O Sexo É Um Caminho Espiritual, Vale A Pena Percorrê-Lo

A energia sexual é a energia mais poderosa que temos neste plano terreno. Ela é a responsável pelo prazer de estarmos vivos, aqui e agora. A Vida dá continuidade a si mesma através do sexo. O amor físico é sexo. O tesão de viver, conquistar, criar, procriar, cultivar, construir, etc., é sexo. Alguém poderá dizer: mas e o espírito, a energia espiritual, não é a mais importante? Sim, com certeza. Mas, para o tantra, energia sexual e espiritual são a mesma energia. Assim não há briga para ver quem é a mais importante, não é mesmo? Energia vital é a mesma em todos os reinos e dimensões, apenas ela se manifesta em diferentes frequências de vibração ou em diferentes oitavas do teclado cósmico. O sexo é um caminho espiritual, vale a pena percorrê-lo.

O sexo é um caminho espiritual, vale a pena percorrê-lo

A energia sexual vivenciada pelas pessoas é a sexualidade. Cada um tem a sua. Cada pessoa é uma identidade de gênero no âmbito da sexualidade, não há ninguém igual. O tantra trabalha a libertação da sexualidade compulsória para que você vivencie a sua energia sexual de uma maneira livre. Ser liberto da sexualidade não significa que você se torne um abstêmio sexual, significa que você vivencia a sua energia sexual sem ser dela um escravo. Afinal, o sexo é bom, mas não é tudo. Há tantas outras coisas maravilhosas na vida para serem curtidas e desfrutadas. Mas, para descobrir isso é necessário ir fundo no sexo. Vivenciar com consciência, vivenciar o prazer não só pelo prazer, mas com a intenção de aprender, de se conhecer a fundo.

O sexo é um caminho espiritual, vale a pena percorrê-lo

Assim, chegará um momento em que você se cansará do sexo. Aí é o momento da libertação, de respirar acima do sexo. Mas enquanto o apelo sexual estiver forte é preciso navegar e mergulhar nele, porque se você tentar se abster haverá repressão. O tantra é o caminho da libertação, da iluminação, que precisa ser trilhado passo a passo. Cada passo tem a sua própria alegria e tristeza… e beleza. Sim, beleza… podemos vê-la e senti-la tanto na alegria como na tristeza. Basta aceitarmos totalmente, tanto uma quanto outra. A lei do três ou do triângulo exemplifica bem isso. Há um tempo para fazer sexo (1) e há um tempo para se abster do sexo (2). Tanto o fazer quanto o não fazer devem ser feitos com muita consciência, muita presença.

O sexo é um caminho espiritual, vale a pena percorrê-lo
Tantra arcano Rei de Espadas: a “segurança” do sexo machista idealizado pela cultura patriarcal.

Assim, após o fazer e o não fazer surgirá um terceiro elemento (3) que independe da tua vontade. Você será jogado (a) num vácuo de transcendência (pequena iluminação). É nesta terceira ponta do triângulo que acontece a lucidez, a clareza, a percepção, a libertação, o divino… O fazer e o se abster (dualidade) são importantes para que você seja jogado (a) além da dualidade. Esse é o passo a passo de que falei anteriormente. A libertação é gradativa, a iluminação é gradativa, assim como uma jornada cumprida é o resultado de todos os passos que foram dados para concretizá-la.

Joel Munhoz (Elóy)

No Sexo Tântrico O Homem Precisa Aprender Com A Mulher A Ser Água

A mulher é a grande iniciadora no tantra. O seu elemento correspondente é a Água enquanto o homem corresponde ao elemento Fogo. É por isso que no sexo profano comum o homem é muito afoito, logo quer penetrar e ejacular. A mulher precisa de mais tempo para ter a sua vagina lubrificada e pronta pra penetração. Por isso as carícias preliminares são tão importantes. E aí, homem varão macho alfa, tu estás preparado para ser um homem mais inteiro e mais verdadeiro? Porque fomos educados nesta cultura patriarcal a sermos o fodão e acabamos por não sermos fodão porra nenhuma. Você acha que ser fodão é meter numa vagina fria e seca e ejacular após no máximo 5 minutos de penetração? A mulher nem ficou pronta pro sexo e você já gozou. Aí ninguém pode ser feliz, nem você nem ela.

No sexo tântrico o homem precisa aprender com a mulher a ser água
A mulher por cima durante a penetração pode facilitar o arrefecimento do ímpeto masculino. Ela pode controlar os movimentos e fazer com que a relação seja mais duradoura e prazerosa, evitando inclusive a ejaculação precoce. É uma boa posição para o homem aprender a ser água. O mesmo vale para as relações gays masculinas com o homem passivo por cima.

O mesmo ocorre nos relacionamentos homoafetivos, predominantemente, é claro, entre os homens, já que as mulheres gays ou bissexuais se compreendem mutuamente. No relacionamento gay masculino o homem que penetra é o masculino e o homem que é penetrado é o feminino. Assim, o homem ativo é fogo e o homem passivo é água. Da mesma forma, nos relacionamentos gays femininos, a mulher ativa é fogo e a mulher passiva é água. O fogo é um elemento masculino, ativo, volátil, sua orientação é para cima. A água é um elemento feminino, passivo, denso, sua orientação é para baixo. No sexo comum o fogo não se mistura com a água. No sexo tântrico há uma mistura, uma alquimia porreta.

No sexo tântrico o homem precisa aprender com a mulher a ser água
Tantra arcano 11 A Força: a dama e o leão. A sutileza da força feminina. Ela domina a fera – tesão sexual – não com violência, mas com sutileza e principalmente compreensão, consciência.

O fogo está sempre pronto. A água demora um certo tempo para ser aquecida. O seu ponto de ebulição é de 100º centígrados ao nível do mar. A água tem o poder de arrefecer o ímpeto do fogo. Em demasia pode apagar o fogo, mas na dose certa é uma delícia. O homem que se deixa tocar pelos mistérios da água pode aprender coisas incríveis, delícias e mais delícias… Assim, o seu fogo se tornará positivo, servirá para aquecer a água até chegar no seu ponto de fervura. Nada mais frustrante e brochante do que o fogo para um lado e a água para o outro. Nada mais extasiante e excitante do que o fogo e a água se misturando numa dança erótica sagrada. Esta alquimia é o sexo tântrico. Somente assim o homem pode se aprofundar nos mistérios femininos (Shakti/Ísis) e a mulher nos mistérios masculinos (Shiva/Osíris)

Joel Munhoz (Elóy)

Masturbação Masculina E Energia Vital – O Que Diz O Tantra

Masturbação masculina, em pleno século 21, ainda é um assunto complicado para muita gente boa. O que tem de homem teorizando e ideologizando a velha bronha não está no gibi. São religiões, ideologias e filosofias detonando com as cabeças, com os corpos e consciências. Muitos homens se privam da masturbação com medo do fogo do inferno, de ficarem sem energia, e pelas mais várias razões. O fato é que a natureza é mais forte e, lá pelas tantas, o cara não aguenta mais e se masturba. Aí bate a culpa, a vergonha e a sensação de fracasso por não ter tido força para dominar-se.

No outro extremo se encontram os punheteiros inveterados. Para esses a única coisa que importa é o alívio da tensão. Usam a masturbação para relaxarem das tensões do dia a dia. E dá-lhe punheta! Diz Paracelso que a diferença entre o veneno e o remédio se encontra na dose. Assim, os extremos para mais e para menos são prejudiciais. O que diz o tantra? Bueno, para complicar ainda mais há alguns tântricos recomendando que o sujeito deve se masturbar sem ejacular. Eu, como não me prendo a nenhum ensinamento que não tenha passado pela prova da minha experiência, digo que não é bem assim. Confere aí no vídeo! Valeu!

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Onde Está A Proteção Contra O Coronavírus

E que tal o coronavírus, hein… Revolucionando a tudo e a todos! Chegou pra ficar? Certamente que sim, é mais um vírus com quem conviveremos, juntamente com tantos e tantos vírus ao longo da nossa história humana. Este é o tal de Covid-19, um novo coronavírus. E aí, como vai você, com tantas informações de tudo que é lado?! Fica em casa, não fica em casa, confinamento vertical, confinamento horizontal… Olha, por via das dúvidas, vou ficando em casa, afinal sou do grupo de risco, já no grupo dos idosos hehe. Tenho 61 anos na cronologia, apesar de me sentir com 40 anos na biologia. Mas, se o que vale é a cronologia, vamos lá…

O fato é que este vírus está botando fogo na cola de muita gente boa, está nos fazendo ver que não somos porra nenhuma. As pessoas andam com o organismo muito frágil, imunidade lá embaixo. A população mais carente não só é desnutrida como vive em condições péssimas de higiene, sem saneamento, sem esgoto, aglomerados em pequenos espaços. A população classe média e alta, que tem acesso a maior variedade de alimentos, também não se alimenta bem. Ingerem muitos alimentos processados, industrializados, cheios de conservantes, glutamato monossódico, xarope de milho, e por aí vai… São alimentos de mentirinha que, além de não terem os nutrientes necessários ao organismo, vão empanturrando o infeliz de metais pesados e outras substâncias que promovem muito mais a doença do que a saúde.

Onde está a proteção contra o coronavírus
Tantras arcanos 11 A FORÇA e 6 OS AMANTES

Acrescente-se a isso a pouca ingestão de água de boa qualidade, as horas de sono reparador deficientes e a pouca exposição ao sol cujos raios UVB são vitais para a produção de vitamina D3, um hormônio, responsável por cerca de 10% do genoma humano. Além das doenças físicas também as doenças psíquicas geradas pelo estresse excessivo, pela ansiedade, pela depressão, etc., todas elas colaborando consideravelmente para que o sistema imunológico se torne cada vez mais debilitado. Aí vem qualquer vírus e faz a festa, encontrando o terreno fértil para que possa vingar e detonar o seu potencial destruidor.

Entretanto, como tudo tem o seu lado bom, o Covid-19 não foge à regra. Com o seu lado ruim de mortos e feridos, vem também muitos aprendizados tanto a nível individual como coletivo. Um deles é o fato de fazermos as pazes com a mãe Natureza. Nos distanciamos muito dela no nosso processo civilizatório. O nosso ego cresceu muito, está se achando o rei da cocada preta. Parece que estamos à parte da Natureza e podemos fazer com ela o que bem entendermos. Mas não é bem assim, o furo é mais embaixo… Somos a própria Natureza no que ela tem de mais complexo. Todo mal que fazemos a ela estamos fazendo a nós próprios, pois nós e a Natureza somos Um. O vídeo abaixo trata sobre isso. A proteção contra o coronavírus e todos os outros vírus se encontra no nosso pulsar com a Natureza num só coração.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

8 De Ouros – Qual É A Fonte Do Equilíbrio?

O 8 DE OUROS apareceu por aqui. Mazah, 8 DE OUROS!! Como está, amigo? – Vou bem, coisa e tal… E você? Mais ou menos, só um pouco desequilibrado hehe… Afinal, o 8 é o número do equilíbrio!! Equilíbrio dos mundos, diz a Cabala. Amigo 8 DE OUROS, diz aí: Qual é a fonte do equilíbrio? Opa, me surpreendi comigo mesmo ao fazer tal pergunta.! Brotou da barriga e não da cabeça. Pergunta foda! Dizem que o certo é fazer a pergunta certa. Não ansiar pela resposta, não esperar pela resposta, mas sim, fazer a pergunta correta.

8 de ouros - qual é a fonte do equilíbrio?

Você anda buscando por respostas? Anda por aí tentando resolver problemas? Pois saiba que a vida não se trata de um problema a ser resolvido. A vida é para ser degustada a cada passo no caminho. A vida é um profundo mistério que mexe com cada fibra do nosso ser. Não tente entender a vida, apenas viva o máximo que você puder, o seu mistério. O tantra arcano 8 DE OUROS nos disponibiliza este aprendizado a cada momento. O andar é sinuoso como a grafia do 8 e o deslocar-se da serpente. Para avançar ela se move para um lado e para o outro.

8 de ouros - qual é a fonte do equilíbrio?
Tantra arcano 8 de Ouros, a paciência, a perseverança no caminho. É melhor um passo certo do que mil passos incertos.

Este é o segredo do equilíbrio: andar para um lado e para o outro. Quem escolhe apenas um lado acaba se tornando radical e extremista. Se o equilibrista no arame pender só para um lado a sua queda é certa. O seu caminhar deve ser ora para um lado, ora para o outro. É tenso, na medida certa. Não pode haver tensão demais nem de menos. A sua consciência deve estar no aqui e agora, totalmente alerta. Qualquer descuido ou distração pode causar a sua queda. A mente deve estar junto ao corpo, não pode sair divagando por aí… E, se ela divagar, é só trazê-la de volta.

Qual é a fonte do equilíbrio? Ora, só pode ser o aqui e agora. A resposta surgiu de maneira clara. O equilíbrio não pode ser planejado, não pode ser uma estratégia. O equilíbrio só pode surgir do agora, do ventre da mãe Existência. Tem um tal de equilíbrio que é ensinado pelos bons costumes, pelas boas maneiras, pela moral social e religiosa, pelo politicamente correto, pela psicologia. Todavia, isto não é equilíbrio, é apenas condicionamento. Todo comportamento programado não passa de condicionamento e de prisão a uma determinada caixa do sistema.

8 de ouros - qual é a fonte do equilíbrio?

Você não pode treinar o equilíbrio diretamente, mas você pode treinar para ter equilíbrio. O treinamento para isto são as várias técnicas de meditação disponíveis no tantra que podem jogar você no seu centro vital. Somente quando você está centrado é que você pode estar em equilíbrio ou vivenciar o equilíbrio. O equilíbrio, portanto, é um subproduto do centramento. E, quando você está centrado, você está totalmente no aqui e agora… e vice versa. O 8 DE OUROS estimula a paciência, a perseverança, a construção do caminho, a atenção em cada passo… a valorização de cada transformação por menor que ela seja. E, aos poucos você vai descobrindo que o caminho e o destino são a mesma coisa.

Profano Sagrado Iluminação Relacionamentos Ás De Paus Casa 7

Acabou a farra… Como saber? Saber o que, afinal? Saber o momento de terminar a farra, ora! Que farra? Olha, farras existem muitas. Tem a farra do boi, a farra da propina, a farra da gandaia, a farra que vai à forra… Mas vamos falar aqui, bem de pertinho, no pé da orelha, da farra da foda, do sexo, da trepada…, ainda tão julgada e criticada. Tem gente que nem trepa só para evitar confusões e maledicências. Ou, pelo menos, faz de tudo para aparentar que não trepa. Estes, via de regra, são os que mais criticam ou sentam o pau nas trepadas dos outros. Claro, também pudera, não sentam no pau nem o pau recebe sentada, então precisam sentar o pau nos outros através da língua ferina… que também não é usada para motivos mais nobres como, por exemplo, lamber e chupar buceta ou lamber e chupar piroca.

Mas como? Um cara que se diz tântrico como pode usar um linguajar desses, tão chulo e beirando o pornográfico? Sexo tântrico não é sexo sagrado? Pois é, meu amigo e minha amiga que pensam assim… Acontece que eu não sou nem um pouco sagrado. Sou profano pra caralho. Sou totalmente profano. Ainda tenho desejos, fantasias e fetiches. Mas quem não os tem? Afinal, ainda não me iluminei totalmente. Algumas áreas do meu inconsciente já se tornaram conscientes, mas tem outras que ainda jazem na escuridão. Enquanto isso eu preciso viver; não vou me tornar padre ou me reprimir de outra forma só porque não me tornei totalmente iluminado. Lembremos que a iluminação é todo o caminho para a iluminação.

Profano sagrado iluminação relacionamentos ás de paus casa 7Vamos aprofundar no sentido desta frase: a iluminação é todo o caminho para a iluminação. Isso quer dizer que devemos ser iluminados mesmo ainda não sendo ou forçar uma iluminação que ainda não alcançamos ou que ainda não despertou em nós? Certamente que não, pois que raios de iluminação seria esta? Não passaria de uma enorme falsidade; antes de mais nada estaríamos mentindo para nós mesmos. De acordo com a minha compreensão é valorizarmos o tanto de iluminação que já aconteceu conosco. Pode ser uma iluminação pequenininha kkkkkkk, uma pequena luzinha… porém, deve ser valorizada. Por outro lado não devemos valorizar a escuridão que ainda não foi iluminada. Veja bem, não devemos valorizar nem negar.

Negar a escuridão faz com que a escuridão seja valorizada e, por conseguinte, se fortaleça. Aceite a escuridão, o profano, a pornografia, o erótico, as fantasias… não os negue, pelo amor da deusa hehehe… Não fuja da batalha, escolha viver os teus desejos, as tuas fantasias porque se você não escolher você será escolhido por eles. Escolha com todo o teu ser. Diga para você mesmo (a): escolho viver os meus desejos e fantasias sexuais intensa e totalmente, escolho ir fundo neles, com todos os sentidos bem abertos. Isso é estar consciente. Isso é vivenciar com consciência. O tantra arcano ÁS DE PAUS na casa 7 (Libra) irá nos auxiliar nesta compreensão.

Profano sagrado iluminação relacionamaentos ás de paus casa 7ÁS DE PAUS é força total. Toda a força que se tem dirigida para um só ponto. É força física, psicológica, emocional e espiritual. Lembremos que o naipe de PAUS reúne em si a energia de todos os naipes. A casa 7 é onde acontece o relacionamento com o outro, os outros… Antes de se preocupar com a opinião dos outros, ocupe-se com você mesmo (a). Quais são as tuas necessidades, quais são os teus desejos? Viu? Tem bastante, não tem? E quem não os tem? Sossegue, portanto. Você não é o (a) único (a). Todas as criaturas têm lá os seus desejos, as suas necessidades e as suas fantasias. E ninguém é alguém para atirar a primeira pedra. Diz o ditado que de perto ninguém é normal.

Nossa sexualidade é muito complexa porque a nossa sociedade ainda é muito castradora, repressora… Ainda somos estimulados e condicionados a termos um comportamento sexual dentro da média, do normal, dentro de padrões que datam de milênios, sempre nos cânones do patriarcado, do machismo… Externamente podemos ser muito civilizados, mas por dentro somos trogloditas. Tenho minhas dúvidas se os trogloditas não eram mais espontâneos… Se a nossa sociedade fosse mais natural em relação ao sexo certamente que a nossa sexualidade não seria tão complexa assim. Mas, infelizmente não é assim.

Profano sagrado iluminação relacionamentos ás de paus casa 7Na casa 7 acontecem os relacionamentos baseados no compromisso e não no amor. Os casamentos são um exemplo disso. Em quantos casamentos o amor é o que realmente une o casal? O que mantém a maioria dos casamentos é o apego, o comodismo, o conformismo, os interesses, etc.; menos o amor. E o interesse sexual? Também já foi pro saco. E ninguém libera o outro para se relacionar sexualmente com outra pessoa… Quem é que inventou a regra que o sexo só pode ser praticado por duas pessoas até que a morte os separe? Os sacanas e hipócritas dos patriarcas que hoje posam de bons moços para que as suas esposas sejam só deles enquanto que eles se refestelam com outras moçoilas e moçoilos às escondidas… O sexo é uma brincadeira biológica e pode ser praticado com quantas pessoas se queira ou se tenha desejo em praticar. Ou também somente entre duas pessoas enquanto o desejo durar.

Profano sagrado iluminação relacionamentos ás de paus casa 7Não estou aqui pregando a promiscuidade. Ser promíscuo é compulsão. O (a) promíscuo (a) pratica o sexo pelo sexo, não tem nenhum comprometimento com afetividade e humanidade. O negócio dele (a) é a quantidade de parceiros. A cultura machista é pródiga em promiscuidade. E muitas mulheres, para se igualarem aos homens, se tornaram também machistas. Relacionamento é momento. Depende do seu momento de consciência ou inconsciência, de crescimento ou de estagnação. Se você se torna mais consciente o seu relacionamento também ganhará mais luz. Se você cresce o seu relacionamento também crescerá em consciência, em maturidade, em felicidade… Não há fórmula para nenhum relacionamento. O ÁS DE PAUS na casa 7 diz que tudo está aberto, não só os relacionamentos abertos, mas também os fechados na fidelidade muitas vezes de fachada, forçada e hipócrita.

Profano sagrado iluminação relacionamentos ás de paus casa 7Cada relacionamento é único. O que se contratou no altar, nos templos, não serve para o resto da vida. Se prender a juramentos é abdicar de crescer e de ser feliz. E, principalmente, de amar porque o amor é um movimento e não uma instituição. O amor não está preso a nenhuma cultura, ele é um fenômeno do coração e não da cabeça. Ouse, faça diferente, discuta com o (a) teu (a) parceiro (a) uma forma cada vez melhor, mais sincera e honesta de se relacionar. Nunca se acomode. O amor é um rio e não uma poça d’água estagnada. Se jogue nas experiências… Fantasias? Fetiches? Novos parceiros sexuais? Swing? Relacionamento aberto? Poligamia? Seja o que for, tudo é bom desde que seja consensual. Jamais force o (a) parceiro (a) a fazer algo que ele (a) não gosta. A felicidade implica numa desconstrução do antigo para que o novo esteja sempre surgindo aqui e agora.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Praticar O Tantra No Tarô, Palavra Cabalística, Trimurti Hindu

Galera, a vida, na sua manifestação, é dual, mas na sua essência é una. Tudo o que está manifesto no plano terreno obedece à lei da dualidade. Negar isto é negar a própria vida natural, é viver num mundo de fantasia. No Tarô podemos perceber isto claramente. Toda a sua estrutura é construída sobre a dualidade assim como a vida “nasce” com o raiar do dia e “morre” quando chega a noite. No símbolo do Tao chinês – yin e yang – os opostos estão em constante complementaridade. No Tantra, Shiva e Shakti estão sempre dialogando e dançando na sua criação de vida pelo universo afora… No esquema dos chakras e da kundalini há uma interligação, uma interdependência, entre as energias masculina e feminina ao longo da coluna vertebral: o nadi masculino (Sol) Pingala com o nadi feminino (Lua) Ida. Sushumna (Fogo) é o nadi central que representa o casamento alquímico entre Ida e Pingala (equilíbrio, caminho do meio).

Praticar o tantra no tarô, palavra cabalística, trimurti hinduPraticar o tantra contido no Tarô é aprimorar cada vez mais o casamento alquímico ou equilíbrio entre os opostos no próprio ser. E a fórmula básica é a palavra sagrada cabalística Iod-He-Vau-He ou a trimurti hindu Brahma-Vishnu-Shiva-Shakti. Praticar este mantra através de diversas canções e melodias (poder do som primordial) e da visualização com sentimento de 4 cartas tiradas “ao acaso” (poder da imaginação/magia em ação) é o que venho explicando ao longo dos vídeos no meu canal YouTube “Joel Munhoz Tarô Tântrico“. Acessa lá para se aprofundar mais e, se o coração disser, dá um like para ajudar o nosso canal, se inscreve no canal, ativa o sininho para receber todos os vídeos no teu email, comenta, compartilha… Desde já agradeço.

Praticar o tantra no tarô, palavra cabalística, trimurti hinduIod-He-Vau-He ou Brahma-Vishnu-Shiva-Shakti é a vivência da DUALIDADE com totalidade e a sua consequente neutralização na TERCEIRA PONTA (retorno à unidade), e mais o 4º e mais misterioso elemento que é a vivência ou dinâmica – no mundo – do TRIÂNGULO, ou equilíbrio/casamento alquímico recém concretizado. É uma técnica de meditação poderosa que movimenta todas as energias do microcosmos homem/mulher apontando para um equilíbrio/iluminação cada vez maior.

Vejamos algumas correspondências dos tantras arcanos do Tarô com o ternário/quaternário ou TETRAGRAMA:

Praticar o tantra no tarô, palavra cabalística, trimurti hindu– Arcano 1 O MAGO: Iod/Brahma

– Arcano 2 A PAPISA: He/Vishnu

– Arcano 3 A IMPERATRIZ: Vau/Shiva

Aqui temos o primeiro triângulo/equilíbrio/casamento alquímico/iluminação. Mas, para ele ser colocado em prática é necessário o misterioso 4º elemento ou quaternário ou TETRAGRAMA: o 2º He/Shakti – Feminino Primordial Ancestral Selvagem Sagrado. Afinal, o deus sem a deusa não tem poder nenhum. Lembremos que o Deus (deva) é a consciência e a Deusa (devi) é a materialização.

Assim,

-Arcano 4 O IMPERADOR: 2º He/Shakti. É O Imperador que leva o mundo recém materializado da Imperatriz adiante. Ele expande o império (civilização) nos planos físico, psicológico, emocional e espiritual, o que veremos mais adiante nos naipes dos arcanos menores: Físico (Ouros); Psicológico (Espadas); Emocional (Copas); Espiritual (Paus). O Imperador é morte e renascimento, é a transcendência de um mundo para outro, de um nível de consciência para outro, é o movimento da vida em todos os reinos da criação. Não é à toa que O Imperador é a redução do tantra arcano 13 A Morte (1+3=4) e do tantra arcano 22 O Mundo (2+2=4). É uma pequena iluminação (satori) se expandindo para uma iluminação cada vez mais ampla.

O Imperador conclui um mundo e começa outro; morre para um mundo e nasce para outro. Assim, o próximo triângulo/ternário terá o tantra arcano 4 O Imperador no início como Iod/Brahma. Lembremos que O Imperador está no FIM e está no COMEÇO. O próximo triângulo/mundo/consciência será assim constituído:

Praticar o tantra no tarô, palavra cabalística, trimurti hindu-Arcano 4 O IMPERADOR: Iod/Brahma

-Arcano 5 O HIEROFANTE: He/Vishnu

-Arcano 6 OS AMANTES: Vau/Shiva

-Arcano 7 O CARRO: 2º He/Shakti, e Iod/Brahma do triângulo/mundo/consciência seguinte.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Sexo Tântrico, Você Sabe O Que É?

 

Sexo tântrico? Você sabe o que é? Já ouviu falar? Já leu a respeito? Existem muitos artigos sobre o tema na internet. Acho que também posso dar o meu pitaco baseado na minha experiência pessoal e nos meus atendimentos com massagem tarotântrica. Bueno, vamos começar pela ideia de sexo sagrado. Sim, o sexo é profano e sagrado e, no fundo, o profano também é sagrado. O problema surge com a noção que as pessoas têm do sagrado ou do que significa esta palavra. Para a Igreja o sagrado está separado do profano, o divino está separado do pecador. Assim, sem querer, já que o nosso inconsciente está repleto de dogmas religiosos, acabamos também por separar o sexo tântrico do sexo comum, ordinário.

Sexo tântrico, você sabe o que é?A exclusão é não tântrica, a inclusão é tântrica. A separação é o pecado. Podemos realizar grandes rituais seguindo orientações de gurus, praticando regras e mais regras, por exemplo: ter só um (a) parceiro (a) para o sexo, para o amor… O sexo tântrico somente pode acontecer entre um homem e uma mulher… homo e outras variações, orientações, identidades de gênero, estão fora…  sexo anal também não pode… ou tem que ser somente numa posição tal… e outras tantas regras que se vê por aí… Ora, a princípio, o tantra é contra as regras e a favor da espontaneidade. É claro que, por termos nos desviado tanto do natural, precisamos aprender novamente o que é natural. Daí, alguns exercícios, meditações, são necessários para recuperarmos a naturalidade do sexo. Porém, no momento em que o exercício cumpriu o seu papel, descarte-se dele. Ou… se uma técnica de meditação não surte efeito, que parta-se para outra…

Sexo tântrico, você sabe o que é?Assim, o tantra começa pelo começo, sempre. Você deve, então, começar de onde você está. As pessoas têm situações de vida diferentes, idades diferentes, orientações sexuais diferentes – mesmo os hetero são diferentes nas suas necessidades e desejos. Uns têm mais poder aquisitivo, outros têm menos. Estudos mostram que as relações monogâmicas acontecem mais entre as pessoas pobres. Os ricos têm mais condições de serem poligâmicos, ao menos poligâmicos sequenciais. Uns têm parceiros fixos, outros não… uns são casados… outros separados… outros solteiros… outros tico tico no fubá… E, independente disso tudo, cada qual carrega os seus traumas e karmas com relação ao outro, aos relacionamentos em geral.

Sexo tântrico, você sabe o que é?Não é mole, né… O sexo que praticamos é muito mais mental do que corporal, biológico ou espiritual. Há um montão de fantasias e fetiches na mente humana. Então, se começa por aí… Muitos não têm condições de colocar em prática as suas fantasias e fetiches… Vamos colocar isso pra fora… Num espaço terapêutico isso pode ser feito com segurança, com a orientação do (a) terapeuta. Ao mesmo tempo em que se coloca o lixo sexual pra fora, vamos trazendo a consciência para espaços mais saudáveis de sexualidade… O foco da energia sexual normalmente está localizado somente nos genitais. E na cabeça, pois a mente está cheia de fantasias e desejos…

Sexo tântrico, você sabe o que é?Vamos mergulhando no profano para resgatar o sagrado, para trazer mais consciência ao sexo. Sexo tântrico é para dissolver a repressão, não para reprimir mais ainda. E cada pessoa deve descobrir a sua própria forma, o seu próprio equilíbrio. Tantra não tem fórmulas prontas para todos.  O mais importante é a consciência. O estado de alerta se expandindo cada vez mais… As formas como você se relaciona não importam… se sozinho (a) com você mesmo (a), se com o (a) parceiro (a) ou parceiros (as), o que importa é o quanto de consciência você está colocando no ato sexual. É bom lembrar que não estou incentivando aqui nenhuma ação sexual que viole os direitos de outrem ou que seja crime. Faça tudo o que você deseja desde que seja de maneira consensual com o outro, entre pessoas adultas maiores de idade, dentro da lei.

Sexo tântrico, você sabe o que é?Tantra é autenticidade. Na real, na real mesmo, somente pessoas iluminadas podem praticar o sexo tântrico na sua inteireza. Nós, que ainda estamos no caminho, somos apenas aprendizes do sexo tântrico.  E isto já é uma grande coisa, quando despertamos para este sublime aprendizado. Assim, não force uma atitude iluminada que você ainda não alcançou. A emenda será pior do que o soneto porque você estará sendo falso consigo mesmo e com o (a) parceiro (a). É muito mais tântrico praticar uma fantasia ou um fetiche (profano) com autenticidade e consciência do que ter práticas “sagradas” que ainda não passam de teorias e ideais contidos na sua cabeça.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da Entrega

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos. Hoje quero falar com você sobre o que é tantra, o que não é tantra… enfim… Há muita confusão na área, o que é, de certa forma, natural. Não nos tornamos tântricos da noite para o dia, em cursos ou grupos de fim de semana, ou seja de que período for, de 1 mês, 2 meses… Não que eu seja contrário a grupos, isto também é importante no caminho tântrico. O que eu quero deixar bem claro é que você não se torna tântrico (a) porque ganhou um diploma de conclusão de curso. Tantra é a prática da vida a cada momento. É a teia da vida que acontece a cada momento, a cada minuto, a cada hora, a cada dia… ad infinitum… Não tem nada a ver com religião nem filosofia. É você se colocar em harmonia com essa sinfonia cósmica que só acontece agora, em qualquer lugar que você esteja.

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos a ciência da transformação da mente

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da EntregaE como se faz isso? Como eu disse antes, praticando… tantra é prática, é técnica, é ciência. É a ciência da transformação da mente que nos leva além dela. É ciência subjetiva que nos possibilita investigar e aprofundar cada vez mais o nosso universo interior. Saiu aqui como inspiração para este post o tantra arcano menor 8 de Ouros na casa 5 (Leão). Um arcano da carta 8 A Justiça no plano físico – Ouros. O caminho do meio de que tanto Buda falava… É o fio da navalha. Mas para você andar no fio da navalha, você precisa, umas vezes, enveredar para a esquerda e, outras vezes, para a direita. Somente vivendo os opostos – com intensidade – você chegará ao equilíbrio. Porém, esse equilíbrio, novamente será perdido e você será lançado de novo ao plano da dualidade. Terá que vivenciá-la novamente para que, em algum outro momento, você chegue ao equilíbrio novamente.

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos pequenas iluminações

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da EntregaE este processo se repetirá tantas vezes quantas forem necessárias até você encontrar o equilíbrio final, a realização, a iluminação total. Por isso, tantra é o caminho da iluminação, pois você vai vivenciando pequenas iluminações até atingir a iluminação total. Você deve começar de onde você está, sem nenhum ideal a ser atingido, nenhuma meta… Por isso, o naipe de Ouros. Ouros é o naipe mais baixo, mais inferior, mais denso… Corresponde ao plano físico, material, sensual, ao corpo físico. O 8 é sinuoso como o caminhar de uma serpente, ou de duas serpentes. Assim deve ser o seu caminhar. Um pouco para a esquerda, um pouco para a direita… No meio, onde os dois caminhos se encontram, está o equilíbrio. Você ainda não é um (a) iluminado (a), então não se comporte como se fosse um (a). Isso será falso e reforçará ainda mais o seu ego, lhe distanciando da iluminação.

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos viva o ego e o não ego

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da EntregaVocê tem um ego, não é mesmo? Ele ainda domina a sua vida fazendo-o (a) pensar que ele é a sua verdadeira identidade… Assim, reconheça isso, não tente fugir deste fato ou lutar contra o ego para dominá-lo. A fuga ou a luta somente reforça o ego. Em alguns momentos viva o ego totalmente, em outros momentos viva o “não ego” totalmente. Precisamos viver os dois lados da moeda para deixarmos de ser metade. O ser inteiro vive tudo o que a vida lhe traz, e o ego também faz parte dela, assim como também o “não ego”. O ego é o caminho da vontade, da luta, da briga, da conquista, da competição, do masculino, da autoimagem, da reputação, do status social, do poder, do sexo compulsivo, dos pecados, do profano, da pornografia, da putaria, da sacanagem… O “não ego” é o caminho da entrega, da aceitação, do amor, da meditação, do aconchego, da passividade, da cooperação, do feminino, da não preocupação com reputação, do sexo maduro e consciente, do sagrado, da confiança total na vida.

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos você é pecador você é sagrado

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da EntregaViva os dois – yin e yang, feminino e masculino, shiva e shakti – viva a dualidade, o mais intensamente que você puder. Em um momento você é pecador, profano… em outro momento você é santo, sagrado… Em um momento você é sério, em outro momento você é bem humorado. Em um momento você é triste, em outro momento você é alegre. Em um momento você é combativo, em outro momento você é afetuoso.  Em um momento você se interessa por assuntos profundos, em outro momento você curte coisas supérfluas. Em um momento você é tolo, em outro momento você é sábio. Vivendo tudo o que a vida traz, sem nada rejeitar, você vai, aos poucos, descobrindo o seu próprio equilíbrio. O equilíbrio é o resultado natural – a terceira ponta do sagrado triângulo – da vivência dos opostos.

Tarô tântrico tantra vivência dos opostos o caminho do coração

Tantra Vivência Dos Opostos Caminho Da Vontade E Da EntregaSe você não vive os opostos, você não passa de um ser pela metade, de alguém meia-boca no linguajar popular. Ou você é triste ou você é alegre; ou você é sensual ou você é espiritual. Sempre a outra metade estará faltando, você nunca será completo (a). Aí você terá que forçar um equilíbrio que não existe, que não surgiu naturalmente do seu ser. Tantra é o caminho do coração. A mente é exclusiva, está sempre separando tudo. O coração é inclusivo, como se diz popularmente: no coração de mãe sempre há lugar pra mais um… A casa 5 (Leão) é a casa do coração, da brincadeira, dos jogos, da criança, dos filhos, da criança interior, dos relacionamentos por amor, da autenticidade. Viva totalmente e você viverá através do coração. O coração absorverá a sua mente e somente assim você poderá ter, de fato, uma mente brilhante. Do contrário, a sua mente será fria e só produzirá divisão, conflito e desarmonia.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)

Equilíbrio Natural Cósmico E Equilíbrio Idealizado Pela Mente

Quando teu equilíbrio é estraçalhado. 8 de Espadas é barra. Barra pesada. Quem nunca sentiu um 8 de Espadas nos cornos não sabe do que estou falando… Mas, pensando bem, quem é que já não passou pela provação do 8 de Espadas? Quem nunca sentiu a sua mão pesada? Todos nós, mais cedo ou mais tarde nas nossas vidas, passaremos pelo fogo, ou melhor, pela espada do 8 de Espadas. Ele atinge diretamente o teu equilíbrio ou senso de equilíbrio. Na grande maioria das vezes o equilíbrio que buscamos não é de fato o equilíbrio verdadeiro e natural (cósmico, universal), e sim um equilíbrio idealizado pela mente. Pois é esse equilíbrio idealizado pela mente que o 8 de Espadas atinge em cheio.

Somente recuperamos o equilíbrio natural e cósmico quando o equilíbrio ditado pela mente/ego é estraçalhado. É por isso que nesses momentos nos sentimos estranhos. Somos assaltados por sentimentos dos mais variados. Lembramos de fatos e pessoas que julgávamos totalmente esquecidos no passado. Melancolia, tristeza, nostalgia, frustração por ter feito errado ou por não ter feito o que deveria ser feito… Tudo isso vem como uma avalanche. Somos chacoalhados de todas as formas. Mas o interessante é que não ficamos para baixo com tudo isso, com todos esses sentimentos “negativos”. Apesar do medo que faz vibrar cada fibra do nosso ser, nos sentimos mais vivos, mais conscientes.

Quando teu equilíbrio é estraçalhado controle falso deve ser perdido aproveite o processo de transformação

Quando teu equilíbrio é estraçalhado 8 de espadas no centro O LoucoO nosso convívio social também se torna delicado. Nos decepcionamos mais com as pessoas do nosso círculo familiar, de amizade… A atividade profissional fica sem graça. A noção do tempo começa a se modificar. Nos sentimos mais confusos , mais inseguros, mais desgarrados, mais perdidos no espaço, mais líquidos… Os valores sociais, religiosos, morais, culturais, que tínhamos como referência começam a desmoronar. Ao mesmo tempo em que sentimos medo uma estranha coragem também está presente. Somos capazes de enfrentar o mundo inteiro para defender a nossa verdade.

É importante estarmos cientes de tudo isso para não sabotarmos o processo de libertação, de transformação. Almejamos tanto por essa transformação, mas a mente/ego é tão ardilosa que pode sabotar o processo. Ela poderá sussurrar para você: você está doente, você está correndo perigo, você pode ficar louco, você precisa retomar novamente o controle da sua vida. Acontece que esse controle falso (porque controla você) é que deve ser perdido, estraçalhado. Então deixe fluir… Aproveite o processo de transformação. Flua nele. Tenha medo e vá em frente, como diz Roberto Shinyashiki. Se permita sentir o que está vindo… E permaneça alerta, apenas observando. Não interfira. Apenas observe de fora. O processo todo está acontecendo, mas você (a testemunha, sua consciência) apenas observa. Lentamente você será jogado para o seu centro (sefira do tantra arcano 21 O Louco – elemento Fogo). No centro do seu ser você estará no centro do universo e, então, tudo será novo na sua vida.

Joel Munhoz Tarô Tântrico

(Elóy)