais espontâneos… Se a nossa sociedade fosse mais natural em relação ao sexo certamente que a nossa sexualidade não seria tão complexa assim. Mas, infelizmente não é assim.

Profano sagrado iluminação relacionamentos ás de paus casa 7Na casa 7 acontecem os relacionamentos baseados no compromisso e não no amor. Os casamentos são um exemplo disso. Em quantos casamentos o amor é o que realmente une o casal? O que mantém a maioria dos casamentos é o apego, o comodismo, o conformismo, os interesses, etc.; menos o amor. E o interesse sexual? Também já foi pro saco. E ninguém libera o outro para se relacionar sexualmente com outra pessoa… Quem é que inventou a regra que o sexo só pode ser praticado por duas pessoas até que a morte os separe? Os sacanas e hipócritas dos patriarcas que hoje posam de bons moços para que as suas esposas sejam só deles enquanto que eles se refestelam com outras moçoilas e moçoilos às escondidas… O sexo é uma brincadeira biológica e pode ser praticado com quantas pessoas se queira ou se tenha desejo em praticar. Ou também somente entre duas pessoas enquanto o desejo durar.

Profano sagrado iluminação relacionamentos ás de paus casa 7Não estou aqui pregando a promiscuidade. Ser promíscuo é compulsão. O (a) promíscuo (a) pratica o sexo pelo sexo, não tem nenhum comprometimento com afetividade e humanidade. O negócio dele (a) é a quantidade de parceiros. A cultura machista é pródiga em promiscuidade. E muitas mulheres, para se igualarem aos homens, se tornaram também machistas. Relacionamento é momento. Depende do seu momento de consciência ou inconsciência, de crescimento ou de estagnação. Se você se torna mais consciente o seu relacionamento também ganhará mais luz. Se você cresce o seu relacionamento também crescerá em consciência, em maturidade, em felicidade… Não há fórmula para nenhum relacionamento. O ÁS DE PAUS na casa 7 diz que tudo está aberto, não só os relacionamentos abertos, mas também os fechados na fidelidade muitas vezes de fachada, forçada e hipócrita.

Profano sagrado iluminação relacionamentos ás de paus casa 7Cada relacionamento é único. O que se contratou no altar, nos templos, não serve para o resto da vida. Se prender a juramentos é abdicar de crescer e de ser feliz. E, principalmente, de amar porque o amor é um movimento e não uma instituição. O amor não está preso a nenhuma cultura, ele é um fenômeno do coração e não da cabeça. Ouse, faça diferente, discuta com o (a) teu (a) parceiro (a) uma forma cada vez melhor, mais sincera e honesta de se relacionar. Nunca se acomode. O amor é um rio e não uma poça d’água estagnada. Se jogue nas experiências… Fantasias? Fetiches? Novos parceiros sexuais? Swing? Relacionamento aberto? Poligamia? Seja o que for, tudo é bom desde que seja consensual. Jamais force o (a) parceiro (a) a fazer algo que ele (a) não gosta. A felicidade implica numa desconstrução do antigo para que o novo esteja sempre surgindo aqui e agora.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Praticar O Tantra No Tarô, Palavra Cabalística, Trimurti Hindu

Galera, a vida, na sua manifestação, é dual, mas na sua essência é una. Tudo o que está manifesto no plano terreno obedece à lei da dualidade. Negar isto é negar a própria vida natural, é viver num mundo de fantasia. No Tarô podemos perceber isto claramente. Toda a sua estrutura é construída sobre a dualidade assim como a vida “nasce” com o raiar do dia e “morre” quando chega a noite. No símbolo do Tao chinês – yin e yang – os opostos estão em constante complementaridade. No Tantra, Shiva e Shakti estão sempre dialogando e dançando na sua criação de vida pelo universo afora… No esquema dos chakras e da kundalini há uma interligação, uma interdependência, entre as energias masculina e feminina ao longo da coluna vertebral: o nadi masculino (Sol) Pingala com o nadi feminino (Lua) Ida. Sushumna (Fogo) é o nadi central que representa o casamento alquímico entre Ida e Pingala (equilíbrio, caminho do meio).

Praticar o tantra no tarô, palavra cabalística, trimurti hinduPraticar o tantra contido no Tarô é aprimorar cada vez mais o casamento alquímico ou equilíbrio entre os opostos no próprio ser. E a fórmula básica é a palavra sagrada cabalística Iod-He-Vau-He ou a trimurti hindu Brahma-Vishnu-Shiva-Shakti. Praticar este mantra através de diversas canções e melodias (poder do som primordial) e da visualização com sentimento de 4 cartas tiradas “ao acaso” (poder da imaginação/magia em ação) é o que venho explicando ao longo dos vídeos no meu canal YouTube “Joel Munhoz Tarô Tântrico“. Acessa lá para se aprofundar mais e, se o coração disser, dá um like para ajudar o nosso canal, se inscreve no canal, ativa o sininho para receber todos os vídeos no teu email, comenta, compartilha… Desde já agradeço.

Praticar o tantra no tarô, palavra cabalística, trimurti hinduIod-He-Vau-He ou Brahma-Vishnu-Shiva-Shakti é a vivência da DUALIDADE com totalidade e a sua consequente neutralização na TERCEIRA PONTA (retorno à unidade), e mais o 4º e mais misterioso elemento que é a vivência ou dinâmica – no mundo – do TRIÂNGULO, ou equilíbrio/casamento alquímico recém concretizado. É uma técnica de meditação poderosa que movimenta todas as energias do microcosmos homem/mulher apontando para um equilíbrio/iluminação cada vez maior.

Vejamos algumas correspondências dos tantras arcanos do Tarô com o ternário/quaternário ou TETRAGRAMA:

Praticar o tantra no tarô, palavra cabalística, trimurti hindu– Arcano 1 O MAGO: Iod/Brahma

– Arcano 2 A PAPISA: He/Vishnu

– Arcano 3 A IMPERATRIZ: Vau/Shiva

Aqui temos o primeiro triângulo/equilíbrio/casamento alquímico/iluminação. Mas, para ele ser colocado em prática é necessário o misterioso 4º elemento ou quaternário ou TETRAGRAMA: o 2º He/Shakti – Feminino Primordial Ancestral Selvagem Sagrado. Afinal, o deus sem a deusa não tem poder nenhum. Lembremos que o Deus (deva) é a consciência e a Deusa (devi) é a materialização.

Assim,

-Arcano 4 O IMPERADOR: 2º He/Shakti. É O Imperador que leva o mundo recém materializado da Imperatriz adiante. Ele expande o império (civilização) nos planos físico, psicológico, emocional e espiritual, o que veremos mais adiante nos naipes dos arcanos menores: Físico (Ouros); Psicológico (Espadas); Emocional (Copas); Espiritual (Paus). O Imperador é morte e renascimento, é a transcendência de um mundo para outro, de um nível de consciência para outro, é o movimento da vida em todos os reinos da criação. Não é à toa que O Imperador é a redução do tantra arcano 13 A Morte (1+3=4) e do tantra arcano 22 O Mundo (2+2=4). É uma pequena iluminação (satori) se expandindo para uma iluminação cada vez mais ampla.

O Imperador conclui um mundo e começa outro; morre para um mundo e nasce para outro. Assim, o próximo triângulo/ternário terá o tantra arcano 4 O Imperador no início como Iod/Brahma. Lembremos que O Imperador está no FIM e está no COMEÇO. O próximo triângulo/mundo/consciência será assim constituído:

Praticar o tantra no tarô, palavra cabalística, trimurti hindu-Arcano 4 O IMPERADOR: Iod/Brahma

-Arcano 5 O HIEROFANTE: He/Vishnu

-Arcano 6 OS AMANTES: Vau/Shiva

-Arcano 7 O CARRO: 2º He/Shakti, e Iod/Brahma do triângulo/mundo/consciência seguinte.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Sexo Tântrico, Você Sabe O Que É?

 

Sexo tântrico? Você sabe o que é? Já ouviu falar? Já leu a respeito? Existem muitos artigos sobre o tema na internet. Acho que também posso dar o meu pitaco baseado na minha experiência pessoal e nos meus atendimentos com massagem tarotântrica. Bueno, vamos começar pela ideia de sexo sagrado. Sim, o sexo é profano e sagrado e, no fundo, o profano também é sagrado. O problema surge com a noção que as pessoas têm do sagrado ou do que significa esta palavra. Para a Igreja o sagrado está separado do profano, o divino está separado do pecador. Assim, sem querer, já que o nosso inconsciente está repleto de dogmas religiosos, acabamos também por separar o sexo tântrico do sexo comum, ordinário.

Sexo tântrico, você sabe o que é?A exclusão é não tântrica, a inclusão é tântrica. A separação é o pecado. Podemos realizar grandes rituais seguindo orientações de gurus, praticando regras e mais regras, por exemplo: ter só um (a) parceiro (a) para o sexo, para o amor… O sexo tântrico somente pode acontecer entre um homem e uma mulher… homo e outras variações, orientações, identidades de gênero, estão fora…  sexo anal também não pode… ou tem que ser somente numa posição tal… e outras tantas regras que se vê por aí… Ora, a princípio, o tantra é contra as regras e a favor da espontaneidade. É claro que, por termos nos desviado tanto do natural, precisamos aprender novamente o que é natural. Daí, alguns exercícios, meditações, são necessários para recuperarmos a naturalidade do sexo. Porém, no momento em que o exercício cumpriu o seu papel, descarte-se dele. Ou… se uma técnica de meditação não surte efeito, que parta-se para outra…

Sexo tântrico, você sabe o que é?Assim, o tantra começa pelo começo, sempre. Você deve, então, começar de onde você está. As pessoas têm situações de vida diferentes, idades diferentes, orientações sexuais diferentes – mesmo os hetero são diferentes nas suas necessidades e desejos. Uns têm mais poder aquisitivo, outros têm menos. Estudos mostram que as relações monogâmicas acontecem mais entre as pessoas pobres. Os ricos têm mais condições de serem poligâmicos, ao menos poligâmicos sequenciais. Uns têm parceiros fixos, outros não… uns são casados… outros separados… outros solteiros… outros tico tico no fubá… E, independente disso tudo, cada qual carrega os seus traumas e karmas com relação ao outro, aos relacionamentos em geral.

Sexo tântrico, você sabe o que é?Não é mole, né… O sexo que praticamos é muito mais mental do que corporal, biológico ou espiritual. Há um montão de fantasias e fetiches na mente humana. Então, se começa por aí… Muitos não têm condições de colocar em prática as suas fantasias e fetiches… Vamos colocar isso pra fora… Num espaço terapêutico isso pode ser feito com segurança, com a orientação do (a) terapeuta. Ao mesmo tempo em que se coloca o lixo sexual pra fora, vamos trazendo a consciência para espaços mais saudáveis de sexualidade… O foco da energia sexual normalmente está localizado somente nos genitais. E na cabeça, pois a mente está cheia de fantasias e desejos…

Sexo tântrico, você sabe o que é?Vamos mergulhando no profano para resgatar o sagrado, para trazer mais consciência ao sexo. Sexo tântrico é para dissolver a repressão, não para reprimir mais ainda. E cada pessoa deve descobrir a sua própria forma, o seu próprio equilíbrio. Tantra não tem fórmulas prontas para todos.  O mais importante é a consciência. O estado de alerta se expandindo cada vez mais… As formas como você se relaciona não importam… se sozinho (a) com você mesmo (a), se com o (a) parceiro (a) ou parceiros (as), o que importa é o quanto de consciência você está colocando no ato sexual. É bom lembrar que não estou incentivando aqui nenhuma ação sexual que viole os direitos de outrem ou que seja crime. Faça tudo o que você deseja desde que seja de maneira consensual com o outro, entre pessoas adultas maiores de idade, dentro da lei.

Sexo tântrico, você sabe o que é?Tantra é autenticidade. Na real, na real mesmo, somente pessoas iluminadas podem praticar o sexo tântrico na sua inteireza. Nós, que ainda estamos no caminho, somos apenas aprendizes do sexo tântrico.  E isto já é uma grande coisa, quando despertamos para este sublime aprendizado. Assim, não force uma atitude iluminada que você ainda não alcançou. A emenda será pior do que o soneto porque você estará sendo falso consigo mesmo e com o (a) parceiro (a). É muito mais tântrico praticar uma fantasia ou um fetiche (profano) com autenticidade e consciência do que ter práticas “sagradas” que ainda não passam de teorias e ideais contidos na sua cabeça.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

O Caminho Do Louco Tântrico Encerra Em Si Todos Os Paradoxos

Tarô tântrico caminho do Louco. O Louco? É… O Tarô Tântrico é o caminho do Louco. Você já começa vivenciando O Louco. O Louco se encontra no início, no meio e no fim. Você não tem uma meta no Tarô Tântrico. O caminho é a meta, o aqui e agora é a meta. Falei no vídeo anterior que O Louco é a consciência cósmica presente em todos os 77 tantras arcanos. Assim, qualquer arcano que você tirar, o arcano 0 O Louco estará lá olhando para você através da máscara de um ou de outro personagem.

Tarô tântrico caminho do Louco todos os paradoxos

Osho diz que precisamos ficar loucos de vez em quando para não enlouquecermos de verdade. O Louco encerra em si todos os paradoxos. Ele subverte a ordem estabelecida, não porque ele prefere a desordem. Acontece que essa ordem que a sociedade criou e cria é uma ordem falsa. É uma ordem que vai contra a ordem natural. A sociedade, a cultura, estão sempre contra o fluxo da natureza. Basta ver o caos em que está se tornando o planeta. Produzimos tecnologia, mas somos ineficientes para produzirmos consciência.

Tarô tântrico caminho do Louco bobo da corte que faz troça

O caminho do Louco tântrico encerra em si todos os paradoxosProduzimos miséria, pobreza, injustiça social e lixo, muito lixo. Isso é ordem? Não, em absoluto. O Louco está aqui para nos lembrar da nossa loucura em nos acharmos superiores à natureza. Esquecemos, no nosso orgulho, que também somos parte da natureza. O Louco ri da loucura dos homens. Ele faz troça. É o bobo da corte que expõe os ridículos do rei. O rei é o ego com todos os seus artifícios e artimanhas. O ego só é rei porque a consciência está dormindo. Aliás, a consciência nunca dorme, ela apenas está sufocada por toneladas de lixo produzido pela civilização que se distancia cada vez mais do divino e do natural.

Tarô tântrico caminho do Louco desvencilhando de tudo o que é excesso

Recordemos que somos muito mais SER do que ter ou fazer. A auto recordação de que somos divinos é fundamental. Mas, para isso, é necessário já irmos nos desvencilhando de tudo o que é excesso nas nossas vidas. Observe a bagagem do Louco. É ínfima, apenas uma trouxa onde vão os seus pertences mínimos de que ele necessita para empreender a sua viagem, a sua aventura, pelo plano terrestre. O Louco é um minimalista. O que interessa a ele é o divertimento da viagem e não o acúmulo de bens ao longo da viagem. Os afetos, as trocas emocionais e afetivas são muito mais importantes do que os julgamentos e a ansiedade competitiva para ser melhor do que os outros.

Tarô tântrico caminho do Louco aprender a desaprender

O caminho do Louco tântrico encerra em si todos os paradoxosO Louco é você na sua mais pura essência. Precisamos aprender a desaprender para reencontrá-lo no mais íntimo do nosso SER. Desaprender tudo o que a sociedade nos empurrou goela abaixo, e assimilamos como verdade. É necessário nos tornarmos como crianças novamente, nas palavras do mestre Jesus. Olhar para o mundo com olhos inocentes, com olhos puros. Uma boa técnica de meditação é começar por libertar o olhar de todas as imagens ilusórias induzidas pela cultura desumana e contrária ao natural e ao divino.

Tarô tântrico caminho do Louco técnica de meditação

Uma das 112 técnicas de meditação do Vigyan Bhairav Tantra, de Shiva (O Livro dos Segredos, comentado por Osho), consiste na prática do olhar do Louco. O olhar, a visão, é um sentido yang, masculino, agressivo. Você não pode olhar mais do que alguns segundos para um estranho. Se isso acontece a pessoa já se sente incomodada, invadida. Olhando como um louco o seu olhar se torna feminino. E é necessário uma energia feminina para que o Divino venha até você. Esta técnica de meditação possibilita que você limpe o seu olhar do filtro da mente condicionada por uma ampla gama de conceitos e preconceitos.

Tarô tântrico caminho do Louco olhos condicionados pela sociedade

O caminho do Louco tântrico encerra em si todos os paradoxosVocê passará a projetar menos e cada vez mais verá a vida como ela é. Sim, porque os seus olhos estão condicionados pela sociedade. Assim, você olha para as coisas, para as pessoas, para a vida, projetando o mundo que você carrega na sua cabeça, na sua mente. Você, então, vê o mundo que você quer ver, e não o mundo que é de verdade. Com a técnica da meditação do Louco você poderá limpar o seu olhar, a sua visão do mundo, da vida… Assim, olhe para os objetos,  as plantas, os animais, as pessoas… com o olhar desfocado, olhando sem olhar diretamente. Olhe ao longe, com olhar vazio… Olhe também para dentro de você mesmo com esse olhar vazio. Olhe para os seus pensamentos e sentimentos com um olhar interior que não se detém neles, mas que os atravessa por completo.

Tarô tântrico caminho do Louco olhar vazio de julgamentos

Antes de dormir, à noite, olhe para os acontecimentos e pessoas que fizeram parte do seu dia, seja de forma positiva ou negativa, também com um olhar de louco, vazio de julgamentos e interpretações. Você poderá praticar esta técnica em qualquer momento, em qualquer lugar. Procure lembrar ao longo do dia. Sempre que você lembrar pratique o olhar do Louco.  Quanto mais praticar, mais o seu olhar se tornará fluido, líquido… O seu terceiro olho (chakra ajna) estará se abrindo, pois esta técnica de olhar estimula a abertura do terceiro olho.

Tarô tântrico caminho do Louco a técnica não é a meditação

O caminho do Louco tântrico encerra em si todos os paradoxosLembre-se: a técnica não é a meditação propriamente dita. A técnica é uma ferramenta, um artifício para se enganar a mente. A meditação é o estado de bem-aventurança que se encontra além da mente. Toda técnica de meditação busca, é claro, o estado de meditação; busca o libertar-se da mente. É um estímulo para que isto aconteça. Porém, aqui está o paradoxo: não faça da técnica uma busca, um esforço ansioso. Apenas brinque com a técnica, sem nenhum objetivo. O objetivo se encontra no futuro e acaba frustrando a meditação. Aqui está O Louco para lembrar: A vida é uma brincadeira. A técnica de meditação também é uma brincadeira. Só assim o relaxamento e a meditação serão possíveis. Não trate a meditação como uma coisa muito séria. Se você não puder brincar com a técnica, então é melhor nem fazê-la.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

O Arco É O Corpo A Corda É A Mente A Flecha É A Consciência

Tarô tântrico arco corda flecha arqueiro. O arco, a corda, a flecha… Olhe para o arco. Ele precisa de uma corda. Amarre uma corda no arco. Esticada na medida certa, nem mais nem menos… Pronto, aí está a dupla arco e corda, um utensílio, uma arma que possibilita o tiro da flecha. Cada um de nós é como um arco com uma corda esticada. Em algumas pessoas a corda está muito frouxa, em algumas outras pessoas a corda está esticada demais. A tensão da corda é necessária para a vida acontecer, porém, ela não pode ser exagerada. O estresse é bom na medida certa; demais é ruim, adoece e encurta a vida. A vida na sociedade contemporânea exige produção, resultados. As grandes corporações, as mega empresas, vêm as pessoas como números apenas; tanto os funcionários quanto os clientes. No final o que importa é o lucro.

Tarô tântrico arco corda flecha arqueiro em vez de mudar a mente transcenda-a

Tarô tântrico arco corda flecha arqueiro estresse é bom na medida certaNosso grande desafio é vivermos nessa sociedade consumista, capitalista ao extremo, sem nos deixarmos contaminar por ela. Se nos identificamos com ela, estamos perdidos. Precisamos modificá-la por dentro e, para isso, precisamos começar por nós mesmos. A nossa mente é um produto social. Modificar a mente? Não, essa é uma tarefa inglória. Quanto mais tentarmos mudar a mente, mais nos enredaremos nela. Poderemos mudar uma coisa aqui, outra coisa ali, mas estaremos sempre presos a ela, sempre identificados com ela, sempre acreditando que somos a mente. Não, você não é a sua mente. Então, para que perder tempo tentando torná-la melhor? Gaste o seu precioso tempo de uma forma melhor. Em vez de mudar a mente, transcenda-a, vá além dela.

Tarô tântrico arco corda flecha arqueiro meditar é olhar a mente de fora

Tarô tântrico arco corda flecha arqueiro estresse é bom na medida certaMas como fazer isso? Meditando… Meditar é olhar a mente de fora. Para isso existem inúmeras técnicas de meditação. A técnica é um ardil, um artifício que se usa para enganar a mente. A meditação propriamente dita é quando você já se encontra fora das garras da mente. Meu primeiro contato com a meditação foi através da Ordem Rosacruz – Amorc. Porém, a meditação evoluiu em mim quando conheci os ensinamentos do Osho. Descobri que a meditação não necessariamente deve acontecer sempre numa posição passiva de repouso. Ela pode – e deve – acontecer em todos os momentos da vida. Você pode estar trabalhando meditando; você pode estar fazendo sexo, fazendo amor, meditando… Técnicas de meditação dinâmica são excelentes para nos aliviarmos do lixo emocional acumulado todos os dias…

Tarô tântrico arco corda flecha arqueiro técnicas de meditação dos tantras arcanos do tarô

Tarô tântrico arco corda flecha arqueiro estresse é bom na medida certaPratiquei várias técnicas de meditação da coleção “O Livro Dos Segredos”, onde Osho comenta sobre as 112 técnicas de meditação contidas no “Vigyan Bhairav Tantra” de Shiva, de cerca de 5.000 anos atrás. Isso me inspirou a criar as minhas próprias técnicas de meditação resgatando-as da arca dos tantras arcanos do Tarô. Assim surgiu o Tarô Tântrico, e ele continua surgindo todos os dias, pois todos os dias descubro nele algo novo. Neste exato momento o tantra arcano 2 A Sacerdotisa está se apresentando para mim. É uma sensação muito mais do que uma imagem mental. Agora, após a sensação, a imagem mental se tornou forte. A Sacerdotisa acena para mim na clareira duma floresta. Me convida a entrar na selva. Ela vai na frente, a sigo uns passos atrás. Parece que ela carrega um archote na mão direita.

Tarô tântrico arco corda flecha arqueiro o saber sem ver é confiar

Tarô tântrico arco corda flecha arqueiro estresse é bom na medida certaBem, o archote está apagado. Vejo-a entrar e sumir na escuridão da floresta. A perdi de vista, mas mesmo assim tenho de entrar na mata fechada. Preciso confiar e correr o risco. A natureza me chama. Não vejo mais A Sacerdotisa, mas sei que ela está lá. Sei que ela está comigo. O saber sem ver é confiar. Adentro a mata escura e úmida. Me sinto dentro do útero da Grande Mãe (yoni). Não há mais perigo. Dentro do útero da Mãe Existência estou protegido e nutrido. Relaxo na meditação. Eu e a Mãe somos Um. Não sou mais uma entidade separada (ego), agora faço parte do seu organismo biológico e espiritual. Me deixo gestar no seu ventre. Sei que no momento mais adequado Ela me dará à luz. O archote, enfim, se acenderá.

Tarô tântrico arco corda flecha arqueiro você se torna um arco com a tensão exata

Tarô tântrico arco corda flecha arqueiro estresse é bom na medida certa
Texto escrito sob inspiração do tantra arcano 2 A Sacerdotisa na casa 9 (Sagitário).

Saio totalmente renovado da meditação. Quanto mais você aprofunda na meditação mais você se liberta da mente. E quanto mais você se distancia da mente mais você saberá usá-la. A mente é uma ótima serva, o mais complexo biocomputador do mundo animal, mas só pode usá-la, de verdade, quando você não está mais identificado com ela, quando você foi além dela. Agora você se torna um arco com a tensão exata, nem mais nem menos. O Grande Arqueiro (Divino) poderá, então, usá-lo (a) na realização da Grande Obra. Você é o arco, a corda e a flecha. O arco é o seu corpo, a corda é a sua mente, e a flecha é a sua consciência do cósmico (o seu eu verdadeiro) se expandindo rumo ao infinito.

Se você gostou de tarô tântrico arco corda flecha arqueiro, curte aí, dá um like, comenta, compartilha nas redes sociais… Estará ajudando o blog a crescer. Muito grato!

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Muitos Egos Dentro De Você Em Conflito Uns Com Os Outros

Tarô tântrico muitos egos na mente. Olá, 7 de Copas chegando… O cara saiu na casa 4 (Câncer). Está banhado pela energia canceriana. Vamos entrar dentro dele, devassar as suas entranhas… Ou, numa versão mais feminina, permitir que ele penetre até o mais profundo do nosso ser. Uma coisa é ser Shiva, outra coisa é ser Shakti, porém, as duas se complementam, uma energia não existe sem a outra. O tantra arcano 7 de Copas tem uma energia predominante masculina (Shiva/yang). O número 7 é masculino, uma energia de ação. Ele é um conquistador, vai em busca de novas aventuras que mexam e remexam com as suas emoções, os seus sentimentos. Quer viver tudo o que for possível para saciar os seus desejos. Perceberá, no final, que os desejos são insaciáveis. Porém, reprimir os desejos também é um mau negócio. O tantra nesse arcano nos ensina a vivenciar os desejos de uma forma consciente.

Tarô tântrico muitos egos na mente 4ª casa altamente sensível adora o passado

Já por sua vez a energia de Câncer (4ª casa) está mais para o feminino do que para o masculino. Câncer é a casa, é o lar. Vontade de ficar quieto, sossegado, curtindo a família. Tem uma energia muito maternal, nutritiva, afetuosa. Adora o passado, gosta de remoer fatos passados; lembranças, na maioria das vezes não tão boas assim… Se ressente e se magoa com facilidade. Dotado de uma afetividade muito grande que nem sempre consegue demonstrar. Se comove com facilidade – chorão, chorona… É altamente sensível, consegue facilmente se colocar no lugar dos sofredores. Pode expressar essa sensibilidade à flor da pele através da arte.

Tarô tântrico muitos egos na mente em conflito uns com os outros

Tarô tântrico muitos egos na mente em conflito uns com os outrosBueno, juntando essas duas peças – 7 de Copas e 4ª casa – temos aí uma parafernália de emoções, sentimentos, dramas, e muitos atores a representar e sentir todos esses dramas e sentimentos. Muitos rostos, muitas máscaras, muitas personalidades, muitos egos agitam a sua mente. Num momento você tem um impulso, noutro momento você tem outro. Num momento você quer ser uma coisa, noutro momento você quer ser outra coisa. Você sente que você é uma variedade enorme de seres, de eus, de egos… E na realidade é. E o pior… Muitos desses egos dentro de você estão em conflito uns com os outros. Assim, dentro de você agitam-se grandes batalhas navais em mares bravios.

Tarô tântrico muitos egos na mente vidas anteriores masmorras do inconsciente

Esse conflito acontece num momento em que a sua busca espiritual se torna intensa. Você poderá até nem estar envolvido numa busca espiritual objetiva, mas o fato é que você buscou muito em vidas anteriores. A energia canceriana também tem a ver com vidas anteriores ou o ciclo de mortes e renascimentos, desencarnes e reencarnações. Na vida atual, então, todos esses egos ou personalidades de encarnações passadas querem se expressar novamente. Isso é representado na carta 7 de Copas como essas 7 personalidades, máscaras ou situações. Mas por que isso? Porque a busca mexe com quem está quieto. A busca leva luz às masmorras escuras do inconsciente.

Tarô tântrico muitos egos na mente sentimentos reprimidos situações mal resolvidas

Tarô tântrico muitos egos na mente em conflito uns com os outrosNas suas vidas anteriores muitos sentimentos foram reprimidos, situações não foram vivenciadas como deveriam ser. Você interagiu com muitas pessoas, amou, odiou, se magoou e magoou, foi violento, assassinou, foi assassinado, ocupou várias posições sociais e econômicas, exerceu variadas profissões, foi homem, foi mulher; enfim, muitas situações ficaram mal resolvidas, pendentes… Assim, na vida atual, elas precisam ser vivenciadas novamente – até esgotarem-se por completo. Mas isso é impossível… Até um certo ponto sim, até um certo ponto não…

Tarô tântrico muitos egos na mente personalidades anteriores buscam se expressar

Na sexualidade, então, isso se torna muito intenso… E mais sofrido também porque ainda vivemos sob muitos tabus. As orientações sexuais vão mudando ao longo da vida. Tanto para o homem quanto para a mulher. Você é muitos (as) internamente. Afinal, são várias personalidades de vidas anteriores que buscam se expressar novamente. Sente os mais variados desejos e as mais variadas fantasias, tanto hetero quanto homo. Transita por muitas e muitas identidades de gênero, mas não consegue se definir por nenhuma. Ao longo de uma vida você pode sentir que está vivendo várias vidas. As personalidades vão mudando ao longo das várias faixas etárias.

Tarô tântrico muitos egos na mente aceitação o maior aprendizado

Tarô tântrico muitos egos na mente em conflito uns com os outrosComo lidar com isso? Em primeiro lugar aceitar-se. A aceitação é o maior aprendizado no caminho do tantra. Não é fácil, mas é necessário. Lutar contra para abafar essas vozes interiores é lutar contra si mesmo. E se você luta contra você mesmo o fim é trágico. Você morrerá infeliz. Em vez de lutar contra, de se controlar ou se reprimir você precisa fazer um trabalho de constante aceitação de si mesmo; você pode se trabalhar sozinho (a) ou com a ajuda de um terapeuta que conheça profundamente esse tema. No tantra a aceitação é fundamental. Lembrando que a aceitação é todo o caminho para a aceitação. É um processo, passo a passo.

Tarô tântrico muitos egos na mente autoexpressão de sentimentos e fantasias sexuais

Lanço mão, no meu trabalho terapêutico, de várias técnicas de meditação – ativas e passivas – que estimulam a aceitação de si mesmo. Dentre elas estão a bioenergética tarotântrica e a massagem tarotântrica, duas poderosas ferramentas que trabalham a autoexpressão de sentimentos e de fantasias sexuais. No ambiente seguro e privativo do espaço terapêutico você pode dar vazão às várias personalidades que agitam o seu mundo interior. Você faz um psicodrama ao mesmo tempo em que joga fora o lixo emocional e psicológico – com consciência. Ficar louco com consciência é de vital importância para não se enlouquecer de verdade.

Tarô tântrico muitos egos na mente o animal uma força na sua vida

Tarô tântrico muitos egos na mente em conflito uns com os outrosA abordagem terapêutica do Tarô Tântrico vai transformando a fera num animal domesticado. O que era, antes, um monstro, vai se transformando num animal de estimação – um gato, um cachorro, um cavalo… (metaforicamente falando). Você não se livra do animal; até porque se livrar do animal é morrer. O animal é o que nos mantém vivos no sentido biológico e instintivo. A diferença é que antes você tinha medo do animal. Ele controlava você. Agora você fez as pazes com ele. Você, então, pode controlá-lo. Ele se torna uma força (tantra arcano 11 A Força) na sua vida e não mais um obstáculo.

– Se gostou do texto pode curtir, compartilhar nas redes sociais, com amigos… Você estará ajudando o blog a crescer. Fico muito grato.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

 

Me Rendo À Vida Que Pulsa Em Mim E Em Tudo O Que Há

Tarô tântrico eu me rendo. Já usei todas as possibilidades da minha mente/ego e só me enredei mais na rede armadilha do meu passado assaltando o presente.
Eu me rendo. Já usei todo o meu repertório de superação e de tentar controlar e dominar as situações.
Eu me rendo. Aprendi numa certa organização que o domínio da vida é possível.
Eu me rendo. Querer dominar a vida é loucura. Quem sou eu, um grão de areia, uma poeira das estrelas, para querer dominar a vida?
Eu me rendo. O poder e a sabedoria da vida são infinitos e incomensuráveis. Eu sou a vida. A vida está fora, mas também está dentro de mim.

Tarô tântrico eu me rendo à minha consciência

Tarô tântrico eu me rendo quem sou eu para querer dominar a vidaDescobri que lutar contra as minhas fraquezas é lutar contra eu mesmo.
Eu me rendo. Todo o meu passado, com os meus erros e os meus acertos, foi perfeito.
Eu me rendo. Desisti de me culpar pelo meu passado, até porque o passado não se pode mudar.
Eu me rendo. A vida sempre me apresenta mil e uma possibilidades e oportunidades. Escolho uma delas de acordo com o meu grau de consciência. Não são as situações externas que precisam mudar. Eu preciso me render à minha consciência para que ela se expanda cada vez mais.

Tarô tântrico eu me rendo aceito a imperfeição como perfeita

Ao invés de repudiar o meu passado decidi usá-lo com criatividade.
Eu me rendo. Tudo o que eu fiz antes me trouxe à situação em que me encontro hoje.
Eu me rendo. A situação em que me encontro hoje pode não ser a perfeita nem a ideal aos olhos da minha mente/ego. Mas é a situação perfeita aos olhos da minha alma.
Eu me rendo. Tudo é perfeito, mesmo o que consideramos imperfeito. Quando aceito a imperfeição como perfeita ela pode crescer para um grau de perfeição cada vez maior.

Tarô tântrico eu me rendo à minha essência divina

Tarô tântrico eu me rendo quem sou eu para querer dominar a vidaNão desejo mais ser bom nem ser aceito, admirado ou amado pelos outros. Decidi ser eu mesmo com todos os riscos envolvidos. Apenas sendo eu mesmo posso crescer de verdade.
Eu me rendo. Não sou uma ilha. Faço parte de todo o oceano. Faço parte do Todo. Não tenho mais objetivos pessoais. Meu objetivo é o objetivo do Todo.
Eu me rendo. Me rendo à Vida que pulsa em mim e em tudo o que há. Me rendo a mim mesmo, ao meu Ser mais profundo, à minha essência divina, àquilo que eu sou de verdade.
Render-se à Existência é o mais completo relaxamento e a suprema meditação. O tantra arcano que melhor exprime isso é o 12 O PENDURADO.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

 

Muita Informação Regras E Neurose Em Cima Do Sexo

Troca de fluidos nas relações sexuais. Ás De Espadas na casa 7 (Libra) com o tantra arcano 11 A Força no elemento Ar. Entrando terra adentro, rasgando a terra, abrindo sulcos, túneis e canais. É essa a imagem que me vem no momento sobre o Ás de Espadas na casa 7. É uma ação enérgica de uma mente afiada. O intelecto no seu mais alto grau. Naipe de Espadas é ar, mente, razão, intelecto. Casa 7 (Libra) idem. Muito ar, muita razão. Casa 7, entre outras coisas, é a casa do outro. A minha relação com o outro ou outros. É a casa do casamento, dos contratos, dos clientes, dos relacionamentos por compromisso. Tantra arcano 11 A Força, entre outras coisas, é a energia animal, a inteligência do instinto, a libido, a luxúria, o tesão, o sexo… A harmonia entre o humano e a natureza. Nesta jogada A Força saiu também no elemento Ar.

É muito Ar. Pelo menos vamos respirar bastante. E como se respira numa relação sexual! Você já se deu conta do seu ritmo respiratório durante a transa? Normalmente as pessoas não se percebem enquanto estão transando, não se observam, não ficam conscientes de si mesmos. O fato é que durante o maithuna há uma produção enorme de energia. E quanto dessa energia nós aproveitamos para ativar os chakras, para nos tornar mais conscientes, mais vigorosos, mais saudáveis, mais inteligentes? Quase nada. Na maioria das vezes transamos somente para aliviar a tensão, isto é, para jogarmos energia vital fora.

E quanta neurose está envolvida com o sexo! Jogamos todo o conteúdo – consciente e inconsciente – da nossa mente em cima do sexo. Temos muita informação a respeito nos dias de hoje? É claro, muito mais do que em tempos idos… Mas, informação em demasia é tão nociva quanto a falta dela. Há que se ter uma consciência desenvolvida para poder filtrar as informações verdadeiras das falsas. Acontece que o ego adora regras. Para o ego, tudo o que tem regras transpira seriedade.

Troca de fluidos nas relações sexuais inventaram um montão de regras pseudo esotéricas pseudo tântricas

Troca de fluidos nas relações sexuais riscos regras pseudo tântricasAbordemos algo que volta e meia circula pela internet: os perigos e riscos da troca de fluidos numa relação sexual. É certo que as pessoas trocam, não só fluidos corporais, como também fluidos energéticos entre si enquanto transam. Em cima disso inventaram um montão de regras pseudo esotéricas, pseudo espirituais, pseudo tântricas. São tantas as regras que praticamente se torna impossível encontrar-se um (a) parceiro (a) à altura para se relacionar sexual e amorosamente. O fato é, para encurtarmos a conversa e irmos direto ao ponto: O sexo é muito mais uma questão de tesão (biologia) e de coração (afeto, amor) do que um assunto da mente. Aqui precisamos abrir um parênteses para tentarmos compreender o sexo mental. Nossa sociedade está muito mais ligada ao sexo mental do que ao sexo biológico e ao sexo afetivo. A repressão do sexo natural criou o sexo artificial. Sexo natural é corpo, biologia, tesão. Sexo artificial é mente, fantasias, neuroses, patologias. Acontece que, na prática, essas duas formas de sexo estão juntas, misturadas. A gente separa para melhor entender intelectualmente, porém, elas estão juntas no dia a dia. Sexo natural e artificial estão juntos. Um entra no outro e o outro entra no um. Assim, como perceber o que é um e o que é outro? Não há outra forma a não ser pela experiência.

Se você não transa fisicamente, mentalmente você está transando com muita gente. Se o corpo é a mente sólida, a mente é o corpo sutil. Então de nada adianta você ficar se cuidando: Ah, com esse (a) não posso transar porque não se encaixa nas regras de um sexo saudável; ou porque vai vampirizar as minhas energias, vai contaminar meu campo áurico… Sim, tudo isso é possível de acontecer, inclusive uma DST (doença sexualmente transmissível), mas ficar se cuidando o tempo inteiro não irá resolver nada, apenas irá potencializar as tuas neuroses.

Troca de fluidos nas relações sexuais para o sexo segue o teu tesão para o amor segue o teu coração

Troca de fluidos nas relações sexuais riscos regras pseudo tântricasHá os que advogam que o sexo para ser saudável tem que ter amor. Puxa, aí reduzimos ainda mais os praticantes do sexo saudável porque (honestamente) o que é de fato amor? São os relacionamentos convencionais (casamentos e afins) onde um depende do outro para ser feliz? Na minha opinião o amor é o amplo espectro de toda a vida. Se manifesta e vibra nos elétrons dos átomos, nas moléculas, nas células, na folha de grama, nas florestas, no acasalamento animal, etc., etc., etc., até chegar nos relacionamentos humanos de todos os tipos. Mas não para por aí. Continua além, até chegar ao amor universal de que tanto nos falam todos os mestres iluminados.

Resumindo, senão o texto ficará muito longo: Para o sexo, segue o teu tesão! Para o amor, segue o teu coração! Lembrando que o tesão tem que ter coração, e o coração tem que ter tesão, senão tudo vira só confusão. Você já pensou naqueles casais que não se abrem um para o outro, que são uma incógnita um para o outro no que se refere a sexualidade e sentimentos – não importando quanto tempo estejam juntos – já pensou quanta poluição energética é liberada de um para o outro no momento da transa?

Não estou defendendo aqui o sexo superficial nem a promiscuidade. Estou defendendo a consciência no sexo. A consciência é o ingrediente básico que está faltando na vida humana. Sobra mandamentos e falta consciência. E não há outra forma de se despertar a consciência que não seja através da experiência. Se disponha à experiência. Saiba por você mesmo e não por ouvir falar. A pessoa te despertou o tesão, mexeu com o teu coração? Há reciprocidade? Assim, mergulha na experiência! Mergulha, mas não esqueça de voltar à superfície, de quando em quando, para respirar. Sente e observa! Sente e observa! Observar não é julgar, analisar ou criticar. Observar é uma atitude neutra. Observar é uma atitude científica. Você está dentro e está fora ao mesmo tempo. Isso é meditação. Isso é aprendizado. Isso é autoconhecimento. O sexo é uma energia fantástica e o caminho espiritual mais natural que existe. Vamos jogar fora essa oportunidade?

Joel Munhoz Tarô Tântrico

Valete De Paus Na Casa 7 Criança Interior Espírito De Serviço

Tarô tântrico valete de paus servir. Olá, tudo bem? Retornando aos posts… Vínhamos falando sobre o ÁS DE OUROS na casa 6 (Virgem).  Bem, por enquanto, ele movimentou o que precisava na minha vida e se retirou. Pode ser que ele retorne daqui há pouco… Nunca se sabe, com os tantras arcanos é assim. A evolução da nossa consciência não obedece um padrão linear. Flui de acordo com o círculo, com as curvas, com a elipse… Algumas vezes estamos em cima, outras embaixo. Algumas vezes estamos à frente, noutras retrocedemos. Mas, se a evolução realmente está ocorrendo, quando retornamos a um abismo que antes já fora frequentado, com certeza estaremos nele com novas e mais amplas percepções. Agora quem vem ao centro do palco é o VALETE DE PAUS na casa 7 (Libra). Estas meditações com os tantras arcanos são fantásticas, movimentam o que está “encruado”. Vão abrindo janelas e portas de consciência nos possibilitando fluir melhor com a Existência. Deixemos o tantra arcano VALETE DE PAUS falar!

– Olá, gurizada! Eu sou um guri, uma guria, um menino, uma menina, enfim, uma criança. Disse o mestre Jesus: “é necessário que vos torneis como crianças.” Veja bem, há uma diferença entre tornar-se criança e tornar-se COMO criança. Ninguém pode tornar-se criança sendo já adulto, mas seguramente pode tornar-se COMO criança, isto é, recuperando a inocência natural da criança. Reflitam sobre isso!

Legal, irei refletir e depois conto pra vocês. Após um dia de reflexão e, principalmente de meditação:

A inocência natural da criança é olhar para a vida sem medo de ser feliz. É olhar para si mesmo sem julgamentos e, consequentemente para o outro também. Isso quer dizer que ficaremos sem espírito crítico em relação à sociedade e ao sistema que a comanda? Não, de maneira nenhuma, muito pelo contrário, quanto mais inocentes formos mais teremos condições de perceber as estratégias de psicologia de massa usadas para controlar os indivíduos através da sociedade. O Valete de Paus além de ser uma criança é um serviçal e um emissário do Rei de Paus. Melhor seria dizer: um emissário ou serviçal que está em profunda comunhão com a sua criança interior.

Tarô tântrico valete de paus servir, ou servimos o sistema ou servimos o nosso deus interior

Tarô tântrico valete de paus servir deus servindo e deus sendo servido
O espírito de servir deve ser espontâneo

É isso o que nós somos aqui neste plano terreno: serviçais. Ou servimos o deus sistema com a sua elite que governa o mundo através do poder econômico (matrix), ou servimos o nosso deus interior, a divindade presente em todo o universo e que pulsa dentro de cada um de nós, o nosso eu verdadeiro, aquilo que somos em essência, que sobrevive à morte e que nos impulsiona sempre a um plano maior de perfeição. Não se pode servir a dois senhores, como bem disse o mestre Jesus.

A casa 7 (Libra) é onde acontece a nossa relação com o outro ou outros. É onde se manifesta o espírito de serviço ou de servir. O servir não pode ser uma compulsão nem uma obrigação. O servir só tem valor quando é espontâneo, quando brota do coração. Servir porque o padre mandou, o pastor mandou, a ordem mística mandou, não está com nada. Não será você que estará servindo, será um robô, um pau mandado. Servir porque você quer que Deus lhe recompense, que lhe dê algo em troca, que lhe dê o paraíso, não está com nada. O servir, dessa forma, não passará de um negócio. Seja autêntico (a)! Se o desejo de servir não estiver brotando do seu coração, não force a barra, porque esse tipo de serviço não tem valor nenhum.

Quando o servir é forçado, a pessoa beneficiada pelo serviço se vê diminuída. Você que serviu se sente maior do que a pessoa que você ajudou. Isso é uma relação egoica. Isso faz com que você se sinta maior do que o outro, estimula o seu complexo de superioridade. Quando o servir é espontâneo, tanto o que ajuda quanto o que é ajudado se encontram no mesmo nível, não há ninguém maior ou superior nem ninguém menor ou inferior. Esse é o verdadeiro serviço onde duas almas interagem em profunda comunhão. É o serviço que flui do seu coração para o coração do outro. É o serviço que flui do coração de Deus. É Deus servindo e Deus sendo servido.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

Nosso Corpo Físico Materialidade Necessidades Básicas

Ás de Ouros em Virgem. O que podemos perceber – hoje – deste aspecto? Me coloco em estado psíquico receptivo a essa frequência energética do Teclado Cósmico para que ela fale, se expresse e viva através de mim e através de você caro (a) amigo (a) leitor (a).

– Eu venho de longe, de um reino distante. Há muito tempo atrás na lendária Atlântida eu nasci. Cresci olhando o mar, me deixando embalar pelo movimento das suas ondas. Respirei o ar puro das montanhas, cavalguei pelas planícies e desci às entranhas da terra para conhecer os seus tesouros ocultos. Sou terra. Participo de todos os outros elementos, mas a minha essência é a terra. A minha forma é o círculo. Sou uma moeda, lembra? ÁS DE OUROS é igual a uma moeda de ouro. Também sou representado por um pentagrama de ouro, mas com um círculo na volta. Bem, o fato é que aqui estou, como sempre aqui estive. Você me abandonou? Não importa, eu não abandonei você, e nunca abandonarei.

-Que papo é esse de que você nasceu na Atlântida? Você poderia me explicar? Pergunto ao ÁS DE OUROS.

-Sim, é claro. Antes da explicação e, como parte dela, ouço um barulho de moedas se chocando. Preste atenção, ouça com atenção! Diz o ÁS DE OUROS. O barulho de moedas se chocando e rolando no chão se faz ouvir novamente. Fico com o sentido da audição o mais alerta possível. São moedas se chocando, mas apenas uma moeda não se choca com mais nenhuma. Ás é um, uma. Então…

-Por que o barulho de várias moedas se o Ás é só uma? Pergunto ao ÁS DE OUROS.

-Ah, mas aí é que está o segredo. Ouça novamente!

Ás de ouros em Virgem fazemos coisas de maneira automática

 

Ás de ouros em Virgem mínimos detalhes materialidade corpo físicoMais moedas rolando. Mas… espera aí! Tem uma que se destacou das demais. Sim, não sei como percebi, mas o fato é que percebi. Em meio ao barulho geral um barulho, um som, aconteceu de forma diferente. Apenas uma moeda rolando no chão. Sim, foi isso o que o meu sentido da audição alerta aos mínimos detalhes percebeu. Já começou a aparecer a energia do signo de Virgem: mínimos detalhes; pra começar está bom. Se você ficar atento aos mínimos detalhes você começará a perceber coisas que não percebia antes. Sim, porque normalmente agimos e fazemos as coisas de maneira automática. Nossa ação está aqui, mas o nosso pensamento está lá. Quando trazemos a mente para junto da ação a nossa consciência está no presente e, consequentemente, muito mais ampliada.

ÁS é Um, a unidade, o foco da atenção. OUROS é terra, a materialidade, a sensualidade, o corpo físico. Virgem também é um signo de OUROS, de terra. Entre outras coisas é a rotina do dia a dia, é o pragmatismo, é a praticidade, a saúde física, a higiene, etc. Se não cuidamos do nosso corpo físico, ao menos nas suas necessidades básicas, como iremos cuidar da nossa vida espiritual? O tantra não nega a matéria; ao contrário, vai fundo nela, a destrincha nos seus mínimos detalhes e, então, acontece o milagre: de repente você transcendeu ao reino da meditação, não porque negou a matéria, mas porque a viveu total e intensamente.

É isso aí por enquanto. No próximo post tem mais ÁS DE OUROS no signo de VIRGEM. Ah, e a Atlântida? Bom, no próximo artigo falaremos mais sobre ela. Até lá!

Joel Munhoz Tarô Tântrico