Vênus 10 De Paus Sensualidade Energia Reprimida

Energia de Vênus prestes a explodir. Vênus é o planeta do amor, das delícias da vida, dos prazeres, dos encontros e desencontros afetivos, das trocas amorosas… Entre outras coisas… O tantra arcano 10 de Paus é uma energia fantástica à disposição, mas que não está sendo canalizada, aproveitada, usada ou liberada. O sujeito parece que vai explodir de tanta energia, mas não consegue colocar pra fora, expressar… É terrível! Há uma vida interior fantástica, mas a vida exterior é pobre em todos os sentidos. Essa energia, nesse caso, tem a ver mais com as características de Vênus. Portanto, a energia vital reprimida tem a ver com o amor, o prazer, a sensualidade, a nutrição, as trocas emocionais, os afetos, o dinheiro, entre outras coisas típicas de Vênus.

O 10 é a totalidade do 9 mais os começos e recomeços representados pelo 1. Ou o fechamento de um ciclo e o recomeço de outro. As coisas estão recomeçando ou precisam recomeçar. Do jeito antigo não dá mais. Você não sente mais nenhuma graça na vida, não vê sentido nela… Perceber que a vida não tem mais nenhum sentido não é o problema. Isso é apenas o sintoma do problema real. O problema também não é um problema. Lembremos que a vida nos apresenta desafios. Podemos aceitar e fluir com esses desafios ou podemos enxergar os desafios como problemas.

O seu desafio é deixar a poderosa energia reprimida sair. Mas como? Assim, de repente? Não. Vá aos poucos. Deixe sair um pouco, depois mais outro pouco… À medida que a energia vai saindo, se expressando, você vai ganhando coragem para se expressar cada vez mais. E que tipo de energia é essa que precisa sair? Ora, tudo o que a sociedade reprimiu em você através da família, da religião, da moralidade, das suas autoridades, enfim… Você precisa encarar de frente os seus próprios preconceitos, a sua culpa, a sua preocupação com a opinião dos outros sobre você, etc.

Energia de Vênus prestes a explodir está na hora de mandar pro inferno

Energia de Vênus prestes a explodir 10 de paus sensualidade fogo espíritoEm outras palavras, vamos resumir com alguns exemplos: você é liberal por dentro, mas é rígido na sua vida social. Exemplo: internamente você não vê nenhum problema em duas pessoas do mesmo sexo se relacionarem sexual e afetivamente. Ou: você simpatiza com o modelo de casamento aberto, mas, externamente precisa manter a pose de guardiã (o) da família convencional. Ou: você não aguenta mais aquele emprego chato que não tem nada a ver com o seu verdadeiro potencial. Gostaria mesmo era de seguir o seu verdadeiro sonho. Nos três exemplos, você sente uma coisa, mas expressa outra. Por medo de ser julgado (a), criticado (a), de perder os (as) amigos (as), a segurança financeira, etc. Tudo isso tem origem, com certeza, nos valores que você introjetou desde a mais tenra idade.

Está na hora de mandar tudo isso pro inferno. Se você continuar se controlando poderá psicossomatizar em alguma doença física referente a Vênus como, por exemplo: problemas no pescoço, na garganta, na circulação venosa, nos rins, nos genitais, nas glândulas sexuais… Se é que você já não está com problemas nessas áreas do corpo físico. Geralmente, o 10 de Paus, como é naipe de Paus, que reúne todos os outros anteriores, se manifesta quando você já está se arrastando, já não aguenta mais… Somente assim você encontra forças internas para mudar de comportamento.

O importante a ressaltar aqui é que não se trata de uma simples mudança; é, realmente, uma transformação. Você passa a perceber com muita lucidez o absurdo que é você estar se reprimindo, se controlando, deixando de ser você mesmo (a). O 10 de Paus é um vulcão prestes a explodir; então, não há como ficar alheio (a) a todos esses sintomas. A sensualidade (Vênus) é importantíssima. Ninguém até hoje se espiritualizou negando a sensualidade, simplesmente porque a sensualidade guarda em si o fogo do espírito. Reprimi-la, portanto, é reprimir o próprio espírito.

Nosso Corpo Físico Materialidade Necessidades Básicas

Ás de Ouros em Virgem. O que podemos perceber – hoje – deste aspecto? Me coloco em estado psíquico receptivo a essa frequência energética do Teclado Cósmico para que ela fale, se expresse e viva através de mim e através de você caro (a) amigo (a) leitor (a).

– Eu venho de longe, de um reino distante. Há muito tempo atrás na lendária Atlântida eu nasci. Cresci olhando o mar, me deixando embalar pelo movimento das suas ondas. Respirei o ar puro das montanhas, cavalguei pelas planícies e desci às entranhas da terra para conhecer os seus tesouros ocultos. Sou terra. Participo de todos os outros elementos, mas a minha essência é a terra. A minha forma é o círculo. Sou uma moeda, lembra? ÁS DE OUROS é igual a uma moeda de ouro. Também sou representado por um pentagrama de ouro, mas com um círculo na volta. Bem, o fato é que aqui estou, como sempre aqui estive. Você me abandonou? Não importa, eu não abandonei você, e nunca abandonarei.

-Que papo é esse de que você nasceu na Atlântida? Você poderia me explicar? Pergunto ao ÁS DE OUROS.

-Sim, é claro. Antes da explicação e, como parte dela, ouço um barulho de moedas se chocando. Preste atenção, ouça com atenção! Diz o ÁS DE OUROS. O barulho de moedas se chocando e rolando no chão se faz ouvir novamente. Fico com o sentido da audição o mais alerta possível. São moedas se chocando, mas apenas uma moeda não se choca com mais nenhuma. Ás é um, uma. Então…

-Por que o barulho de várias moedas se o Ás é só uma? Pergunto ao ÁS DE OUROS.

-Ah, mas aí é que está o segredo. Ouça novamente!

Ás de ouros em Virgem fazemos coisas de maneira automática

 

Ás de ouros em Virgem mínimos detalhes materialidade corpo físicoMais moedas rolando. Mas… espera aí! Tem uma que se destacou das demais. Sim, não sei como percebi, mas o fato é que percebi. Em meio ao barulho geral um barulho, um som, aconteceu de forma diferente. Apenas uma moeda rolando no chão. Sim, foi isso o que o meu sentido da audição alerta aos mínimos detalhes percebeu. Já começou a aparecer a energia do signo de Virgem: mínimos detalhes; pra começar está bom. Se você ficar atento aos mínimos detalhes você começará a perceber coisas que não percebia antes. Sim, porque normalmente agimos e fazemos as coisas de maneira automática. Nossa ação está aqui, mas o nosso pensamento está lá. Quando trazemos a mente para junto da ação a nossa consciência está no presente e, consequentemente, muito mais ampliada.

ÁS é Um, a unidade, o foco da atenção. OUROS é terra, a materialidade, a sensualidade, o corpo físico. Virgem também é um signo de OUROS, de terra. Entre outras coisas é a rotina do dia a dia, é o pragmatismo, é a praticidade, a saúde física, a higiene, etc. Se não cuidamos do nosso corpo físico, ao menos nas suas necessidades básicas, como iremos cuidar da nossa vida espiritual? O tantra não nega a matéria; ao contrário, vai fundo nela, a destrincha nos seus mínimos detalhes e, então, acontece o milagre: de repente você transcendeu ao reino da meditação, não porque negou a matéria, mas porque a viveu total e intensamente.

É isso aí por enquanto. No próximo post tem mais ÁS DE OUROS no signo de VIRGEM. Ah, e a Atlântida? Bom, no próximo artigo falaremos mais sobre ela. Até lá!

Joel Munhoz Tarô Tântrico