Profano Sagrado Iluminação Relacionamentos Ás De Paus Casa 7

Acabou a farra… Como saber? Saber o que, afinal? Saber o momento de terminar a farra, ora! Que farra? Olha, farras existem muitas. Tem a farra do boi, a farra da propina, a farra da gandaia, a farra que vai à forra… Mas vamos falar aqui, bem de pertinho, no pé da orelha, da farra da foda, do sexo, da trepada…, ainda tão julgada e criticada. Tem gente que nem trepa só para evitar confusões e maledicências. Ou, pelo menos, faz de tudo para aparentar que não trepa. Estes, via de regra, são os que mais criticam ou sentam o pau nas trepadas dos outros. Claro, também pudera, não sentam no pau nem o pau recebe sentada, então precisam sentar o pau nos outros através da língua ferina… que também não é usada para motivos mais nobres como, por exemplo, lamber e chupar buceta ou lamber e chupar piroca.

Mas como? Um cara que se diz tântrico como pode usar um linguajar desses, tão chulo e beirando o pornográfico? Sexo tântrico não é sexo sagrado? Pois é, meu amigo e minha amiga que pensam assim… Acontece que eu não sou nem um pouco sagrado. Sou profano pra caralho. Sou totalmente profano. Ainda tenho desejos, fantasias e fetiches. Mas quem não os tem? Afinal, ainda não me iluminei totalmente. Algumas áreas do meu inconsciente já se tornaram conscientes, mas tem outras que ainda jazem na escuridão. Enquanto isso eu preciso viver; não vou me tornar padre ou me reprimir de outra forma só porque não me tornei totalmente iluminado. Lembremos que a iluminação é todo o caminho para a iluminação.

Profano sagrado iluminação relacionamentos ás de paus casa 7Vamos aprofundar no sentido desta frase: a iluminação é todo o caminho para a iluminação. Isso quer dizer que devemos ser iluminados mesmo ainda não sendo ou forçar uma iluminação que ainda não alcançamos ou que ainda não despertou em nós? Certamente que não, pois que raios de iluminação seria esta? Não passaria de uma enorme falsidade; antes de mais nada estaríamos mentindo para nós mesmos. De acordo com a minha compreensão é valorizarmos o tanto de iluminação que já aconteceu conosco. Pode ser uma iluminação pequenininha kkkkkkk, uma pequena luzinha… porém, deve ser valorizada. Por outro lado não devemos valorizar a escuridão que ainda não foi iluminada. Veja bem, não devemos valorizar nem negar.

Negar a escuridão faz com que a escuridão seja valorizada e, por conseguinte, se fortaleça. Aceite a escuridão, o profano, a pornografia, o erótico, as fantasias… não os negue, pelo amor da deusa hehehe… Não fuja da batalha, escolha viver os teus desejos, as tuas fantasias porque se você não escolher você será escolhido por eles. Escolha com todo o teu ser. Diga para você mesmo (a): escolho viver os meus desejos e fantasias sexuais intensa e totalmente, escolho ir fundo neles, com todos os sentidos bem abertos. Isso é estar consciente. Isso é vivenciar com consciência. O tantra arcano ÁS DE PAUS na casa 7 (Libra) irá nos auxiliar nesta compreensão.

Profano sagrado iluminação relacionamaentos ás de paus casa 7ÁS DE PAUS é força total. Toda a força que se tem dirigida para um só ponto. É força física, psicológica, emocional e espiritual. Lembremos que o naipe de PAUS reúne em si a energia de todos os naipes. A casa 7 é onde acontece o relacionamento com o outro, os outros… Antes de se preocupar com a opinião dos outros, ocupe-se com você mesmo (a). Quais são as tuas necessidades, quais são os teus desejos? Viu? Tem bastante, não tem? E quem não os tem? Sossegue, portanto. Você não é o (a) único (a). Todas as criaturas têm lá os seus desejos, as suas necessidades e as suas fantasias. E ninguém é alguém para atirar a primeira pedra. Diz o ditado que de perto ninguém é normal.

Nossa sexualidade é muito complexa porque a nossa sociedade ainda é muito castradora, repressora… Ainda somos estimulados e condicionados a termos um comportamento sexual dentro da média, do normal, dentro de padrões que datam de milênios, sempre nos cânones do patriarcado, do machismo… Externamente podemos ser muito civilizados, mas por dentro somos trogloditas. Tenho minhas dúvidas se os trogloditas não eram mais espontâneos… Se a nossa sociedade fosse mais natural em relação ao sexo certamente que a nossa sexualidade não seria tão complexa assim. Mas, infelizmente não é assim.

Profano sagrado iluminação relacionamentos ás de paus casa 7Na casa 7 acontecem os relacionamentos baseados no compromisso e não no amor. Os casamentos são um exemplo disso. Em quantos casamentos o amor é o que realmente une o casal? O que mantém a maioria dos casamentos é o apego, o comodismo, o conformismo, os interesses, etc.; menos o amor. E o interesse sexual? Também já foi pro saco. E ninguém libera o outro para se relacionar sexualmente com outra pessoa… Quem é que inventou a regra que o sexo só pode ser praticado por duas pessoas até que a morte os separe? Os sacanas e hipócritas dos patriarcas que hoje posam de bons moços para que as suas esposas sejam só deles enquanto que eles se refestelam com outras moçoilas e moçoilos às escondidas… O sexo é uma brincadeira biológica e pode ser praticado com quantas pessoas se queira ou se tenha desejo em praticar. Ou também somente entre duas pessoas enquanto o desejo durar.

Profano sagrado iluminação relacionamentos ás de paus casa 7Não estou aqui pregando a promiscuidade. Ser promíscuo é compulsão. O (a) promíscuo (a) pratica o sexo pelo sexo, não tem nenhum comprometimento com afetividade e humanidade. O negócio dele (a) é a quantidade de parceiros. A cultura machista é pródiga em promiscuidade. E muitas mulheres, para se igualarem aos homens, se tornaram também machistas. Relacionamento é momento. Depende do seu momento de consciência ou inconsciência, de crescimento ou de estagnação. Se você se torna mais consciente o seu relacionamento também ganhará mais luz. Se você cresce o seu relacionamento também crescerá em consciência, em maturidade, em felicidade… Não há fórmula para nenhum relacionamento. O ÁS DE PAUS na casa 7 diz que tudo está aberto, não só os relacionamentos abertos, mas também os fechados na fidelidade muitas vezes de fachada, forçada e hipócrita.

Profano sagrado iluminação relacionamentos ás de paus casa 7Cada relacionamento é único. O que se contratou no altar, nos templos, não serve para o resto da vida. Se prender a juramentos é abdicar de crescer e de ser feliz. E, principalmente, de amar porque o amor é um movimento e não uma instituição. O amor não está preso a nenhuma cultura, ele é um fenômeno do coração e não da cabeça. Ouse, faça diferente, discuta com o (a) teu (a) parceiro (a) uma forma cada vez melhor, mais sincera e honesta de se relacionar. Nunca se acomode. O amor é um rio e não uma poça d’água estagnada. Se jogue nas experiências… Fantasias? Fetiches? Novos parceiros sexuais? Swing? Relacionamento aberto? Poligamia? Seja o que for, tudo é bom desde que seja consensual. Jamais force o (a) parceiro (a) a fazer algo que ele (a) não gosta. A felicidade implica numa desconstrução do antigo para que o novo esteja sempre surgindo aqui e agora.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Sexo Tântrico, Você Sabe O Que É?

 

Sexo tântrico? Você sabe o que é? Já ouviu falar? Já leu a respeito? Existem muitos artigos sobre o tema na internet. Acho que também posso dar o meu pitaco baseado na minha experiência pessoal e nos meus atendimentos com massagem tarotântrica. Bueno, vamos começar pela ideia de sexo sagrado. Sim, o sexo é profano e sagrado e, no fundo, o profano também é sagrado. O problema surge com a noção que as pessoas têm do sagrado ou do que significa esta palavra. Para a Igreja o sagrado está separado do profano, o divino está separado do pecador. Assim, sem querer, já que o nosso inconsciente está repleto de dogmas religiosos, acabamos também por separar o sexo tântrico do sexo comum, ordinário.

Sexo tântrico, você sabe o que é?A exclusão é não tântrica, a inclusão é tântrica. A separação é o pecado. Podemos realizar grandes rituais seguindo orientações de gurus, praticando regras e mais regras, por exemplo: ter só um (a) parceiro (a) para o sexo, para o amor… O sexo tântrico somente pode acontecer entre um homem e uma mulher… homo e outras variações, orientações, identidades de gênero, estão fora…  sexo anal também não pode… ou tem que ser somente numa posição tal… e outras tantas regras que se vê por aí… Ora, a princípio, o tantra é contra as regras e a favor da espontaneidade. É claro que, por termos nos desviado tanto do natural, precisamos aprender novamente o que é natural. Daí, alguns exercícios, meditações, são necessários para recuperarmos a naturalidade do sexo. Porém, no momento em que o exercício cumpriu o seu papel, descarte-se dele. Ou… se uma técnica de meditação não surte efeito, que parta-se para outra…

Sexo tântrico, você sabe o que é?Assim, o tantra começa pelo começo, sempre. Você deve, então, começar de onde você está. As pessoas têm situações de vida diferentes, idades diferentes, orientações sexuais diferentes – mesmo os hetero são diferentes nas suas necessidades e desejos. Uns têm mais poder aquisitivo, outros têm menos. Estudos mostram que as relações monogâmicas acontecem mais entre as pessoas pobres. Os ricos têm mais condições de serem poligâmicos, ao menos poligâmicos sequenciais. Uns têm parceiros fixos, outros não… uns são casados… outros separados… outros solteiros… outros tico tico no fubá… E, independente disso tudo, cada qual carrega os seus traumas e karmas com relação ao outro, aos relacionamentos em geral.

Sexo tântrico, você sabe o que é?Não é mole, né… O sexo que praticamos é muito mais mental do que corporal, biológico ou espiritual. Há um montão de fantasias e fetiches na mente humana. Então, se começa por aí… Muitos não têm condições de colocar em prática as suas fantasias e fetiches… Vamos colocar isso pra fora… Num espaço terapêutico isso pode ser feito com segurança, com a orientação do (a) terapeuta. Ao mesmo tempo em que se coloca o lixo sexual pra fora, vamos trazendo a consciência para espaços mais saudáveis de sexualidade… O foco da energia sexual normalmente está localizado somente nos genitais. E na cabeça, pois a mente está cheia de fantasias e desejos…

Sexo tântrico, você sabe o que é?Vamos mergulhando no profano para resgatar o sagrado, para trazer mais consciência ao sexo. Sexo tântrico é para dissolver a repressão, não para reprimir mais ainda. E cada pessoa deve descobrir a sua própria forma, o seu próprio equilíbrio. Tantra não tem fórmulas prontas para todos.  O mais importante é a consciência. O estado de alerta se expandindo cada vez mais… As formas como você se relaciona não importam… se sozinho (a) com você mesmo (a), se com o (a) parceiro (a) ou parceiros (as), o que importa é o quanto de consciência você está colocando no ato sexual. É bom lembrar que não estou incentivando aqui nenhuma ação sexual que viole os direitos de outrem ou que seja crime. Faça tudo o que você deseja desde que seja de maneira consensual com o outro, entre pessoas adultas maiores de idade, dentro da lei.

Sexo tântrico, você sabe o que é?Tantra é autenticidade. Na real, na real mesmo, somente pessoas iluminadas podem praticar o sexo tântrico na sua inteireza. Nós, que ainda estamos no caminho, somos apenas aprendizes do sexo tântrico.  E isto já é uma grande coisa, quando despertamos para este sublime aprendizado. Assim, não force uma atitude iluminada que você ainda não alcançou. A emenda será pior do que o soneto porque você estará sendo falso consigo mesmo e com o (a) parceiro (a). É muito mais tântrico praticar uma fantasia ou um fetiche (profano) com autenticidade e consciência do que ter práticas “sagradas” que ainda não passam de teorias e ideais contidos na sua cabeça.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Setenta Por Cento Dos Nossos Pensamentos São De Origem Sexual

Saiu aqui o 8 de Copas na casa 4 (Câncer). Naipe de Copas é água. Casa 4 também é uma casa de água. Então é água por tudo que é lado hoje. Vamos nadar e mergulhar, só temos que ter cuidado para não nos afogarmos. Água é sentimento e emoção. O 8 é um número que representa equilíbrio, interação entre mundos ou equilíbrio entre os mais diversos mundos. É o tantra arcano 8 A Justiça. Assim, o 8 de Copas é A Justiça no nível ou naipe de Copas. Casa 4 são as coisas antigas, o passado, a ancestralidade, a família – pai e mãe. É as profundezas do ser, o teu lar espiritual. Também pode representar morte física e espiritual. É o afeto fluindo direto da fonte, por isso é a sensitividade e também dotes artísticos, a capacidade criativa fluindo…

Setenta por cento dos nossos pensamentos são de origem sexualComo você se sente agora? Está ruim? Está bom? Está pra baixo ou está fluindo alegre na superfície? Se você está pra baixo, se as coisas vão mal, seja em que área for da sua vida, já está mais do que na hora de começar a enfrentar os seus monstros interiores. Toda a nossa realidade exterior flui da nossa realidade interior. Mergulhe o mais profundo que você puder nos seus sentimentos negativos. Eles estão se apresentando para você para que você os conheça de perto. O autoconhecimento implica em que nos conheçamos em todos os níveis e dimensões de consciência. Mas tem um nível de consciência se apresentando mais forte aqui. É o nível considerado o mais denso: o nível sexual. Nosso corpo físico é constituído de aproximadamente 70% de água. Da mesma forma, cerca de 70% dos nossos pensamentos são de origem sexual.

Setenta por cento dos nossos pensamentos são de origem sexualA água é densa. A energia sexual é densa. Se não bebemos água pura, leve e alcalina na medida certa para o nosso organismo, ficaremos doentes. Muitas doenças acontecem porque o corpo se encontra desidratado. Da mesma forma precisamos dar atenção às nossas necessidades sexuais. Cada pessoa é única e deve procurar o seu próprio equilíbrio. Uns precisam de maior frequência de relações sexuais, outros um pouco menos… Biologicamente há 3 sexos: masculino, feminino e intersexual. Psicologicamente há tantos sexos ou identidades de gênero quanto há pessoas no mundo. Acho que a sigla LGBT+ pode abranger todos os gêneros existentes e imagináveis. Não fique preocupado (a) em se definir ou se rotular sexualmente. Circule pelas tribos que lhe despertam a atenção ou o desejo. Seja uma metamorfose ambulante. Lembre-se que por fora, externamente a nível de ego/personalidade, a mudança é constante, mas a nível interno a tua consciência espiritual é imutável.

Setenta por cento dos nossos pensamentos são de origem sexualQue as tuas mutações exteriores possam te levar a um mergulho cada vez mais fundo em você mesmo. Só assim está valendo, senão não passa de pura perda de tempo. Quando não bebemos água suficiente para hidratar as nossas células adoecemos fisicamente. Da mesma forma quando não movimentamos as águas paradas da sexualidade doente com as águas correntes do sexo saudável adoecemos psicologicamente; e isto pode somatizar em doenças físicas. Ademais pode impedir o nosso crescimento espiritual, a evolução da nossa consciência. A energia vital precisa circular em todos os níveis de consciência. Quando isto não acontece ficamos presos a pensamentos e desejos que sugam a nossa energia impedindo que nos elevemos a patamares mais elevados de consciência. Lembremos do que disse o mestre Jesus: “dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.”Setenta por cento dos nossos pensamentos são de origem sexual

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da Entrega

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos. Hoje quero falar com você sobre o que é tantra, o que não é tantra… enfim… Há muita confusão na área, o que é, de certa forma, natural. Não nos tornamos tântricos da noite para o dia, em cursos ou grupos de fim de semana, ou seja de que período for, de 1 mês, 2 meses… Não que eu seja contrário a grupos, isto também é importante no caminho tântrico. O que eu quero deixar bem claro é que você não se torna tântrico (a) porque ganhou um diploma de conclusão de curso. Tantra é a prática da vida a cada momento. É a teia da vida que acontece a cada momento, a cada minuto, a cada hora, a cada dia… ad infinitum… Não tem nada a ver com religião nem filosofia. É você se colocar em harmonia com essa sinfonia cósmica que só acontece agora, em qualquer lugar que você esteja.

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos a ciência da transformação da mente

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da EntregaE como se faz isso? Como eu disse antes, praticando… tantra é prática, é técnica, é ciência. É a ciência da transformação da mente que nos leva além dela. É ciência subjetiva que nos possibilita investigar e aprofundar cada vez mais o nosso universo interior. Saiu aqui como inspiração para este post o tantra arcano menor 8 de Ouros na casa 5 (Leão). Um arcano da carta 8 A Justiça no plano físico – Ouros. O caminho do meio de que tanto Buda falava… É o fio da navalha. Mas para você andar no fio da navalha, você precisa, umas vezes, enveredar para a esquerda e, outras vezes, para a direita. Somente vivendo os opostos – com intensidade – você chegará ao equilíbrio. Porém, esse equilíbrio, novamente será perdido e você será lançado de novo ao plano da dualidade. Terá que vivenciá-la novamente para que, em algum outro momento, você chegue ao equilíbrio novamente.

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos pequenas iluminações

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da EntregaE este processo se repetirá tantas vezes quantas forem necessárias até você encontrar o equilíbrio final, a realização, a iluminação total. Por isso, tantra é o caminho da iluminação, pois você vai vivenciando pequenas iluminações até atingir a iluminação total. Você deve começar de onde você está, sem nenhum ideal a ser atingido, nenhuma meta… Por isso, o naipe de Ouros. Ouros é o naipe mais baixo, mais inferior, mais denso… Corresponde ao plano físico, material, sensual, ao corpo físico. O 8 é sinuoso como o caminhar de uma serpente, ou de duas serpentes. Assim deve ser o seu caminhar. Um pouco para a esquerda, um pouco para a direita… No meio, onde os dois caminhos se encontram, está o equilíbrio. Você ainda não é um (a) iluminado (a), então não se comporte como se fosse um (a). Isso será falso e reforçará ainda mais o seu ego, lhe distanciando da iluminação.

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos viva o ego e o não ego

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da EntregaVocê tem um ego, não é mesmo? Ele ainda domina a sua vida fazendo-o (a) pensar que ele é a sua verdadeira identidade… Assim, reconheça isso, não tente fugir deste fato ou lutar contra o ego para dominá-lo. A fuga ou a luta somente reforça o ego. Em alguns momentos viva o ego totalmente, em outros momentos viva o “não ego” totalmente. Precisamos viver os dois lados da moeda para deixarmos de ser metade. O ser inteiro vive tudo o que a vida lhe traz, e o ego também faz parte dela, assim como também o “não ego”. O ego é o caminho da vontade, da luta, da briga, da conquista, da competição, do masculino, da autoimagem, da reputação, do status social, do poder, do sexo compulsivo, dos pecados, do profano, da pornografia, da putaria, da sacanagem… O “não ego” é o caminho da entrega, da aceitação, do amor, da meditação, do aconchego, da passividade, da cooperação, do feminino, da não preocupação com reputação, do sexo maduro e consciente, do sagrado, da confiança total na vida.

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos você é pecador você é sagrado

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da EntregaViva os dois – yin e yang, feminino e masculino, shiva e shakti – viva a dualidade, o mais intensamente que você puder. Em um momento você é pecador, profano… em outro momento você é santo, sagrado… Em um momento você é sério, em outro momento você é bem humorado. Em um momento você é triste, em outro momento você é alegre. Em um momento você é combativo, em outro momento você é afetuoso.  Em um momento você se interessa por assuntos profundos, em outro momento você curte coisas supérfluas. Em um momento você é tolo, em outro momento você é sábio. Vivendo tudo o que a vida traz, sem nada rejeitar, você vai, aos poucos, descobrindo o seu próprio equilíbrio. O equilíbrio é o resultado natural – a terceira ponta do sagrado triângulo – da vivência dos opostos.

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos o caminho do coração

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da EntregaSe você não vive os opostos, você não passa de um ser pela metade, de alguém meia-boca no linguajar popular. Ou você é triste ou você é alegre; ou você é sensual ou você é espiritual. Sempre a outra metade estará faltando, você nunca será completo (a). Aí você terá que forçar um equilíbrio que não existe, que não surgiu naturalmente do seu ser. Tantra é o caminho do coração. A mente é exclusiva, está sempre separando tudo. O coração é inclusivo, como se diz popularmente: no coração de mãe sempre há lugar pra mais um… A casa 5 (Leão) é a casa do coração, da brincadeira, dos jogos, da criança, dos filhos, da criança interior, dos relacionamentos por amor, da autenticidade. Viva totalmente e você viverá através do coração. O coração absorverá a sua mente e somente assim você poderá ter, de fato, uma mente brilhante. Do contrário, a sua mente será fria e só produzirá divisão, conflito e desarmonia.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Me Rendo À Vida Que Pulsa Em Mim E Em Tudo O Que Há

Tarô tântrico eu me rendo. Já usei todas as possibilidades da minha mente/ego e só me enredei mais na rede armadilha do meu passado assaltando o presente.
Eu me rendo. Já usei todo o meu repertório de superação e de tentar controlar e dominar as situações.
Eu me rendo. Aprendi numa certa organização que o domínio da vida é possível.
Eu me rendo. Querer dominar a vida é loucura. Quem sou eu, um grão de areia, uma poeira das estrelas, para querer dominar a vida?
Eu me rendo. O poder e a sabedoria da vida são infinitos e incomensuráveis. Eu sou a vida. A vida está fora, mas também está dentro de mim.

Tarô tântrico eu me rendo à minha consciência

Tarô tântrico eu me rendo quem sou eu para querer dominar a vidaDescobri que lutar contra as minhas fraquezas é lutar contra eu mesmo.
Eu me rendo. Todo o meu passado, com os meus erros e os meus acertos, foi perfeito.
Eu me rendo. Desisti de me culpar pelo meu passado, até porque o passado não se pode mudar.
Eu me rendo. A vida sempre me apresenta mil e uma possibilidades e oportunidades. Escolho uma delas de acordo com o meu grau de consciência. Não são as situações externas que precisam mudar. Eu preciso me render à minha consciência para que ela se expanda cada vez mais.

Tarô tântrico eu me rendo aceito a imperfeição como perfeita

Ao invés de repudiar o meu passado decidi usá-lo com criatividade.
Eu me rendo. Tudo o que eu fiz antes me trouxe à situação em que me encontro hoje.
Eu me rendo. A situação em que me encontro hoje pode não ser a perfeita nem a ideal aos olhos da minha mente/ego. Mas é a situação perfeita aos olhos da minha alma.
Eu me rendo. Tudo é perfeito, mesmo o que consideramos imperfeito. Quando aceito a imperfeição como perfeita ela pode crescer para um grau de perfeição cada vez maior.

Tarô tântrico eu me rendo à minha essência divina

Tarô tântrico eu me rendo quem sou eu para querer dominar a vidaNão desejo mais ser bom nem ser aceito, admirado ou amado pelos outros. Decidi ser eu mesmo com todos os riscos envolvidos. Apenas sendo eu mesmo posso crescer de verdade.
Eu me rendo. Não sou uma ilha. Faço parte de todo o oceano. Faço parte do Todo. Não tenho mais objetivos pessoais. Meu objetivo é o objetivo do Todo.
Eu me rendo. Me rendo à Vida que pulsa em mim e em tudo o que há. Me rendo a mim mesmo, ao meu Ser mais profundo, à minha essência divina, àquilo que eu sou de verdade.
Render-se à Existência é o mais completo relaxamento e a suprema meditação. O tantra arcano que melhor exprime isso é o 12 O PENDURADO.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

 

Ás De Ouros Na Casa 10 Materializando Fazer E Acontecer

Autenticidade tântrica no mundo das experiências. E não é que o ÁS DE OUROS retornou de novo:? Nesse meio tempo em que nada postei, trabalhei com o 9 de Paus sob a regência de Júpiter. Mas, agora, saiu novamente o ÁS DE OUROS, desta vez na casa 10 (Capricórnio). E é justamente neste momento em que estou tendo um pouco mais de tempo para escrever. Vamos lá!

A vida flui interminavelmente. Por mais que a morte nos dê a ilusão de que tudo que nasce um dia tem fim, a vida, na verdade, é interminável, pois está sempre renascendo. Quando a morte vem ela (a vida) desaparece para logo surgir em outro lugar. É como o sol. Ele morre no crepúsculo e renasce no alvorecer. Conosco não é diferente. Estamos sempre morrendo e sempre renascendo. Nossas células têm um ciclo de vida. Dependendo do tipo de célula é o tempo da sua vida. Quando elas morrem, células novas nascem no seu lugar.

Mas o que o ÁS DE OUROS tem a ver com isso? Tudo. Vejamos!

Autenticidade tântrica no mundo das experiências tudo que trabalhei na casa 6 atingiu o seu ápice

– Eu sou o ÁS DE OUROS, você já me conhece, eu nasço onde ninguém espera que algo de valor nasça.

Reflito sobre as palavras do ÁS DE OUROS. Eu próprio achava isso, parece que nada mais de valor poderia nascer ou renascer em alguns aspectos da minha vida. Me vem à mente a casa 10 e sua energia de Capricórnio. Hum… realização pessoal, exposição, profissão… Parece que tudo aquilo que trabalhei na casa 6 (Virgem) atingiu o seu ápice agora. Sim, certas coisas estão se realizando e se materializando na minha vida. Passei por um período terrível, mas é assim mesmo, quanto mais a noite é negra mais perto está o alvorecer.

– Legal, galera, vamos lá, vamos fazer e acontecer, foder e deixar foder.

Opa, quem é que apareceu por aqui com estas palavras de baixo calão? Po, fazia tempo que não ouvia, via ou escrevia esta expressão: “baixo calão”.

– Ah, sou eu, meu caro! Olha eu aqui. Huhuuuuu…

É O LOUCO em pessoa. Ele acena, inquieto, querendo fazer acontecer.

– Ah, então é você… Só podia ser, né… Mas me diz aí por que está tão agitado?

– Acabo de chegar de uma viagem ao centro da Terra onde presenciei cada coisa que nem mesmo sendo LOUCO para crer ou imaginar. Ouve com atenção!

– Tudo bem, amigão! Manda lá, sou todo ouvidos.

O LOUCO fecha os olhos como para recordar tudo o que viu. E começa a falar.

Autenticidade tântrica no mundo das experiências a energia manifesta pelos 9 provém do 1

Autenticidade tântrica no mundo das experiências sem experiência não há aprendizado– Sabe, eu andava passeando pelo reino de Agartha, pelos seus bosques luxuriantes, quando me deparei com agarthianos fazendo um ritual – não sei se é esse o nome que se dá aos habitantes de Agartha – mas digamos que seja. Bem, numa clareira do bosque havia 10 agarthianos. Um deles estava no centro do círculo composto pelos outros nove. Em suas vestes predominava as cores branca e azul. Eles caminhavam em círculo. Um pouco iam para a direita e um pouco iam para a esquerda. O que estava no centro permanecia imóvel na posição de lótus.

Este é o movimento da RODA DA FORTUNA, pensei. No plano vertical ela sobe e desce; no plano horizontal ela às vezes se move pra direita e, às vezes, pra esquerda. Mas o que isso representa neste momento? Preciso meditar no que me foi contado pelo LOUCO. Ele não dá a resposta, ele apenas aponta o caminho. Preciso percorrê-lo por minha conta e risco. O (a) agarthiano (a) do centro é o ÁS DE OUROS. Os nove agarthianos do círculo externo são a casa 10 (Capricórnio). Claro como água clara. A energia manifesta pelos 9 provém do 1. Em dado momento os 9 se movimentam sem nenhuma ordem. É confusão geral. Dançam, pulam, gritam, brigam, fazem sexo, se relacionam, enfim, fazem de tudo um pouco. Porém, o 1 do centro permanece firme.

Os 9 simbolizam a totalidade da humanidade com suas múltiplas formas de expressão. É a diversidade se manifestando em todas as áreas: raça, biotipo, cultura, religião, nacionalidade, identidade de gênero, orientação sexual, ideologia, política, filosofia, etc. As suas ações podem ser mais construtivas ou mais destrutivas de acordo com o seu grau de consciência. Este é o âmbito das experiências. Precisamos passar por elas. Sem experiência não há nenhum aprendizado. A autenticidade consigo mesmo é fundamental para que o aprendizado seja assimilado e transformado em sabedoria. Diz o Mestre que mais vale uma raiva autêntica do que um amor falso.

Por enquanto é isso, galera! Falaremos mais no próximo post. Inclusive e principalmente sobre o agarthiano que está imóvel no centro. Até lá!

Joel Munhoz Tarô Tântrico

Valete De Paus Na Casa 7 Criança Interior Espírito De Serviço

Tarô tântrico valete de paus servir. Olá, tudo bem? Retornando aos posts… Vínhamos falando sobre o ÁS DE OUROS na casa 6 (Virgem).  Bem, por enquanto, ele movimentou o que precisava na minha vida e se retirou. Pode ser que ele retorne daqui há pouco… Nunca se sabe, com os tantras arcanos é assim. A evolução da nossa consciência não obedece um padrão linear. Flui de acordo com o círculo, com as curvas, com a elipse… Algumas vezes estamos em cima, outras embaixo. Algumas vezes estamos à frente, noutras retrocedemos. Mas, se a evolução realmente está ocorrendo, quando retornamos a um abismo que antes já fora frequentado, com certeza estaremos nele com novas e mais amplas percepções. Agora quem vem ao centro do palco é o VALETE DE PAUS na casa 7 (Libra). Estas meditações com os tantras arcanos são fantásticas, movimentam o que está “encruado”. Vão abrindo janelas e portas de consciência nos possibilitando fluir melhor com a Existência. Deixemos o tantra arcano VALETE DE PAUS falar!

– Olá, gurizada! Eu sou um guri, uma guria, um menino, uma menina, enfim, uma criança. Disse o mestre Jesus: “é necessário que vos torneis como crianças.” Veja bem, há uma diferença entre tornar-se criança e tornar-se COMO criança. Ninguém pode tornar-se criança sendo já adulto, mas seguramente pode tornar-se COMO criança, isto é, recuperando a inocência natural da criança. Reflitam sobre isso!

Legal, irei refletir e depois conto pra vocês. Após um dia de reflexão e, principalmente de meditação:

A inocência natural da criança é olhar para a vida sem medo de ser feliz. É olhar para si mesmo sem julgamentos e, consequentemente para o outro também. Isso quer dizer que ficaremos sem espírito crítico em relação à sociedade e ao sistema que a comanda? Não, de maneira nenhuma, muito pelo contrário, quanto mais inocentes formos mais teremos condições de perceber as estratégias de psicologia de massa usadas para controlar os indivíduos através da sociedade. O Valete de Paus além de ser uma criança é um serviçal e um emissário do Rei de Paus. Melhor seria dizer: um emissário ou serviçal que está em profunda comunhão com a sua criança interior.

Tarô tântrico valete de paus servir, ou servimos o sistema ou servimos o nosso deus interior

Tarô tântrico valete de paus servir deus servindo e deus sendo servido
O espírito de servir deve ser espontâneo

É isso o que nós somos aqui neste plano terreno: serviçais. Ou servimos o deus sistema com a sua elite que governa o mundo através do poder econômico (matrix), ou servimos o nosso deus interior, a divindade presente em todo o universo e que pulsa dentro de cada um de nós, o nosso eu verdadeiro, aquilo que somos em essência, que sobrevive à morte e que nos impulsiona sempre a um plano maior de perfeição. Não se pode servir a dois senhores, como bem disse o mestre Jesus.

A casa 7 (Libra) é onde acontece a nossa relação com o outro ou outros. É onde se manifesta o espírito de serviço ou de servir. O servir não pode ser uma compulsão nem uma obrigação. O servir só tem valor quando é espontâneo, quando brota do coração. Servir porque o padre mandou, o pastor mandou, a ordem mística mandou, não está com nada. Não será você que estará servindo, será um robô, um pau mandado. Servir porque você quer que Deus lhe recompense, que lhe dê algo em troca, que lhe dê o paraíso, não está com nada. O servir, dessa forma, não passará de um negócio. Seja autêntico (a)! Se o desejo de servir não estiver brotando do seu coração, não force a barra, porque esse tipo de serviço não tem valor nenhum.

Quando o servir é forçado, a pessoa beneficiada pelo serviço se vê diminuída. Você que serviu se sente maior do que a pessoa que você ajudou. Isso é uma relação egoica. Isso faz com que você se sinta maior do que o outro, estimula o seu complexo de superioridade. Quando o servir é espontâneo, tanto o que ajuda quanto o que é ajudado se encontram no mesmo nível, não há ninguém maior ou superior nem ninguém menor ou inferior. Esse é o verdadeiro serviço onde duas almas interagem em profunda comunhão. É o serviço que flui do seu coração para o coração do outro. É o serviço que flui do coração de Deus. É Deus servindo e Deus sendo servido.

Joel Munhoz Tarô Tântrico