Amar O Corpo É Descobrir Os Segredos Da Natureza

Tu gostas do teu corpo? Já fizeste amor com o teu corpo? Infelizmente o nosso corpo é muito desprezado e, quando é valorizado, esse valor acontece somente a nível exterior. A maioria das pessoas anseia por ter um corpo bonito, só por fora… Por dentro, aí são outros quinhentos… Às vezes o corpo é bonito por fora (na juventude), mas não é saudável; às vezes as pessoas são atletas, mas não têm corpos saudáveis. Nosso corpo é o que temos de mais concreto, como então não cuidar dele? O teu corpo precisa estar em boas condições para que tu possas fazer todas as outras coisas que tu desejas fazer na vida. É como cuidar do teu carro. Se tu não cuidas direito dele ele estará sempre dando pane e te deixando a pé. E tem gente que cuida muito mais do carro do que do próprio corpo… Bueno, tem louco pra tudo, cada um com a sua loucura – eu também tenho a minha – mas o importante é fazermos da nossa loucura uma coisa legal e gostosa, uma loucura deliciosa ou uma delícia de loucura.

Amar o corpo é descobrir os segredos da natureza

Fala-se muito por aí que precisamos nos amar. Ama a ti mesmo, porque se não amares a ti mesmo como poderás amar o teu semelhante? Pois então… precisamos começar a amar o nosso corpo. Cada um tem o corpo que merece ter. Quando eu era jovem eu não aceitava o meu corpo. Queria ser mais alto e mais forte. Mais forte eu consegui me tornar (sem exagero), abaixo de musculação, até porque eu era franzino quando adolescente. Porém, mais alto não tem jeito, né… Hoje aceito meu corpo de boas… E me sinto mais saudável hoje (do alto dos meus 62 anos) do que na minha juventude. Com o meu trabalho com o Tarô Tântrico venho me aprofundando no meu corpo. Cada mergulho no corpo é uma aventura. Sempre descubro mares nunca dantes navegados, multiversos e portais transdimensionais… E como tem coisa ainda para descobrir…!!! São mundos dentro de mundos. Podemos descobrir, na prática, que o nosso corpo é, de fato, um universo em miniatura.

Amar o corpo é descobrir os segredos da natureza

O tantra arcano CAVALEIRO DE PAUS abre o peito e se joga na Vida. Quanto mais amamos o nosso corpo mais amamos a Vida. Afinal, a Vida se manifesta no seu ápice físico – no plano terreno – nos corpos humanos. Consciência corporal é igual a amor, que é igual a juventude. Não importa a nossa idade biológica e cronológica, o nosso espírito é sempre jovem. Esta percepção possibilita que as pessoas, em idade mais avançada, se sintam velhos jovens. Com certeza podemos ser saudáveis e termos qualidade de vida na velhice. Infelizmente as mais diversas culturas, salvo exceções, são contrárias ao corpo. O corpo, coitado, anda a reboque da mente. A mente quando é idolatrada se torna um ego tirano do corpo e da consciência. Uma mente só é saudável quando é amiga do corpo. O corpo possui uma inteligência fantástica: a inteligência biológica ou inteligência do instinto. Quando somos amigos e amantes do nosso corpo ele compartilha conosco os segredos da natureza.

Amar o corpo é descobrir os segredos da natureza

A inteligência instintual, animal, foi sufocada por toneladas de bugigangas intelectuais. Precisamos lembrar que a base do humano é o animal, e a base do divino é o humano. Amemos o animal, pois ele é as nossas raízes fincadas na natureza e na Existência. Sem ele nenhum intelecto é possível. Tu já imaginaste um intelecto andando sozinho por aí? Ama o teu corpo, pega o teu corpo, agarra o teu corpo. A automassagem é sensacional para despertar regiões do corpo que estão mais adormecidas. Normalmente as memórias traumáticas ficam entranhadas nas células e criam couraças emocionais nos músculos. O tantra arcano 16 A TORRE nos ajuda a colocarmos por terra a tirania da mente sobre o corpo. Compreendemos, afinal, que mente e corpo não são entidades separadas. A mente, assim como a consciência, está presente em cada célula do nosso corpo. Podemos dizer que a mente é o corpo em estado sutil, e o corpo é a mente em estado denso. E consciência é a percepção de que temos um corpo/mente, mas não somos nem o corpo nem a mente.

Joel Munhoz (Olói)

Todos Os Rituais Da Vida: Vida, Morte E Sexo

A Vida se manifesta num ritual constante e espontâneo. Tudo tem uma causa e nada acontece por acaso. Somos pequenas vidas inseridas no Todo da Grande Vida. Não tem nenhuma lógica as pequenas vidas terem objetivos diferentes da Grande Vida da qual são partes integrantes. Mas é isso o que realmente acontece quando estamos prisioneiros da tirania da mente/ego. O tantra arcano 12 O PENDURADO nos ensina a nos entregarmos totalmente para a Grande Vida, a Mãe Existência. Para isso acontecer é claro que precisamos rejeitar a “vida” artificial (fake) criada pela sociedade oriunda de um sistema matrix que mantém os seres humanos adormecidos para as verdadeiras realidades da Vida.

Todos os rituais da vida: vida, morte e sexo
Saiu na jogada mais os tantras arcanos:
– 6 de Copas: ritual da vida
– 7 de Copas: ritual da morte
– Rei de Copas: ritual do sexo

É interessante lembrar que a rendição total ao Universo não é coisa de gente fraca que não vendo mais nenhuma saída para as suas pequenas vidas resolve se render, se entregar. A rendição, a entrega, o deixar-se levar pela Vida verdadeira requer uma força e uma coragem descomunais. Lembremos que antes do tantra arcano 12 temos o tantra arcano 11 A Força. É isso mesmo, a Entrega vem depois da Força, ela somente é possível quando descobrimos que a nossa própria Força é a Força do Universo, do Divino, da Deusa, do Deus… Assim, quando estamos nos rendendo para o Divino estamos nos rendendo àquilo que somos de verdade. É quando eu me entrego para mim mesmo, é quando tu te entregas para ti mesmo.

Todos os rituais da vida: vida, morte e sexo

Aí não precisamos mais forçar nenhuma barra, podemos apenas nos deixar levar pelo ritual da Vida, da Morte e do Sexo que ocorrem naturalmente. Sim, Vida, Morte e Sexo têm tudo a ver, são interdependentes, se comem, se devoram, se retroalimentam… Quando tu entras profundamente na Vida, tu entras também na Morte e no Sexo. Viver de verdade é se arriscar a morrer. Quem não morre para o passado não pode viver no presente que é o único momento que temos. O Sexo é o motor da Vida. Negando-o tu estás também negando a Vida. Quando entramos profundamento no Sexo podemos conhecer a Vida e a Morte. Curtir o “durante” do Sexo, e não apenas o final, é curtir a Vida. O orgasmo, e não a ejaculação, é curtir a Morte. No orgasmo fluímos para fora da tirania da mente. Nesse momento somos um com o (a) parceiro (a) e com todo o Universo.

Quem Somos Nós De Verdade?

Quem somos nós? Boa pergunta!… Somos o nosso corpo, os nossos pensamentos, os nossos sentimentos, as nossas posses, os nossos títulos, a nossa posição na sociedade? Basta uma reflexão mais profunda para constatarmos que não somos nada disso. Afinal, tudo isso é externo. Tudo isso irá passar. A meditação é a ferramenta que nos permite descobrir que há um Eu interno, além do eu externo ou ego. Pois esse eu externo ou ego (mente/ego) nada mais é do que um produto social, um sonho da sociedade para cada um de nós. Observa a sociedade! Tu achas ela saudável? Bueno, eu não acho, nem um pouco. A sociedade nos faz crer que somos partes à parte do Todo, da Vida, da Existência, do Divino… e essa é a maior doença.

quem somos nós de verdade?

O tantra arcano 12 O PENDURADO é o cara que pode nos auxiliar a compreender esse tema. Olha aí o sujeito pendurado pelo pé. Posição complicadíssima. Quanto mais ele se esforça pra se soltar mais preso fica. Não há outro jeito a não ser aceitar a situação e olhar para o céu infinito. Quem sabe de lá poderá vir o socorro? Com certeza, o socorro só pode vir de dentro, do teu céu interior. Relaxa, te solta para a dificuldade, pois ela carrega em si a resposta. Não tenha pressa, não dá atenção para a mente, pois ela é ansiosa, e só mete os pés pelas mãos. Situações difíceis requerem uma atenção mais plena no momento presente e é aí – no aqui e agora – que podemos conhecer quem, de fato, somos. Relaxa e goza, como diz o ditado. Goza do momento presente, pois ele é o único que temos na vida. O passado já se foi e o futuro ainda não chegou.

quem somos nós de verdade
Aceitar a si mesmo requer que rejeitemos a sociedade.

Dá uma espiada no vídeo, pois ele está fluindo na Vida… Gratidão!

Joel Munhoz (Olói)