Sexo Tântrico, Você Sabe O Que É?

 

Sexo tântrico? Você sabe o que é? Já ouviu falar? Já leu a respeito? Existem muitos artigos sobre o tema na internet. Acho que também posso dar o meu pitaco baseado na minha experiência pessoal e nos meus atendimentos com massagem tarotântrica. Bueno, vamos começar pela ideia de sexo sagrado. Sim, o sexo é profano e sagrado e, no fundo, o profano também é sagrado. O problema surge com a noção que as pessoas têm do sagrado ou do que significa esta palavra. Para a Igreja o sagrado está separado do profano, o divino está separado do pecador. Assim, sem querer, já que o nosso inconsciente está repleto de dogmas religiosos, acabamos também por separar o sexo tântrico do sexo comum, ordinário.

Sexo tântrico, você sabe o que é?A exclusão é não tântrica, a inclusão é tântrica. A separação é o pecado. Podemos realizar grandes rituais seguindo orientações de gurus, praticando regras e mais regras, por exemplo: ter só um (a) parceiro (a) para o sexo, para o amor… O sexo tântrico somente pode acontecer entre um homem e uma mulher… homo e outras variações, orientações, identidades de gênero, estão fora…  sexo anal também não pode… ou tem que ser somente numa posição tal… e outras tantas regras que se vê por aí… Ora, a princípio, o tantra é contra as regras e a favor da espontaneidade. É claro que, por termos nos desviado tanto do natural, precisamos aprender novamente o que é natural. Daí, alguns exercícios, meditações, são necessários para recuperarmos a naturalidade do sexo. Porém, no momento em que o exercício cumpriu o seu papel, descarte-se dele. Ou… se uma técnica de meditação não surte efeito, que parta-se para outra…

Sexo tântrico, você sabe o que é?Assim, o tantra começa pelo começo, sempre. Você deve, então, começar de onde você está. As pessoas têm situações de vida diferentes, idades diferentes, orientações sexuais diferentes – mesmo os hetero são diferentes nas suas necessidades e desejos. Uns têm mais poder aquisitivo, outros têm menos. Estudos mostram que as relações monogâmicas acontecem mais entre as pessoas pobres. Os ricos têm mais condições de serem poligâmicos, ao menos poligâmicos sequenciais. Uns têm parceiros fixos, outros não… uns são casados… outros separados… outros solteiros… outros tico tico no fubá… E, independente disso tudo, cada qual carrega os seus traumas e karmas com relação ao outro, aos relacionamentos em geral.

Sexo tântrico, você sabe o que é?Não é mole, né… O sexo que praticamos é muito mais mental do que corporal, biológico ou espiritual. Há um montão de fantasias e fetiches na mente humana. Então, se começa por aí… Muitos não têm condições de colocar em prática as suas fantasias e fetiches… Vamos colocar isso pra fora… Num espaço terapêutico isso pode ser feito com segurança, com a orientação do (a) terapeuta. Ao mesmo tempo em que se coloca o lixo sexual pra fora, vamos trazendo a consciência para espaços mais saudáveis de sexualidade… O foco da energia sexual normalmente está localizado somente nos genitais. E na cabeça, pois a mente está cheia de fantasias e desejos…

Sexo tântrico, você sabe o que é?Vamos mergulhando no profano para resgatar o sagrado, para trazer mais consciência ao sexo. Sexo tântrico é para dissolver a repressão, não para reprimir mais ainda. E cada pessoa deve descobrir a sua própria forma, o seu próprio equilíbrio. Tantra não tem fórmulas prontas para todos.  O mais importante é a consciência. O estado de alerta se expandindo cada vez mais… As formas como você se relaciona não importam… se sozinho (a) com você mesmo (a), se com o (a) parceiro (a) ou parceiros (as), o que importa é o quanto de consciência você está colocando no ato sexual. É bom lembrar que não estou incentivando aqui nenhuma ação sexual que viole os direitos de outrem ou que seja crime. Faça tudo o que você deseja desde que seja de maneira consensual com o outro, entre pessoas adultas maiores de idade, dentro da lei.

Sexo tântrico, você sabe o que é?Tantra é autenticidade. Na real, na real mesmo, somente pessoas iluminadas podem praticar o sexo tântrico na sua inteireza. Nós, que ainda estamos no caminho, somos apenas aprendizes do sexo tântrico.  E isto já é uma grande coisa, quando despertamos para este sublime aprendizado. Assim, não force uma atitude iluminada que você ainda não alcançou. A emenda será pior do que o soneto porque você estará sendo falso consigo mesmo e com o (a) parceiro (a). É muito mais tântrico praticar uma fantasia ou um fetiche (profano) com autenticidade e consciência do que ter práticas “sagradas” que ainda não passam de teorias e ideais contidos na sua cabeça.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)