A Vida É Uma Pura Puta Abundância

A vida é abundância pura. Que nome gostoso este, né… a-bunda-ncia! Delícia pura, quem não gosta? Pois é, podemos nascer num ambiente miserável, num ambiente pobre, num ambiente remediado, num ambiente rico… porém, independente de qual seja esse ambiente, a Vida, na sua manifestação na natureza, é pura abundância. É uma puta abundância. Olha para a mãe Natureza. Tudo abunda. Se o terreno é fértil, tudo o que se planta dá… em abundância. As matas e florestas são majestosas; uma árvore, ao longo da sua puta vida longa abundante, desperdiça trilhões de sementes para vingar somente algumas dessas sementes abundantes. Sim, a grande maioria das sementes é decomposta no solo, somente algumas conseguem germinar e se tornar outras árvores. Mas mesmo essas poucas plantas que se tornam árvores já são sinônimo de uma puta mega abundância.

A vida é uma pura puta abundância

Tudo na natureza á abundante. As pedras, os minérios, as montanhas, os campos, os oceanos, os rios, os vales, até os desertos são abundantes… Há abundância na superfície, no subsolo e nos ares. A abundância deita e rola na flora e na fauna terrestres. Todos os reinos da natureza manifestam a abundância: mineral, vegetal, animal e hominal. Opa, tem um reino desses aí que deu um jeito de sabotar a abundância natural. É o tal do reino hominal. O homem, que se gaba de ser o único animal racional, sabotou a abundância natural. E o tal homem é muito fixado em bunda. Interessante, né… Será que é uma compensação por ter reprimido a a-bunda-ncia da mãe e mulher Natureza? A Deusa criou o homem, e o homem criou o sistema econômico ou financeiro.

A vida é uma pura puta abundância

Criou até um curso superior que se chama Economia. O nome já diz tudo: economia. Em outras palavras, contenção, restrição, limitação, controle, racionamento, redução, escassez… O que a natureza esbanja, o tal do sistema financeiro baseado na economia, restringe. A vida no planeta Terra é riqueza pura, mas o sistema econômico internacional transformou a maioria da população humana em pessoas pobres. Somos educados, desde pequeninos, a poupar, a segurar o dinheiro, até porque para ganhá-lo, tem que se ralar muito, tem que se suar muito a camiseta. Esta “educação” é para a maioria da população, é claro, porque para uma minoria privilegiada do topo da pirâmide social, a situação é outra. Os dominadores do mundo, criadores do atual sistema financeiro, podem esbanjar à vontade, pois a grande massa da população está condicionada a trabalhar e a produzir para eles.

A vida é uma pura puta abundância
A Sacerdotisa nos guia na descoberta dos mistérios da abundância da mãe Natureza

A virada de mesa, ou a grande revolução, só pode acontecer dentro de cada um de nós através da verdadeira educação. Vou dar aqui o meu ponto de vista sobre educação. Não sou o dono da verdade, mas é como eu percebo a educação. Independente da sua etimologia, educação, para mim, não é só expansão do intelecto ou cultura, pela aquisição de conhecimentos, mas também mergulhar dentro de si mesmo e perceber o potencial intrínseco do seu ser. Quando conhecemos o nosso potencial, aí então, podemos buscar ferramentas que nos auxiliem a trazê-lo para fora. O tantra arcano 2 A SACERDOTISA fala sobre isto. Ela é o ventre da mãe Existência onde podemos gestar o nosso potencial. É como a gestação materna. Cada um de nós tem o direito e o dever cósmicos de sermos a nossa própria mãe espiritual.

A vida é uma pura puta abundância

Buscar informações fora, pesquisar fora (fora das caixas padronizadas do sistema) é importante, mas também igualmente importante é descobrir a si mesmo no mais recôndito do seu ser. Isso só pode ser feito através da autoinvestigação que é o autoconhecimento pela meditação. A pesquisa interna é como descascar uma cebola. A cada casca tirada, mais próximo tu estás do teu verdadeiro ser. Tu podes ainda não saber quem tu és, de fato mas, a cada casca descascada, tu estás mais perto da tua essência. Se estivermos atentos ao momento presente, podemos perceber que aquilo que é, é… Assim, aquilo que eu eu sou agora é o que eu posso ser agora, e isso é um fato para mim. Quanto mais conhecemos fora e mais nos conhecemos por dentro, mais podemos nos libertar do condicionamento de escassez e mais abrimos as portas do nosso ser à abundância da Vida. Afinal, somos seres divinos em essência e merecemos viver com abundância em todos os sentidos.

Ano Novo Astrológico – 2020, Mãos À Obra!

Beleza, o ano novo astrológico começando, 20 de março, equinócio de outono! Novo ano, sol entrando no signo de Áries… Algo está nascendo em meio a esta pandemia de coronavírus. A humanidade passando por um desafio terrível para se tornar mais humana. Afinal, estamos funcionando mais como máquinas do que como seres humanos. Nossa sociedade está doente, estimulando os seus indivíduos a competir, competir e competir. E agora, o vírus está aí, solto, em busca de carne humana. Continuaremos nessa competição feroz, de ser humano contra ser humano? Não, agora a vida de todos está em jogo, precisamos, pelo menos agora, ser mais cooperativos e solidários. Afinal, estamos no mesmo barco, não é mesmo?

Vamos a um cálculo numerológico do caramba! Primeiro dia do ano novo: 20/03/2020. 20+03+2020 = 2043 = 2+0+4+3 = 9. Aqui temos o número 9 soberano sobre todos os outros. Um ano regido pelo tantra arcano 9 O EREMITA. Ora, o 9, na Antiguidade, representava o círculo. É um universo completo. As coisas chegaram ao seu auge, a plantação está pronta para a colheita. Se você adiciona o 9 a qualquer outro número, o 9 irá fortalecer a energia do número. Tomemos como exemplo o número 5, já que o 5 é O HIEROFANTE, o tantra arcano correspondente ao signo de Áries, quando o ano novo começa. 9+5 = 14 = 1+4 = 5; voltou, portanto, ao 5, fortalecendo a energia do número 5.

Ano novo astrológico - 2020, mãos à obra!
Tantra arcano 5 O Hierofante (letra he) uma nova inspiração, signo de Áries, nascimento de uma nova era

O 5 (letra he do alfabeto hebraico) é uma nova respiração ou inspiração. É quando inspiramos de novo, é quando o mundo inspira de novo, é quando a Vida inspira de novo. O ar tóxico dos pulmões é jogado fora e uma nova vida carregada de prana é insuflada novamente nos pulmões e em todo o organismo através do sangue vitalizado. Temos aí um vírus que também ataca o aparelho respiratório para que a humanidade se livre do ar tóxico (velhos paradigmas) e deixe entrar o novo ar da nova vida, da nova era. O pentagrama mágico, o símbolo mais potente da magia, está ao nosso dispor. Podemos usá-lo com a cabeça pra cima ou com a cabeça pra baixo. Tudo depende do nosso grau de consciência.

O HIEROFANTE é o cara que domina sobre as mentes ou consciências através do poder político e religioso. Estamos sufocados, como humanidade, atrelados a líderes mesquinhos, egoístas, individualistas e retrógrados. Esquecemos o nosso próprio poder, não o poder do ego, mas o poder real que surge de uma consciência desperta. Quando despertamos não precisamos de nenhum líder, de nenhuma autoridade. Os especialistas continuam tendo o seu valor, mas para a nossa orientação e não para a nossa escravidão. Somente precisamos de autoridades (pais e mães) quando somos infantis, imaturos. Após o despertar nos tornamos seres maduros, emocial e espiritualmente falando; assim, quem precisa de autoridade para lhe dizer o que é certo e errado?

Ano novo astrológico - 2020, mãos à obra!
Elite financeira global mancomunada com as elites locais tirando o couro da população

No momento atual as autoridades políticas estão nos explorando ao máximo, engolindo o nosso fígado, destruindo a nossa dignidade humana. Estamos esfarrapados, vivemos para alimentar a ganância de uma uma elite econômica, uma minoria que se julga melhor do que os outros, que quer continuar mantendo os seus privilégios imorais e desumanos. Basta! Aqui surge o lado positivo do HIEROFANTE: a libertação de todo jugo, a consciência finalmente respirando livre. É hora de nascermos de novo como diz o mestre Jesus. Para que sejamos livres no sentido físico, econômico, psicológico e espiritual, é necessário, antes de mais nada, sermos uma consciência, uma alma, livre.

Desigualdade social

Para que o texto não se torne um textão, vamos logo ao 14, a soma do 9 e do 5! O tantra arcano 14 A TEMPERANÇA é a união de todos os contrários, de todos os opostos. Os opostos, as diferenças, não são inimigos, são apenas aspectos que se complementam. É hora de darmos as mãos, de nos unirmos como humanidade que somos, e não apenas como números ou máquinas como esse sistema desumano quer nos fazer crer. Além de corpos e mentes somos consciências divinas. A alquimia é possível, a transformação é possível, um novo mundo mais fraterno é possível.

Ano novo astrológico - 2020, mãos à obra!
Tantra arcano 14 A Temperança

Todos os saberes são necessários. Não somente o saber acadêmico, científico, que muitas vezes se arvora como a autoridade máxima acima de todas as outras, mas também os saberes mais empíricos, observacionais, dos povos originários, da ancestralidade, do povo, da natureza. Uma ciência que não está em profunda comunhão com a natureza não é ciência. Não há ciência maior do que a mãe natureza em todos os seus reinos. A ciência nada mais faz do que revelar os segredos da natureza às nossas mentes.

Os egos não querem a união porque o que torna o ego forte é a divisão, a desunião. Mas está mais do que na hora de substituirmos os egos pelas consciências. Não é fácil, mas é possível. Não precisamos ser “nenhuns iluminados” para isso. Basta observarmos mais, ficarmos mais atentos, fazendo-nos sempre a pergunta: este comportamento que estou tendo vem do meu ego (o eu impostor) ou vem da consciência cósmica (o meu verdadeiro eu)? Meditar é observar o ego à distância. A Vida nos colocou um grande aprendizado com o covid-19. Não importa quem detonou esta bomba, o que importa é o que faremos com as suas manifestações.

Ano novo astrológico - 2020, mãos à obra!
Despertemos para o que somos de verdade: uma consciência divina

Temos uma grande oportunidade de nos tornarmos mais despertos e mais felizes. Temos uma grande oportunidade de fazermos da Terra um paraíso, aquilo que ela verdadeiramente é. Em primeiro lugar, por mais doloroso que seja, aceitemos o desafio com gratidão. E mãos à obra, que cada um faça o que manda o seu coração, a sua intuição, e não a sua mente condicionada por velhos padrões que já estão ultrapassados. Cada um de nós é necessário, cada um de nós é importante na construção de uma nova era. Atenda ao chamado cósmico, divino, dentro de você, e não ao chamado da velha mente (ego) que já está mais do que na hora de morrer! Se você ficar em silêncio, se a sua mente ficar em silêncio, você saberá o que deve ser feito neste momento fantástico para a Terra e para todo o universo.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)